(11) 2626-6000

Foi aprovado a MP 681 que muda a margem consignável de 30% (trinta porcento) para 35% (trinta e cinco porcento). No entanto, muitas dúvidas a respeito destas mudanças ainda estão dando o que falar. Para isso, decidimos esclarecer algumas questões.

Com a MP 681 o que muda?

A margem consignável para empréstimo consignado continua sendo 30% (trinta porcento). Contudo, antes quem tinha cartão de crédito consignado optava por ter 20% (vinte porcento) de sua margem destinada a empréstimo consignado e 10% (dez porcento) destinado para cartões de crédito consignado. No entanto, agora quem optar pelo ter o cartão de crédito consignado, vai comprometer 5% (cinco porcento) de sua margem e ficará livre os 30% (trinta porcento).

Pra quem não quer o cartão de crédito, nada mudará. Ademais, vai continuar podendo comprometendo os mesmos 30% (trinta porcento) de sua renda com empréstimos, conforme MP 681.

E os 10% já Averbados?

Quem estiver na regra antiga, permanecerá na regra antiga. Contudo, estuda-se a proposta de uma readequação na margem daqueles que já possuem os 10% (dez porcento) para 5% (cinco porcento). No entanto, ainda não tem nada definido a este respeito. Em síntese, continua com 20% (vinte porcento) para empréstimos e 10% (dez porcento) para cartões.

Como Vai Funcionar?

Para cada benefício, é permitido apenas 1 (um) cartão de crédito. No entanto, fica definido como limite 5%(cinco porcento) de margem exclusivos para seu limite de cartões. Ainda não foi definido se será permitido saques com esse cartão, mas por enquanto ainda não pode sacar. Portanto, é um cartão de crédito exclusivo para compras, conforme MP 681.

O valor do limite do cartão pode chegar a 2 x (duas vezes) o valor da sua renda ou até 20 x (vinte vezes) a sua margem consignável dos 5% (cinco porcento).

A taxa de juros máxima cobrada para quem cair no rotativo ainda permanece a mesma, podendo variar de banco para banco. No caso do BMG, a taxa permanece 3,06% (três porcento e seis décimos).

Pode já contratar cartão de crédito consignado?

Para quem deseja contratar um cartão de crédito consignado, já pode faze-lo e, apesar de ainda estar parametrizado, a MP 681 junto 0 INSS e Bancos a digitação das propostas já estão liberadas. No entanto, a preferência na liberação é de quem pedir primeiro.

A documentação exigida e política de crédito continua a mesmo. O beneficiário pode apresentar apenas RG (Registro geral) ou documento oficial com validade em todo território nacional com foto, CPF (Cadastro de Pessoa Física) e Comprovante de residência atual.

Para quem tem um cartão de crédito convencional, recomendamos que o troque pelo cartão de crédito consignado. Contudo, além de muitas vantagens como planos de pontos as taxas do rotativo, são imensamente menores. Um cartão de crédito convencional pode cobrar até 15% (quinze porcento) de taxa de juros ao mês, caso caia no rotativo. Já o cartão de crédito consignado não passa de 3,06% (três porcento e seis décimos). Por isso vale muito a pena para quem utiliza o cartão de crédito como forma de pagamento.

Aproveite a MP 681 e peça já o seu cartão de crédito consignado.

Você sabia que o Portal Consignados é especialista em empréstimo consignado?

Com mais de 17 anos no Mercado de Empréstimo Consignado e com uma equipe treinada para lhe auxiliar na melhor decisão, no entanto o Portal Consignados trabalha em parceria com diversos bancos para lhe oferecer sempre o melhor negócio.

Contrate seu empréstimo consignado clicando aqui