(11) 2626-6000

Lentidão no INSS deixa milhões de Aposentados e Pensionistas em situação desconfortável. Mais uma vez, como de costume, nesta época do ano o volume de pedidos de empréstimos aumenta. Ano após ano, o problema vem se repetindo e, muitos ainda aguardam uma resposta sobre seus empréstimos consignados.

Entenda os Motivos da Lentidão no INSS

O Dataprev, que é o responsável pelo processamento de dados, vem sofrendo durante anos com a falta de investimento do governo em infraestrutura e pessoal, pois isso dificulta muito algumas rotinas internas.

Uma delas é justamente o processamento de arquivos de empréstimos consignados, o que acarreta em Lentidão no INSS.

Funciona da seguinte maneira:

  1. As instituições financeiras enviam um lote de arquivos ao INSS
  2. Neste lote estão todos os pedidos de empréstimos consignados do dia.

O INSS tem que processar e devolver este arquivo com suas devidas respostas:

  • Autorizado
  • Negado
  • Dados inválidos

Alguns motivos para esse atraso são:

  • Aumento de Pedidos de empréstimo
  • Reajuste Salarial
  • Fechamento de Folha

Aumento de Pedidos de Empréstimo

Nesta época do ano, o endividamento aumenta devido ás contas, como por exemplo:

  • IPVA
  • IPTU
  • Matrícula escola
  • Entre outras contas

O reflexo deste endividamento é o aumento na procura de empréstimos, o que acarreta a lentidão no INSS.

Reajuste Salarial

O Reajuste Salarial é dado geralmente em Janeiro e a competência da Folha é de Fevereiro. Apenas após o fechamento da folha de Janeiro, que ocorre sempre entre os dias 15 e 20 que a folha é atualizada. Para quem pensa que é feito de forma automática, está bem enganado!

Infelizmente, o processo ainda é manual. Portanto, o que seria apenas uma transmissão dependerá da interação humana, pois leva tempo para fechar a folha de milhões de aposentados e pensionistas a nível Brasil.

Consequência disso é a paralisação das transmissões no Dataprev em mais de uma semana.

Fechamento da Folha

Após atualização da renda conforme reajuste salarial, é necessário transmitir para rede bancária, mas mesmo assim, o sistema utilizado pelo Dataprev apresenta os seguintes problemas:

  • Lentidão
  • Sistema Antigo
  • Aumento no número de segurados

A prioridade do Dataprev é com a manutenção da folha de pagamento!

Problemas Corriqueiros

Um dos maiores problemas nesta época do ano que faz muitos aposentados e pensionistas do INSS ficarem de cabelo em pé é a falta de informação. No entanto, é liberado aos bancos a digitação desde Novembro, da qual denominamos margem complementar, ou seja, a margem que fica disponível após a atualização da renda do segurado.

Demora muito até que seja atualizado a renda, o fechamento da folha e a transmissão.

Muitos segurados acabam solicitando mais de uma vez seu pedido de empréstimo por achar que não deu certo o primeiro pedido. No entanto, alguns detalhes deverão ser considerados, aos quais destacamos:

  • Dados
  • Volume
  • Transmissão
  • Duplicidade
  • Margem Consignável

Dados

O INSS valida todos os dados do segurado para autorizar seu empréstimo. Por isso, se sua proposta foi enviada com dados incorretos, certamente terá uma infeliz surpresa ao saber que o INSS até devolveu sua proposta. A proposta deverá ser reenviada com os dados corretos, o que acaba acarretando mais atrasos.

Volume

O Volume de pedidos aumenta mais de 500% neste período do ano. Ademais, a capacidade de processamento do INSS não consegue atender á todos. No entanto, o INSS não faz mais contratações temporárias para dar conta da demanda. Ademais, isso costuma acontecer na iniciativa privada, e isso gera atrasos.

Transmissão

A transmissão é realizada em lote e obedece a ordem de chegada, mas pode ser transmitido mais de um lote por vez. No entanto, o problema é na capacidade de transmissão destes lotes. Contudo, por ser um sistema antigo, o INSS não consegue processar tudo de uma vez, e, com isso você acaba esperando mais uma vez.

Duplicidade

A duplicidade é um dos fatores que contribuem para o atraso da liberação também, o aposentado ou pensionista que acredita que pela demora não deu certo, acaba solicitando em outros locais. Contudo, a consequência disso é que mais dados serão enviados, portanto maior será a demora no processamento deles.

Margem consignável

A Margem consignável também é um problema. Quando se começa a digitar as propostas de margem complementar, ainda não se tem algumas definições reais do reajuste. Contudo, em se tratar do Brasil, tudo pode mudar de uma hora para outra. Portanto, isso gera mais problemas ao aferir a margem errada.

Ademais, outro detalhe é para aqueles que pagam o imposto de renda. Contudo, muitos bancos não percebem esse detalhe e, apenas calculam o reajuste sem considerar a faixa do IR.

Conclusão

Ademais, é importante nesta época do ano se manter calmo! Contudo, deve-se acompanhar junto ao seu correspondente, agente ou banco o andamento da sua proposta. Contudo, infelizmente o INSS não tem a capacidade de processar conforme a demanda e nem é o foco da instituição.

No entanto, a prioridade do INSS é o segurado. Contudo, falta do governo munir o INSS de uma infraestrutura melhor para acabar com a espera que todo ano deixa milhões de aposentados e pensionistas a espera de uma resposta mais rápida.

Você sabia que o Portal Consignados é especialista em empréstimo consignado?

Com mais de 17 anos no Mercado de Empréstimo Consignado e com uma equipe treinada para lhe auxiliar na melhor decisão, no entanto o Portal Consignados trabalha em parceria com diversos bancos para lhe oferecer sempre o melhor negócio.

Contrate seu empréstimo consignado clicando aqui