Em Dúvidas
2

Renegociação de dívidas com Banco pode parecer um obstáculo intransponível mas na verdade não é nada disso. O importante é ter todas as informações sobre sobre sua dívida a mão. Neste artigo iremos passar o passo a passo de como obter sucesso em uma renegociação de dívidas com Banco.

Tenha todos os Detalhes

O importante na hora de uma renegociação de dívidas é ter todos os detalhes de seu empréstimo ou financiamento em mãos. Detalhes como :

  • Valor Emprestado ou Financiado
  • Valor de Parcela
  • Taxa de Juros
  • Parcelas pagas
  • Parcelas em atraso
  • Contrato
  • CET (Custo Efetivo Total)

Tais informações são muito importantes e você caso não tenha poderá solicitar a instituição Financeira.

Avaliar uma Renegociação de Dívidas com Banco

Em posse de todas as informações é a hora de começar a avaliar o seu contrato, para isso estabeleça um checklist de questões:

  • Qual foi a taxa de juros contratada?
  • Existe alguma taxa embutida no meu financiamento ou empréstimo?
  • Existe seguro?
  • Qual a mora paga de juros por conta do atraso?
  • Em quanto está minha dívida?

Muitas operações de crédito tem taxas de juros diferenciadas, saber a contratada poderá ser muito útil. Considere todas as despesas que envolveram seu empréstimo ou financiamento, principalmente se existe seguros embutidos.

Muitas instituições tem políticas de punição ao credor em atraso e colocar taxas adicionais em casos de atrasos, saiba o quanto estão lhe cobrando por isso.

Faça uma planilha colocando todas as informações de sua dívida, isto é muito importante para elaborar uma defesa.

Saiba Recorrer

Uma Renegociação deve partir de forma amigável, ou seja, recorra ao seu gerente ou agente de crédito e solicite uma renegociação, contudo pondere:

  • Valor da dívida a prazo
  • Valor de Parcela
  • Taxa de Juros

Renegociar sua dívida aumentando o total a prazo pode ser um tiro no pé, por isso, avalie bem antes de tomar uma decisão. Outro aspecto é o valor da parcela, se você chegou ao ponto de não conseguir pagar, renegociar aumentando a parcela é algo que não deve ser tido como uma opção.

Discuta com seu gerente a taxa de juros, brigue por taxas menores, assim o ganho é real em uma renegociação.

Toda e qualquer comunicação realizada junto a uma instituição financeira deve ser realizada através de carta, seja ela protocolada ou com AR via correios.

Não se esqueça que em instituições Financeiras a arte do empurra é sua maior ferramenta de trabalho, por isso, protocole sempre.

Mantenha um cronograma e anote tudo, cada contato, telefone e exija protocolo, isso poderá lhe ser muito útil. Colher provas de sua boa fé é fundamental em acordos.

Existem possibilidades

Atualmente existem programas de acordos coletivos, nestes acordos são levados em consideração sua capacidade de pagamento. Um exemplo disso é o SERASA, que promove encontros entre clientes e seus devedores, para participar é muito simples, basta informar detalhadamente suas dívidas, que é realizado um agendamento. Caso tenha interesse em realizar este agendamento basta clicar aqui.

Portabilidade também é uma opção para você que precisa de um upgrade em suas dívidas, contudo atualmente só é possível realizar em operações de crédito como o empréstimo consignado.

 

Luiz Fernando R Pereira
Há 17 anos no mercado de crédito, se especializou em empréstimo consignado, politicas de crédito, crédito consciente e Marketing Digital, co-fundador do portal consignados.com.br
Recent Posts

Deixe um comentário

2 Comentários em "Renegociação de dívidas com Banco como fazer?"

Notify of
avatar
500
Sort by:   newest | oldest | most voted
Brenda
Visitante

Minha tia realizou um empréstimo consignado em 96 parcelas, no entanto o valor da parcela é de 3.200,00 e já pagou 64. Fomos ao banco bradesco renegociar o restante e eles se recusaram a fazer pois ela possui 76 anos. existe alguma saída?

wpDiscuz
0

Start typing and press Enter to search