fbpx
(11) 2626-6000

Dívidas só são boas quando estão longe de nós, mas quando perdemos o controle e elas nos agarram, ignorá-las se torna um grande problema. No entanto, deveremos fazer de tudo para não cair nas suas tentações. Contudo, caso isso ocorra, temos que encarar o problema de frente e entrar em contato com o estabelecimento ou instituição a qual estamos devendo, buscando um acordo dentro das nossas condições financeiras.

Segundo pesquisa realizada pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) em parceria com o SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) em Setembro de 2018 e divulgada na revista “Isto É,” 62,4 milhões de brasileiros estão inadimplentes.

Este número exorbitante deve-se a quantidade de desempregados que existem no nosso país. Entretanto, se todos tivessem a oportunidade de poder trabalhar e conseguissem arcar com suas despesas mensais e com suas dívidas, certamente a inadimplência cairia muito.

Evite adquirir Dívidas!

O Portal Consignados, acompanhando de perto o desespero financeiro de milhões de brasileiros, preparou algumas dicas no intuito de evitar a inadimplência. Acompanhe abaixo:

  • Faça um planejamento de toda a sua vida. Coloque os seus objetivos em uma folha de papel ou em um programa de computador. Determine qual é o prazo para alcançar esses objetivos e qual será o investimento. Não desvie o foco.
  • Faça uma lista das despesas mensais familiares. Chama-se orçamento financeiro, que já foi falado aqui no Portal Consignados. Aproveite e liste também quem são os credores e quais são os valores das dívidas. Enumere-as verificando prioridade e elimine-as na medida do possível.
  • Se possuir condições financeiras, renegocie e quite as suas dívidas. Não as deixe se transformar em uma “Bola de Neve.”
  • Evite utilizar o cartão de crédito sem necessidade. O cartão de crédito é uma ferramenta maravilhosa. Contudo, exige cuidados especiais para que ela não se transforme em seu pesadelo.
  • Seja consciente quanto ao uso do dinheiro. Evite gastos desnecessários. Por exemplo: se puder aguardar até o próximo mês ou daqui alguns meses no intuito de adquirir uma TV de melhor qualidade, aguarde.
  • Pesquise muito antes de fechar negócio. Tenha em mente o produto que quer e até quanto que você poderá gastar sem comprometer o orçamento familiar.
  • Coloque as suas contas mensais na modalidade de débito automático. Essa atitude fará com que você mantenha as contas sempre em dia e livre de juros.

Dicas para Usar Conscientemente o Dinheiro

Abaixo darei dicas simples, mas que fazem toda a diferença para que você e a sua família economizem e administrem o dinheiro:

  • Não gaste mais do que você recebe. Parece uma dica boba. No entanto, achar que pode comprar tudo é um dos erros mais comuns. Na maioria das vezes, é assim que as dívidas começam.
  • Evite parcelar uma compra. Compre somente a vista. Essa medida evita diversos problemas que poderão surgir com parcelamentos de cartões e cheques.
  • Comece a poupar energia elétrica. Tome banhos rápidos, apague as luzes quando não estiver no ambiente. Use a luz solar durante o dia, pois ela é de graça.
  • Evite usar ventilador e ar-condicionado. Prefira abrir a janela ou a porta para circular o ar. Essa atitude, além de ser gratuita, é saudável para a nossa saúde.
  • Prefira utilizar o fogão do que o microondas. O gás é mais barato do que a energia elétrica. Equipamentos como geladeira, microondas, ferro de passar e chuveiro consomem muita energia. O kW (kilowatt) é muito caro.
  • Se a situação financeira familiar já estiver apertada, interrompa cursos de idiomas e academia. Use o carro somente se necessitar. Prefira ir ao serviço de transporte público ou de bicicleta. Seu bolso irá agradecer.

Considerações Finais

O Portal Consignados está sempre aqui para lhe trazer informações e soluções. É a nossa luta diária. No entanto, a mudança para ter uma vida melhor deverá vir de você. É preciso querer para depois conquistar os objetivos.

Continuaremos trazendo assuntos que são importantes para vocês, leitores, seja para adquirir conhecimento ou por necessidade. Esse post é parte integrante da nossa série sobre Crédito Consciente. Contudo, acompanhe os demais posts.

Crédito Consciente Dívidas – Mantenha distância!