Todo mundo sabe, ou pelo menos já ouviu dizer que o cuidado, além de tomar tempo, atenção, amor e carinho, também possui um investimento alto. Existem momentos nos quais é preciso saber priorizar as despesas, como por exemplo medicamento, cuidador, alimentação diferenciada, profissionais da área da saúde, entre outras.

Enfim, uma infinidade de opções para manter a qualidade de vida e conforto. Mas tudo isso tem um custo, certo? Contudo, basta falar alguns itens que logo pensamos que é muita coisa. Calma que eu vou te dar algumas dicas que utilizo e que me ajudam a priorizar, a organizar e a manter as contas sempre em dia.

Dicas para organizar despesas

Veja abaixo dicas onde consigo deixar a rotina da minha sogra Diow bem estruturada promovendo conforto e qualidade no cuidado. O bem-estar dela é o maior objetivo da minha família. Então vamos lá para as super dicas.

  • Você precisa saber QUAL É A SUA RECEITA e quanto você tem disponível. Parece simples, mas a maioria das pessoas não é.  A grande maioria não se dá conta que é de suma importância este pequeno detalhe. Devemos saber o quanto que temos para gastar, para que consigamos oferecer conforto em qualquer situação.
  • Depois você deve separar quais são as suas “DESPESAS ESSENCIAIS.” Eu gosto de chamar assim, pois são aquelas despesas de prioridade máxima, ou seja, não podemos ficar sem de forma alguma, como por exemplo, medicamentos, fraldas, dentre outras despesas que você considera importante.
  • Logo após, vêm as “DESPESAS FIXAS”, que são as despesas mensais da casa e que temos que mantê-las também em dia se não nada funciona. Como por exemplo: água, energia elétrica, supermercado, ou seja, o que precisamos para manter a casa em ordem e em bom estado para o cuidado do idoso e para os demais integrantes da casa.
  • É importante destacar que imprevistos acontecem e que podemos ser pegos de surpresa com alguma despesa não contabilizada. Contudo, para evitar surpresas, gosto muito de trabalhar com uma provisão que costumo chamar de “DESPESAS DIVERSAS”.

Dica especial

Uma dica muito especial é a de contabilizar tudo que recebe e tudo que gasta. Na minha experiência, essa é a maior resistência da família. Contudo, é de suma importância que ela seja feita. Esse processo de anotar e guardar as notas fiscais, além de te ajudar e identificar quais são as despesas, como por exemplo o que saiu fora do padrão no mês ou em um determinado período, oferece controle total das finanças/despesas. É um subsídio que te ajuda a prestar contas aos demais membros da família, caso seja necessário.

Dessa forma,  você consegue comprovar onde gastou e com o que gastou, deixando claro para os demais membros da família que não acompanha o cuidado diário quais são as necessidades e como você vem administrando. No entanto, além de te ajudar na análise das despesas e receitas e na prestação de contas, você consegue demonstrar e pedir ajuda para alguém próximo ou da família. Peça ajuda para identificar as divergências ou inconsistências, pois fica muito mais claro e fácil.

Tem um super vídeo, onde compartilho essas mesmas dicas para vocês.

E lá vai mais uma dica:

Para os medicamentos e fraldas, em algumas marcas você consegue um desconto, pois alguns fabricantes oferecem. Então procure se informar através do SAC – Serviço de Atendimento ao Cliente, 0800 de cada produto que você utiliza. Quem sabe você consegue um desconto e assim, diminua um pouco suas despesas.
Estas são dicas simples e muito fáceis de aplicar, mas que passam despercebidas na correria do dia em meio de tantas informações que temos durante nosso papel de cuidador.