(11) 2626-6000

Problemas na Portabilidade Safra de Empréstimo?

Entenda os principais problemas na Portabilidade Safra

É comum e corriqueiro no meu dia a dia como correspondente bancário se deparar com uma situação de total desespero por parte de relatos de clientes que acessam nosso blog e nos confidenciam a respeito de como o Banco Safra tem lhes causado diversos problemas.

O Portal Consignados não faz discriminação de instituição financeira e todo seu material tem o objetivo de ajudar a melhorar o setor, portanto não iremos ficar mais quietos diante de problemas relacionados ao setor.

Principais Problemas na Portabilidade Safra

Alguns fatos relatados com mais frequência pelos nossos usuários, amigos e clientes são:

  • Falta de Informação sobre Saldo a Receber
  • Informações divergentes
  • Falta de Conhecimento no Refinanciamento pós portabilidade

Contudo, um detalhe muito importante a ser colocado, é que até o momento quem recebe do banco a ser portado a confirmação do saldo devedor, não se tem uma relação exata do que realmente será quitado. Certamente, essa é uma falha do produto.

O caso acima se aplica na portabilidade com troco, ou seja, após a portabilidade ser realizada é feito um refinanciamento.

A portabilidade com troco atende a mesma lógica do refinanciamento, ou seja:

(Valor do Contrato Atual) – (Saldo devedor) = O que o Cliente irá receber

O grande problema é que este fato não é explicado de forma objetiva. Contudo, o cliente acha que está fazendo a portabilidade e que, pela diferença de juros vai receber um valor sem precisar refinanciar seu contrato.

A portabilidade em si, não movimenta valores, ou seja, ela simplesmente tira sua dívida de um banco e passa para outro. No entanto, somente se for refinanciar que vai liberar valores.

Veja como funciona

O que se tem visto no mercado é uma ligação por parte de alguém que se diz “Funcionário do Banco Safra” dizendo : “Olha seu contrato foi celebrado com taxa de juros abusiva. No entanto, por este motivo estaremos adequando a taxa de juros realizando uma portabilidade”.

Já viu alguma instituição financeira ligando pra dizer que você tem dinheiro pra lhe depositar? Seja pelo desespero ou pela falta de informação, muitos clientes têm se deparado com tal situação.

O Banco Safra, em forma de defesa, tem colocado a culpa nos corretores. Na verdade, isso é uma covardia até porque se tratando de uma instituição que conhecemos bem podemos afirmar: “O Banco Safra liga para todos os clientes confirmando a operação”.

Se liga confirmando a operação, porquê então permite que isso aconteça?

Infelizmente, existe uma prática muito comum por parte do Banco de jogar toda e qualquer despesa a cargo do correspondente. Contudo, isso ocorre até em casos onde um DOC é devolvido é o correspondente que paga pela reapresentação.

Abandono total do setor

Nosso setor é extremamente carente de uma regulamentação mais justa para os profissionais que nela trabalham.

A grande maioria das instituições não promovem treinamentos e nem mesmo controle de qualidade. Contudo, elas apenas utilizam uma mão de obra praticamente escrava para executar o que o próprio Banco não tem competência para fazer, até mesmo por questões de lucro prefere utilizar.

A verdade é que se existe um culpado é a falta de controle por parte das instituições em acompanhar o trabalho deste setor. No entanto, apenas se pune, não se orienta, apenas se cobra, não se dá nem sequer uma ajuda ao profissional deste setor.

Com a baixa remuneração, falta de incentivo e controle, se instala no setor maus profissionais e péssimas instituições financeiras celebrando milhões de contratos.

Onde estão as autoridades? É recorrente, é vício e nada se tem sido feito. Só pra ilustrar, o INSS que deveria fiscalizar ou punir a instituição que se comporte desta forma e não fazem nada.

Pode haver prestação de serviço por parte de uma instituição que praticamente utiliza mão de obra escrava? É moral isso!

Brasil, mostra tua cara! Quero ver quem paga pra gente ficar assim!

Enviamos esta matéria ao Banco Safra. No entanto, até o momento da publicação, não obtivemos resposta sobre a postura do Banco à respeito dos problemas na Portabilidade Safra.

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais