Calculando Limite do Cartão SIAPE

Calculando Limite do Cartão SIAPE

Se você anda perdendo o sono calculando Limite do Cartão SIAPE, então bem vindo ao clube, apesar de mais de um ano de espera ainda não temos uma fórmula exata que diga como calcular o limite do seu cartão, algumas iniciativas foram tomadas por parte do Banco BMG disponibilizando um simulador de limite pelo excel mas por sua complexidade e após tantas mudanças acreditamos que não irá se aplicar a forma de calculo informada pelo BMG, contudo estamos tomando a iniciativa de divulgar um simulador que entendemos que se aplica a realidade, uma vez entendendo que se temos o valor da margem dos 30% (trinta por cento), podemos aplicar a mesma regra para o limite do cartão se pegar uma sexta parte deste limite ou seja dividindo por 6 (seis) teremos os 5%.

Considerações Importantes calculando Limite do Cartão SIAPE

Em nosso simulador você deverá se atentar ao campo “Margem dos 30% (Contracheque)”, este campo deverá ser preenchido conforme sua margem atual, mesmo que negativa, se trata de informar o valor da margem liquida e atual conforme descrita em seu contracheque ou a informada pelo portal SIGEPE.

Outro campo importante a ser observado é “Soma de todos os Empréstimos”, some através de seu contracheque um a um de seus empréstimos consignados e a partir do dia 25/05/2016 some a este campo o valor debitado em seu contracheque da mensalidade de seu plano de saúde.

Com as considerações Observadas vamos ao simulador abaixo:

Considerações importantes

Os cálculos informados a cima são apenas uma referencia de iniciativa do portal consignados, neste exato momento que o artigo está sendo criado não existe uma informação confirmada por parte do SIAPE, partimos do óbvio que seria considerar sua margem dos 30% como base e 5% como uma sexta parte da margem dos 30%, conforme decreto 8.690 publicado em 11 de Março de 2016.

Indicar a Instituição no Sistema do SIGEPE para o Cartão

Indicar Instituição Passo a Passo

Indicar Instituição no Sistema do SIGEPE para o Cartão

Com a liberação dos cartões para os servidores federais é necessário indicar instituição financeira a qual solicitou o cartão para fazer a reserva, este passo é importante para a liberação do cartão o quanto antes. definimos apenas 5 passos necessários para a transmissão, siga o passo a passo e gere o código a favor da instituição Financeira.

5 passos básicos para indicar instituição no SIGEPE

1º Passo

Acesse o portal SIGEPE clicando aqui e selecione a opção “Sigepe Servidor e Pensionista” contida na primeira página.
Passo 1 sigepe

2º Passo

O servidor deverá inserir seu CPF, Senha e clicar em “Acessar”.

Passo 2 Sigepe

3º Passo

O servidor deverá clicar na opção “Consignações”.

passo-3-sigepe

4º Passo

O servidor deverá acessar a opção “Gerar Código de Autorização de Consignações”.

passo 4 siape

5º Passo

O servidor deverá selecionar o Banco BMG (Exemplo) e clicar em “Gerar Código”.

Obs: NÃO é necessário transmitir o código gerado para o banco. O sistema disponibiliza automaticamente e fica gravado no Portal SIAPE.

Considerações Finais

O Cartão consignado para os servidores federais foi um grande conquista após uma grande espera e nós do portal consignados sempre estaremos aqui para lutar por aquilo que entendemos que é justo, contudo é importante lembrar que se trata de um cartão de crédito e necessita de muita cautela na sua utilização, apesar de ter juros praticamente 400% menores que qualquer outro cartão de crédito convencional é muito importante como efetuar o pagamento deste cartão bem como utiliza-lo com segurança para evitar futuros aborrecimentos, por isso caso tenham dúvidas sobre a utilização contem com nossa ajuda e suporte de sempre.

O cartão de Crédito consignado SIAPE é um dos melhores produtos em consignação hoje no mercado financeiro, muitos clientes do INSS tem tido uma experiência fantástica com sua utilização, alem de ser um grande aliado como um crédito emergencial devido a sua capacidade de poder sacar com taxas tão baixas, lembramos que este cartão não possuí anuidade nem mensalidade e está disponível pode diversas instituições financeiras.

Demora na Liberação do Cartão SIAPE Mobiliza Servidores

A demora na Liberação do Cartão SIAPE tem ocasionado  sofrimento  com as incertezas e informações desencontradas sobre a liberação do Cartão de crédito consignado, o jogo de empurra parece que não acaba mais, mesmo após MP, Lei, normativo e etc nada mudou e a espera a cada dia se mostra insuportável.

O fato é que com o aumento da taxa de juros e a economia em recessão muitos servidores estão passando um verdadeiro pesadelo, o cartão de crédito consignado é sua esperança de poder quitar suas dívidas e poder respirar mais tranquilo.

Recolhemos alguns depoimentos de vários servidores:

Isso é uma vergonha estamos vivendo a maior crise no Brasil estamos precisando resolver nossos problemas o governo criou uma lei para pagar as dívidas com cartão de crédito desde de setembro do ano passado que esperamos pó esse cartão . A normativa já saiu vocês estão esperando o quê  para liberar esse cartão .Falta respeito com a nossa categoria estou precisando muito desse cartão para pagar algumas contas .
Amanda Amorim - Servidor Federal

 

Meu nome é Aparecida C. Salles de O. Ricardo, sou servidora pública federal e desde julho de 2015 venho acompanhando a mudança de margem para 35% sendo 5% para cartão de crédito. Já estamos praticamente em julho novamente, sei que todos os passos já foram cumpridos e, em 13 de abril saiu a portaria nº110, já não sei mais onde pesquisar pois nessa crise que estamos passando esses 5% iria aliviar muito, principalmente no que diz a cartão de crédito. Peço encarecidamente que olhem com carinho para a liberação do sistema, assim como eu sei que muitos servidores estão precisando também. Vocês são cidadãos e sabem do momento difícil que estamos atravessando, então por favor liberem o sistema para que possamos resolver  essa  situação. Não quero imaginar que seja má vontade ou um grande desmerecimento para nossa categoria.
Aparecida Ricardo - Servidor Federal
A alegria de poder possuir um cartão consignado demorou muito pouco,pois a demora me deixou extremamente frustrada. Contava com esse cartão,pois tenho uma filha especial que necessita de tratamento além dos que ela já recebe, e vinda desse cartão seria uma bênção pois facilitaria as nossas vidas. Infelizmente estamos endividados, minha filha sem completar os tratamento. Por favor, solucione o mais breve possível para nós servidores e pensionistas federais esse sistema de averbação e libere nossos cartões. Eu particularmente em meio a tudo isso,estou desesperada.
Neide Santos - Servidor Federal
Por favor libere o cartão consignado, eu como servidora aposentada, estou com problemas de saúde precisando de remédios e caros,? tenho depressão, estou muito endividada , preciso urgente desse cartão,  faço um apelo ao MPOG,  pelo amor que vcs tenha a Deus e a sua família, por favor, Libera esse Cartão Consignado, agradeço desde de já. Meu muito obrigada.
Isabel Soares - Servidor Federal
Preciso do cartão urgente, pois estamos sofrendo é uma tentativa de homicídio se esta situação perdurar mais um pouco.
Amanda - Servidor Federal
O QUE SINTO: É QUE A LEI NO BRASIL,  SÓ É CUMPRIDA QUANDO SATISFAZ O INTERESSE DE ALGUMA AUTORIDADE QUE TENHA INTERESSE NA MESMA , COM ISSO PEÇO QUE MOSTRE-ME QUE ESTOU ERRADO EM MEU PENSAMENTO E LIBERE OS CARTÕES AINDA ESSE MÊS DE ABRIL
Eudes Americo - Servidor Federal

Demora na Liberação qual a informação atual

A informação que temos atual é que falta apenas a liberação do sistema de consignação para dar inicio as averbações, mas ninguém aguenta mais a espera e por isso estamos mobilizando a todos os servidores a fazer uma campanha cobrando explicações, o que no nosso entendimento não existe explicação para tamanha demora e os servidores federais querem que seja liberado imediatamente o cartão de crédito consignado, a demora na liberação tem feito muitos estragos negativos na vida de milhares de servidores, por isso estamos promovendo uma campanha.

Vamos a Luta

Por causa da demora na liberação do cartão SIAPE e por conta de tantas informações desencontradas, decidimos ajudar criando uma campanha, e contamos com a colaboração de todos em compartilhar nas redes sociais esta matéria o máximo de vezes possível e pedindo para seus amigos que o façam a mesma coisa, necessitamos de pelo menos 1.000 compartilhamentos e curtidas, com isso consigo acionar a assessoria de impressa e expor este problema, por isso gente, necessitamos que façam em massa esses compartilhamentos e curtidas.

O Segundo passo será mediante a prova de que é sim público e notório a necessidade da liberação do Cartão que seja feito o mais rápido possível, sem a colaboração em massa fica difícil discutir alguma coisa seja no SIAPE ou no MPGO, por isso necessito desta ação como prova.

 

Empréstimo Consignado Safra – Saiba Como Funciona

O Empréstimo Consignado Safra se dá da mesma forma que em outros Bancos, o safra vem se destacado nos últimos anos devido a sua coragem em fazer a melhor e mais rápida portabilidade do Mercado, enquanto muitos bancos ficam de conversa de comadre, o Banco Safra não está nem ai, se o cliente quer portabilidade ou empréstimo consignado Safra, porque não?

Muitos Bancos apesar de existir um legislação bem específica a respeito, não fazem portabilidade entre eles, um caso explicito disso é o Itaú com o Bradesco, se conseguir portar um contrato do Bradesco para o Itaú será praticamente um milagre, nós que estamos na ponta sabemos muito bem disso, infelizmente não vai rolar.

Já o Safra vai na contramão de tudo isso e ganhou meu respeito e admiração por conta disso, não se junta com os poderosos, nem faz acordo de comadre tipo, “Você não me porta, que eu não te porto”, francamente eu não entendo como isso pode acontecer mais tudo bem, o Safra tem como principal objetivo de atender ao seu cliente, mas é claro que nem tudo são flores, por isso antes de ficar todo animadinho(a) é bom dar uma olhada na política de crédito do empréstimo consignado Safra.

Política de crédito do Empréstimo Consignado Safra

Consignado Safra

Como todo Banco que começa a se destacar no setor sempre existe a questão “Caixa”, ou seja, cada banco trabalha com um volume financeiro aonde só pode gastar este volume, uns bancos tem muito outros tem pouco, o Safra está chegando lá, mas só poderá brigar com Volumes de dinheiro de um Bradesco ou Itaú caso seu volume de vendas aumente ao longo do tempo, por isso caro leitor ai vai a dica, de preferência para o Safra, o Bradesco e Itaú até que são legalzinho, mas se deseja manter a taxa de juros aonde está a palavra é diversifique seus contratos, até porque sabemos muito bem o que o monopólio em um setor pode causar e conhecemos bem o Bradesco e Itaú para afirmar com 100% de certeza que eles não vão aliviar para ninguém, por isso caro leitor seja você cliente ou correspondente, pense nisso!

Público Atendido

  • Aposentados e Pensionistas do INSS
  • Empréstimos para servidores públicos
  • Empréstimos para militares das Forças Armadas
  • Empréstimos para Funcionários de Empresas Privadas (Consulte se RH)

Antes de contratar fique atendo as políticas de crédito do Banco Safra:

  • Limite de idade mínimo – 26 anos
  • Limite de idade máximo – 75 anos, 11 meses e 29 dias (termino do contrato).
  • Prazo mínimo: 24 x
  • Prazo máximo: 72 x
  • Renda Superior a R$ 600,00

O Banco Safra definir um valor mínimo de Liberação para cada modalidade de empréstimo consignado, ou seja, para Refinanciamento, compra de dívida, portabilidade ou contrato novo, veja abaixo quais são estes limites:

  • Empréstimo Novo: R$ 650,00
  • Compra de Dívida: R$ 650,00
  • Portabilidade: R$ 400,00
  • Refinanciamento: R$ 600,00

Uma restrição importante a ser considerada é que o Banco Safra NÃO faz Ordem de Pagamento, então se você não tem um conta corrente ou poupança para receber o crédito de seu empréstimo consignado, infelizmente não terá opção de contratar pelo Safra.

Outra informação muito importante é que o Safra não opera com pessoas portadoras de deficiência visual e analfabetos, devido ao grande número de reclamações e ações de clientes que tem este tipo de perfil o Safra simplesmente optou por não emprestar para pessoas que se encontram nesta condição.

Existem restrições também para clientes que recebam pode determinados benefícios do INSS, aos quais irei classificar abaixo:

Para Empréstimo Novo:

  • Espécie 01 – Pensão por morte do trabalhador rural (Lei Complementar no 11/71)
  • Espécie 04 – Aposentadoria por invalidez do trabalhador rural (Lei Complementar no 11/71)
  • Espécie 32 Aposentadoria por invalidez previdenciária (Lei no 8.213/91)
  • Espécie 33 – Aposentadoria por invalidez de aeronauta
  • Espécie 92 – Aposentadoria por invalidez por acidente do trabalho (Lei no 8.213/91)

Para Refinanciamento:

  • Espécie 32 Aposentadoria por invalidez previdenciária (Lei no 8.213/91)
  • Espécie 92 – Aposentadoria por invalidez por acidente do trabalho (Lei no 8.213/91)

Vale a Pena o Empréstimo Consignado Safra

Apesar de muitas regras o Banco Safra está melhorando a cada dia, acredito que dentro de alguns anos não teremos mais estas restrições, mas apesar disso, a operação pelo Safra é segura tanto para o parceiro quanto para o cliente, eles possuem um pós venda muito eficiente e tem taxas bem interessantes que muitas vezes ficam melhores do que as do Itaú ou Bradesco, por isso se você está pensando em fazer uma portabilidade ou empréstimo novo pelo Safra, fique a vontade, o Safra tem condições muito boa e taxas de juros excelentes.

 

Decreto 8690 regulamenta o Cartão SIAPE, só que não

O Decreto 8690 de 11 de Março de 2016 altera o decreto 6.386 e agora temos as regras já bem definidas para a liberação do cartão de crédito SIAPE, o que era uma grande expectativa de milhares de servidores públicos Federais, para poder obter o tão esperado cartão de crédito consignado. Só que Não!!!!

O lado positivo é que algumas dúvidas como : Será que sai mesmo? Vou pode sacar? foram respondidas, agora basta aguardar os próximos capítulos desta novela e rezar para não haver mais nenhum contra tempo na liberação do cartão.

Neste decreto deixa claro que haverá a oportunidade de saque o que é bem interessante se for seguir o mesmo modelo do INSS, mas confesso que ao ler na íntegra fui do céu ao inferno, no final quase nas ultimas linhas a nossa presidente Dilma, da mais 6 meses para o SIAPE colocar pra rodar, isto significa que o SIAPE agora tem um prazo fixo para ajustar seu sistema dentro dos 35%.

Decreto 8690 a espera acabou

Durante meses a fio tivemos um grande embate em nosso blog, o SIAPE por sua vez deu as caras poucas vezes e quando informou sempre passou prazos errados ou previsões que apenas postergasse o sofrimento de milhares de servidores, o que no meu ponto de vista foi um desrespeito a todos os que estavam aguardando um posição concreta a respeito.

A poucos meses foi passada a informação que haveria uma necessidade em alterar o decreto 6.386 para que as condições que permitem a liberação do cartão consignado mediante a margem dos 5% fossem possíveis, outro fator que o SIAPE alegava falta de recursos, mas seu argumento  foi facilmente derrubado quando comparou a liberação do INSS que por incrível que pareça saiu bem antes.

A luta continua

Quem me acompanha pelo blog sabe o quanto nos últimos meses temos dado destaque as causas impossíveis de um governo que faz o que quer sem ter ética ou nenhum medo da opinião alheia, isso é muito importante não ser esquecido com os próximos governos e próximas eleições, as multidões que saíram as ruas neste ultimo final de semana, foram a prova clara que não somente os servidores federais tem sofrido os desmandos como a grande população brasileira tem sofrido nas mãos dos que afirmavam que a esperança iria vencer o medo, agora eu me pergunto :

Qual é a nossa esperança?

A esperança agora é que o SIAPE faça os ajustes necessários rapidamente, com o decreto 8690 o SIAPE ganhou mais seis meses para se justificar, mas nem tudo é de ruim, a pressão por parte dos bancos e servidores é muito grande, agora meus amigos a luta continua, mas pelo menos já temos uma data certa, pessoalmente eu acredito que saia antes, mas fazer nosso papel de cobrar e apressar o SIAPE será fundamental para que seja de uma vez por todas liberado o Cartão de Crédito Consignado para os servidores Federais.

Aumento do Limite do Cartão de Crédito Consignado foi liberado

O aumento do limite do cartão de crédito consignado foi uma das perguntas mais realizadas em nosso blog, com o aumento do salário dos aposentados do INSS muitas questões ficaram para serem respondidas.

Essa semana o Banco BMG anunciou que já poderá aumentar o limite do cartão de crédito, o motivo da demora foi ajustar seu sistema com o INSS para poder realizar esta operação. Toda sua rede recebeu um roteiro operacional onde explica passo a passo o processo de aumento do limite do cartão de crédito.

Novidades

A novidade é que além de aumentar o limite se poder reduzir, pode até parecer estranho mas muitas pessoas preferem ter seu limite reduzido afim de ajustar as contas de casa.

bmgCard

Esta medida é muito importante para dar a devida manutenção ao seu Cartão BMG Card e pode lhe proporcionar uma evolução em seu limite de crédito.

Como Funciona o Aumento do Limite do meu BMG Card

Você que deseja aumentar seu limite deverá procurar um correspondente autorizado do Banco BMG que terá de gerar uma proposta de aumento do limite do cartão de crédito consignado, será gerado um contrato e deverá apresentar os seguintes documentos:

>>RG ou qualquer documento com foto válido em todo território nacional
>>CPF
>>Comprovante de Residência atual em seu nome

O processo funciona como o da primeira vez, ou seja, tanto o banco quanto o INSS irão analisar sua proposta de aumento, por isso fique preparado para aguardar de 2 a 5 dias para atualização de seu limite.

Meu Cartão ainda nem chegou o que pode estar acontecendo

O que parecia um problema crônico ou algo sem a devida explicação, afinal de contas muitos cartões foram emitidos mas muitos clientes reclamavam que seu cartão não chegava, agora tem uma explicação, o fato é que com os mais de Seis milhões de cartões emitidos o Banco demorou para processar todos os pedidos e fazer a conferencia de contratos e documentações, outro fator foi a mudança do contrato, muitos clientes foram chamados para fazer a substituição dos contratos e regularizar pendências de documentação mas poucos compareceram, o fato é que devido a tais pendências muitos cartões ficaram retidos e só serão enviados após a devida regularização.

As pendências mais comuns são:

  • Comprovante de residência em nome de terceiro.
  • CNH Vencida
  • Contrato Antigo

O Comprovante de residência é um dos maiores problemas, muitos clientes enviaram conta de consumo em nome de familiares, o que no caso do cartão não pode, caso não possua uma conta de consumo em seu nome solicite ao seu correspondente uma declaração de residência, é aceita pelo Banco e resolve o problema.

Como o Cartão de crédito consignado demorou para sair, quem tinha sua CNH a vencer acabou ficando com pendência no Banco, por isso procure seu correspondente e atualize sua documentação.

Muitas questões quando se começou a fazer a pré digitação eram uma incógnita por exemplo o saque, iria haver, ou não iria haver, essa indefinição acabou gerando um certo problema na formalização ou seja, falta assinar um termo do seu contrato.

Lembrando que o Contrato celebrado tem valor e não invalida a operação somente invalida a emissão do cartão.

 

Fator Previdenciário fique por dentro das Mudanças

Recentemente foi aprovada a lei que dispõe sobre a possibilidade de que o trabalhador se aposente por tempo de contribuição, sem a aplicação do fator previdenciário. Para tanto o trabalhador deve implementar a fórmula 85/95 (com regra de transição para os próximos anos).

Com esta nova forma de cálculo da aposentadoria o homem poderá se aposentar com 60 anos de idade e 35 anos de contribuição (60+35=95), por exemplo.

Entretanto com a nova lei foi criada regra de transição observando os seguintes cálculos:

Período

Mulher

Homem

Até 30 de dezembro de 2018

85

95

De 31 de dez/18 a 30 de dez/20

86

96

De 31 de dez/20 a 30 de dez/22

87

97

De 31 de dez/22 a 30 de dez/24

88

98

De 31 de dez/24 a 30 de dez/26

89

99

De 31 de dez/2026 em diante

90

100

Ademais quem não optar em aguardar a nova fórmula 85/95 poderá se aposentar por tempo de contribuição com a aplicação do fator previdenciário. Para tanto será necessário implementar 35 anos de contribuição – homem – e 30 anos de contribuição mulher.

O fator previdenciário foi criado em 1999 pela Lei n° 9.876. Na época o fator veio como uma alternativa de controle de gastos da Previdência Social com a finalidade de reduzir o valor dos benefícios previdenciários.

Calculando o Fator Previdenciário

Para o cálculo do fator previdenciário é utilizada a idade do trabalhador, a expectativa de vida e o tempo de contribuição do mesmo no momento da concessão da Aposentadoria por Tempo de Contribuição, mediante a fórmula abaixo:

fator previdenciário

Sendo:

  • f = fator previdenciário
  • Es = expectativa de sobrevida no momento da aposentadoria
  • Tc = tempo de contribuição até o momento da aposentadoria
  • Id = idade no momento da aposentadoria
  • a = alíquota de contribuição correspondente a 0,31

Na aplicação do fator previdenciário serão somados ao tempo de contribuição do segurado:

  • Cinco anos para as mulheres;
  • Cinco anos para os professores que comprovarem efetivo
  • Exercício do magistério no ensino básico, fundamental ou médio;
  • Dez anos para as professoras que comprovarem efetivo
  • Exercício do magistério no ensino básico, fundamental ou médio.

Nessa linha o fator previdenciário irá reduzir o benefício de Aposentadoria Por tempo de Contribuição sendo certo que quem aguardar a nova fórmula fará com a valor recebido não tenha qualquer redutor.

Entretanto no caso da Aposentadoria por Idade o fator previdenciário poderá ser utilizado no momento da concessão do benefício se o seu resultado for positivo, isto é, aumentando o valor que será recebido.

Cartão SIAPE está demorando? entenda o porque

Durante as últimas semanas cresceram a expectativa por parte dos servidores federais a respeito da liberação do cartão SIAPE de crédito consignado, as informações contraditórias do SIAPE sobre quando e como será liberado tem tirado o sono de muita gente, em nosso blog temos recebido milhares de perguntas a respeito do tão esperado Cartão de Crédito Consignado.

Desde a MP 681 ter sido anunciada a expectativa de poder ter um Cartão de Crédito com juros mais baixos criou uma luz no final do túnel para todas as pessoas que utilizam o crédito consignado como um mecanismo para pagar suas contas.

A proposta do cartão ajuda muitos a criar todo frisson que envolve a liberação, mas o sofrimento da expectativa na espera é como uma novela que não acaba nunca, nem mesmo os noveleiros teriam tanta imaginação para criar tantos capítulos que envolvem toda polêmica que vem acompanhando o Cartão de Crédito consignado.

A cada convênio que sinaliza adesão o cartão, é uma luta de categorias, foi assim com o INSS, agora SIAPE e logo mais Estado e Prefeituras por isso gostaríamos de esclarecer alguns pontos que tem surgido ao longo do tempo a fim ajudar a sua compreensão em entender o porquê seu cartão de crédito SIAPE está demorando para sair.

A resposta da pela demora do Cartão SIAPE pelo Governo

Em cartas ao governo alguns servidores têm recebido a resposta que o SIAPE está aguardando a provação da MP no congresso, o que é bem estranho se for considerar que uma Medida provisória (MP 681) só existe para justamente evitar a demora burocrática deste país, não faz nenhum sentido o SIAPE aguardar a aprovação no Congresso até porque já foi aprovada.

Fazendo contas

O grande desespero de quem aguarda este cartão é muito justificável se considerar que a finalidade da medida provisória é dar a opção de você quitar seu cartão de crédito convencional para pagar menos juros, veja o exemplo abaixo onde simulamos o impacto destes sete meses de espera em uma dívida de R$ 2.000,00.

Exemplo prático:

Uma dívida de R$ 2.000,00 onde você só estaria pagando o mínimo da fatura ao longo de sete meses seu saldo devedor seria de R$ 4.421,36.

Se você tivesse uma dívida de R$ 2.000,00 no seu cartão de Crédito Consignado onde tivesse pagando apenas o mínimo o seu saldo devedor ao longo dos mesmos sete meses seria de R$ 1.867,58.

Uma diferença de 136% a mais e pode estar se perguntando, porque enquanto meu cartão de crédito convencional ao pagar somente o mínimo só aumenta a minha dívida enquanto o cartão de crédito consignado minha dívida só vai abaixando?

A resposta é que no cartão consignado o pagamento do mínimo amortiza seu saldo devedor enquanto em um cartão de crédito convencional só aumenta.

Dá para entender o desespero? Caro leitor posso afirmar que se existe algum produto que é muito interessante para o consumidor hoje em dia este produto é o cartão de crédito consignado.

As instituições Financeiras x Liberação do Cartão SIAPE

Outra questão apresentada foi que o Banco não teria interesse na liberação do Cartão de Crédito SIAPE, o que não é verdade, se considerar que o produto do banco é emprestar porque ele não teria interesse?

Posso garantir que o produto é de interesse sim do Banco, e com a atual crise em nosso país e a restrição ao crédito pelo risco de inadimplência, as instituições financeiras acabam optando por modalidades de crédito mais conservadoras como por exemplo o empréstimo consignado e o cartão de crédito consignado.

Uma operação de empréstimo consignado não é algo que o consumidor faça todos dias até porque existe limite para isso, mas se consome produtos e serviços todos os dias e aí entra o cartão de crédito, ou seja, o cartão de crédito consignado irá fazer parte do seu dia a dia, e o banco quer exatamente isso, portanto afirmar que as instituições financeiras não têm interesse no cartão de crédito consignado no mínimo é um absurdo.

Sistema para rodar o Cartão SIAPE está pronto

Outra questão levantada é que o SIAPE não teria como parametrizar seu sistema para rodar o produto, em até certo ponto concordo que seria necessário fazer ajustes no sistema, mas sete meses para isso? Francamente o próprio pessoal do SERPRO afirma que está tudo pronto, por isso SISTEMA? Já não está colando mais esta desculpa.

Uma desculpa usada também foi a falta de recurso financeiro, mas ao julgar pelo INSS que digamos e venhamos, se existe alguma instituição neste país que tenha problemas financeiros é o INSS a anos se arrecada menos do que se paga, ou seja, se eles normatizaram e parametrizaram o porquê o SIAPE ainda não?

Está na hora de Lutar

Poderíamos ficar aqui derrubando todas as desculpas utilizadas para justificar o atraso na liberação, mas o fato é que nada justifica tanta demora para liberar um direito seu, e se você é sindicalizado procure seu sindicato, e cobre a representação que eles devem fazer a você, se mobilizem em divulgar nosso artigo e vídeo, não se unam a pequena parcela pessimista que prefere só reclamar e reclamar só que de braços cruzados, como o próprio hino nacional diz “Os filhos teus não fogem a luta”.

 

Limite do Cartão SIAPE saiba como Calcular

Devido a inúmeras dúvidas de como se calcula o limite do cartão SIAPE decidimos criar um artigo para explicar melhor.

A quem se aplica

Todos os servidores públicos civis federais ativos, inativos, aposentados e pensionistas vitalícios, mas antes de calcular o limite do Cartão SIAPE é importante entender se você poderá contratar o cartão de crédito consignado segue abaixo as categorias permitidas e não permitidas:

Categorias e Cargos Permitidos

  • Cedido
  • Redistribuído
  • Ativo permanente lei 8878/94
  • Reforma CBM / PM
  • Reserva CBM / PM
  • Cedido SUS lei 8270.

Categoria e Cargos NÃO Permitidos

  • CLT
  • Comissionados
  • Contratado Temporário
  • Titular de Cargo em Comissão
  • Estagiário
  • Recrutamento amplo
  • Gratificados
  • Tutelado
  • Curatelado
  • Designados sem e com quinquênios
  • Prestador de Serviço

Parâmetros/Taxas/Tarifas/Multas e Regras

Antes de calcular o limite do Cartão SIAPE é importante entender todas as condições, por isso abaixo estaremos detalhando suas principais características.

  • Margem para Cartão: 5% do valor do salário líquido do servidor informado no Contracheque.
  • Taxa de Juros (Saque Todas as Modalidades e Rotativo): aguardando regulamentação
  • Tarifa de Saque: R$ 9,00
  • Anuidade Cartão Titular: Não cobra
  • Seguro Perda e Roubo: Não possui
  • Multa: Não cobra
  • Tarifa de emissão de Cartão: Não cobra
  • Tarifa de remissão de cartão: R$ 15,00 – Casos de Perda e má Conservação
  • Tarifa de Extrato: Não cobra
  • TAC – Tarifa de Abertura de Crédito: Não cobra
  • Aquisição do Cartão: É permitido apenas 1 (um) cartão por Benefício.
  • Regras de Concessão de Limite e Saque
  • 90% de Saque
  • Taxa: aguardando regulamentação
  • Múltiplo: 22 X
  • Margem Consignada Mínima: R$ 25,00
  • Margem Consignada máxima: R$ 1.590,00
  • Limite de Crédito Mínimo: R$ 550,00
  • Tarifa de saque: R$ 9,00

Limite por Idade

  • 18 a 65 anos : R$ 35.000,00
  • 66 a 70 anos : R$ 25.000,00
  • 71 a 75 anos : R$ 10.000,00

Calculando o limite do Cartão SIAPE

Para ajudar nessa missão árdua estamos nos baseando no roteiro operacional do Banco BMG que gentilmente nos forneceu uma calculadora em Excel que poderá ajudar em muito a você calcular o limite do Cartão SIAPE, é importante salientar que existem lançamentos em seu contracheque não podemos considerar, por isso não deixe de chegar no final deste artigo as verbas variáveis.

Para que possa acompanhar o exemplo utilizado recomendo que baixe a planilha do Excel Calculadora SIAPE_v2.

Mãos a Obra

Preencher a calculadora conforme indicações na imagem do contracheque. Observe que no passo 2, colocamos os principais descontos compulsórios que são apresentados no contracheque. No exemplo abaixo o contracheque possui apenas dois descontos.

contracheque servidor federal

Preencher na Calculadora:

limite do Cartão SIAPE

Supondo que exista mais um desconto compulsório no valor de R$ 930,00, observe como será o comportamento da calculadora no passo 2.

calculadora passo 2

Supondo agora que exista verbas variáveis no valor de R$ 4.700,00, observe como será o comportamento da calculadora no passo 3.

Calculadora passo 3

Se tiver dúvidas sobre a Rendas Variáveis em seu contracheque, basta pesquisar abaixo.

 

Pagamento do Cartão de Crédito Consignado como é Feito?

Devido ao grande número de pessoas que estão com dúvidas a respeito de como fazer o Pagamento do cartão de crédito consignado, decidimos criar este artigo para ajudar a você entender o porque além de tudo o Cartão de Crédito Consignado é tão interessante.

1º Passo – Entenda sua Fatura do seu Cartão de Crédito Consignado

A fatura do seu cartão de crédito consignado é igual a uma fatura de cartão de crédito normal, onde existe um demonstrativo de débitos e pagamentos, bem como a informação do estabelecimento aonde fez suas compras, você deverá estar recebendo em sua casa uma fatura onde possuí algumas informações que vale a pena olhar com bastante carinho:

As informações do “Pagamento mínimo previsto em folha R$” representarão a sua margem dos 5%, logo abaixo vai entender o porque essa informação é importante.

Boleto do Cartão BMG Card

Note que as informações do pagamento mínimo que são exatamente a sua margem dos 5% já estão abatendo seu saldo devedor, outra informação importante é “PAGAMENTO COMPLEMENTAR NECESSÁRIO”, caso haja algum valor lançado neste item o mesmo deverá ser pago para evitar que seu cartão seja bloqueado, isso ocorre devido ao desconto do pagamento mínimo descontando em folha ser inferior ao valor mínimo de sua fatura.

Pagamento do cartão de Crédito BMGNote que existe um campo de valores em dólar, isso acontece pois se trata de um Mastercard Internacional.

Parcelamento nas Compras

O Parcelamento nas compras com seu cartão de crédito consignado funciona igualmente a um cartão de crédito convencional, mas antes de parcelar uma compra sempre questione o estabelecimento quem irá arcar com os encargos, se é o lojista ou se é você.

Existe uma grande diferença e as taxas de juros nestes casos podem variar de acordo com a tabela de juros vigente para aquele estabelecimento em questão, por isso recomendamos sempre se atentar nas compras parceladas quem ficará com os encargos para Pagamento do Cartão de Crédito, por isso vamos explicar melhor abaixo as diferenças:

Parcelamento pelo Estabelecimento
Parcelamento pelo Cliente

Parcelamento pelo Estabelecimento

O Parcelamento pelo estabelecimento é quando o lojista assume os encargos de juros pela administradora da maquina utilizada (Cielo, PagSeguro e etc), não gerando ao cliente nenhum ônus de juros pelo parcelamento, neste caso o parcelamento será sem juros para você, diminuindo assim o Pagamento do Cartão de Crédito.

Parcelamento pelo Cliente

Neste caso os encargos de juros pela administradora é totalmente repassado a você, ou seja, pagará os juros pela compra parcelada, verifique com o estabelecimento qual a taxa de juros cobrada e em casos de juros superiores a 3,06% a.m opte por pagar a vista utilizando a função saque do seu cartão, não se esquecendo de pedir desconto é claro.

Pagamento do Cartão de Crédito Consignado BMG

O pagamento do cartão de crédito consignado BMG é muito flexível e prevê várias possibilidades pensando exclusivamente em você, com o BMGCard você pode pagar sua fatura:

  • A vista
  • Parcelado
  • Parcial
  • Pagamento Mínimo

Abaixo estaremos explicando caso a caso para que você possa escolher a forma melhor ao fazer o pagamento do cartão de crédito.

Pagamento a vista

Na sua fatura de pagamento sempre virá descontando o valor de desconto em folha que nunca será superior a seus 5% de sua margem e o restante virá através de boleto bancário, por exemplo, se seus gastos foram no valor de R$ 1.000,00 e sua margem dos 5% for R$ 100,00, você receberá uma fatura no valor de R$ 900,00 pois os R$ 100,00 restantes para quitar seu cartão já serão descontados em folha.

Pagamento Parcelado

Não existe pagamento parcelado de seu saldo devedor, no começo até foi divulgado que seria parcelado em até 72 x mas agora mudou, contudo não se preocupe, se você recebeu sua fatura em um valor ao qual não pode pagar, basta pagar o mínimo, ou seja, basta deixar o desconto em folha que seu saldo devedor irá sendo amortizado até que seja quitada toda a sua dívida.

Atenção
Os prazos de 72 meses para quitar seu saldo devedor havendo apenas o desconto em folha dos 5% considera uma condição aonde você sacou ou utilizou 98% do limite do seu cartão, caso seu saldo devedor seja inferior a conta muda totalmente e para menos.

Pagamento Parcial

O pagamento Parcial é a melhor forma de você ir saldando sua dívida no cartão de crédito, note quem no seu boleto bancário não existe um valor definido, ou seja, você poderá fazer um pagamento avulso se desejar, lembre-se que os juros de 3,06% a.m +  IOF de 0,38% a.m, incidem sobre o valor de seu saldo devedor, quanto maior o Pagamento do Cartão de Crédito, menor o valor da próxima fatura e consequentemente menor será os juros a ser pago.

Dica Importante
Mesmo que tenha optado por pagar apenas o valor mínimo de sua fatura, fazer pagamentos avulsos lhe ajudarão a amortizar sua dívida mais rápido.

Material de Apoio

Estamos desenvolvendo uma calculadora para lhe auxiliar no seu cálculo de amortização de seu saldo devedor em nossa nova área de membros do site, neste novo projeto do portal consignados estaremos disponibilizando diversas ferramentas, por isso aproveite para se tornar um membro do portal consignado e utilizar as nossas ferramentas de gestão de crédito além de diversas funcionalidades que estamos preparando exclusivamente para você, mas por enquanto e para sanar algumas dúvidas emergenciais estaremos disponibilizando uma planilha do Excel para baixar é bastante simples, basta clicar no link a seguir simulador-cartao-pgto-minimo-amortiza.

Veja com utilizar a planilha no vídeo abaixo:

Qualquer dúvida em relação ao Pagamento do Cartão de Crédito estaremos aqui para lhe ajudar.

Contemplação de Consórcio como Funciona?

A contemplação e a atribuição ao consorciado do crédito contratado para a aquisição de bem ou serviço, bem como para a restituição das parcelas pagas, no caso dos consorciados excluídos. cujo grupo tenha sido constituído a partir de 06 de fevereiro de 2009.

A contemplação está condicionada à existência de recursos suficientes no grupo para a aquisição do bem ou serviço em que o grupo esteia referenoado e para a restituição aos excluídos.

Modalidades de contemplação

Existem duas formas possíveis de ser contemplado no consórcio uma delas é atravéz de lance e a outra através de sorteio, para ilustrar melhor estaremos explicando cada uma destas formas de contemplação a seguir:

Sorteio

A contemplação por essa modalidade reftete a própria essência do consórcio, de vez que. todo consorciado ativo em dia com o pagamento de suas contribuições e o consorciado excluído concorrem em absoluta igualdade de condições.

É consorciado ativo aquele que mantém vínculo obrigacional com o grupo, excetuado o participante inadimplente não contemplado e o excluído. Verifique no contrato quais as condições exigidas para a participação nos sorteios.

Lance

Após a realização do sorteio, será admitida a contemplação mediante o oferecimento de lance pelos consorciados ativos. Os critérios para oferta e desempate de lances serão definidos em contrato. Portanto, verifique no cortrato que você assinou as condições para participar do sistema de lance.

Formas de Lançe

Existem duas formas de lance em um grupo de consórcio lançe em espécie e o lance embutido, aos quais estaremos detalhando abaixo:

ALance em Espécie: É o lance ofertado com recursos do próprio consorciado,nesse caso, o contemplado receberá o crédito total correspondente ao valor do bem ou serviço, previsto no contrato.

BLance Embutido: e o lance ofertado com parte do crédito do próprio consorciado. ou com recursos do saldo da sua conta vinculada ao FGTS. O consorciado receberá o crédito total correspondente ao valor do bem ou serviço, previsto contratualmente, menos o valor do lance ofertado (FC+ TA +FR).

Importante
Só pode ofertar lance embutido com recursos do saldo da conta vinculada ao FGTS o consorciado vinculado a um grupo de imóvel residencial, nos termos das disposições baixadas pelo Conselho Curador do FGTS e pela Caixa Econômica Federal, na qualidade de agente operador do FGTS.
Importante
Independentemente da modalidade de lance utilizada pelo consorciado (em espécie e/ou embutido), o percentual do saldo devedor a ser amortizado com o valor do lance será o mesmo.

Exemplo:

  • Prazo do Grupo = 60 meses
  • Valor do bem ou serviço= R$ 30000,00
  • Fundo Comum (1,6667°/o ao mês) = R$ 500,00
  • Taxa de Administração (0,25% ao mês) = R$ 75,00
  • Fundo de reserva (0,0333%) = R$ 9,99

Lance Ofertado: R$ 2.339.96 (quatro prestações, o que corresponde a 7,8% do saldo devedor).

Crédito a ser liberado ao contemplado:

Lance em Espécie: O Crédito liberado ao cotista será de R$ 30.000.00

Lance Embutido: O Crédito liberado ao cotista será de R$ 27.660,04

Observe que independentemente do tipo de lance ofertado, o consorciado amortizará 7,8% do saldo devedor.

Cancelamento da Contemplação

Os consorciados reunidos em Assembleia Geral Ordinária do grupo podem determinar o cancelamento da contemplação do consorciado que, não tendo utilizado o respectivo crédito, fique inadimplente pelo prazo definido no contrato.

Se você tem um plano de consórcio e possuí dúvidas referente a politica adotada pela sua administradora poderá tirar a prova acessando o faq do banco central, nele terá acesso a informações de forma neutra.

 

 

Assembléia Geral de Consórcio como Funciona?

São nas assembléias Gerais que são contemplados os bem aos consorciados, saber como funciona é fundamental para ter maiores chances na hora do sorteio ou na contemplação por lance. Outro aspecto importante relacionado a assembléia geral de consórcio é que todas as matérias de interesse do grupo são decididas em assembléia, por isso é tão importante saber o andamento e decisões tomadas a favor do grupo.

A assembléia geral de consórcio é uma exigencia legal baseado na Lei 11.795 de Agosto de 2008, geralmente as empresas de consórcio tem dois tipos de assembléias, a Ordinária e a Extraordinária, para entender melhor o que cada uma significa vamos explicar abaixo:

Assembleia Geral de Consórcio Ordinária (AGO)

A Assembleia Geral de consórcio Ordinária,realizada em dia, hora e local previamente estabelecido pela administradora de consórcio, destina-se não só à distribuição dos créditos para a aquisição de bens ou serviços (contemplação), mas para prestação, pela administradora, de informações gerais sobre o andamento do grupo.

Lembre-se que o consórcio nada mais é que um grupo de pessoas que se unem para comprar um bem, a assembléia Geral de Consórcio ordinária é a oportunidade que o consorciado tem de acompanhar se está tudo correto no grupo em relação a contemplação bem como saber a saúde financeira, um grupo forte geralmente contempla mais rápido.

Importante
Sua fatura de pagamento traz informações importantes sobre a assembléia Geral de consórcio Ordinária , utilize essa informação e em caso de dúvidas peça ajuda ao seu corretor.

Assembléia Geral de Consórcio Extraordinária (AGE)

Como o próprio nome diz a assembléia geral de consórcio Extraordinária  será realizada sempre que necessário para deliberar sobre quaisquer outras matérias de interesse do grupo. Muitos grupos necessitam de deliberações sobre contemplação, sorteito, regras de aquisição de bens bem como quaiquer assuntos que possam estar afetando o andamento do Grupo de consórcio, menos requisitada a Assembléia geral de Consórcio Ordinária é uma espécie de intervenção quando algo não vai bem ou quando existe alguma mudança legal na regra de consórcio e necessita ser ajustado dentro do Grupo em andamento.

 

 

Quitar antecipado Consórcio como funciona?

Quitar Antecipado Consórcio de Forma Direta

A quitar antecipado consórcio de forma direta é quando de uma só vez se vaz o pagamento das parcelas restantes a contar da parcelar a vencer até a ultima de uma só vez, lembrando que se houver saldo positivo no final do grupo você ainda poderá ser resarcido, mas somente no final do Grupo de consórcio.

Quitar Antecipado Consórcio de Forma Inversa

Como em alguns casos os prazos podem parecer longos demais, algumas pessoas quando podem  quitar antecipado consórcio de forma inversa, ou seja, pagam a parcela vigente e a última, antecipando assim o fim do consórcio, o que levaria talvez 48 meses ao fazer o pagamento de duas parcelas por mes o prazo diminui para 24 meses, a vantagem neste caso é que não existe uma obrigatoriedade de fazer esse pagamento todos os meses, ou seja, se em um mes não puder fazer o pagamento de duas parcelas de consórcio, pode optar por pagar somente a parcela vigente do mês.

Outras Formas de Abater o Saldo devedor em um consórcio

No caso de Consórcio de Imóvel Residencial, o Consorciado poderá utilizar o saldo da sua conta vinculada ao FGTS para amortizar parte das prestações mensais, conforme as regras constantes do manual da Caixa Econômica Federal, órgão gestor do FGTS.

Mas existe uma regra para utilização do seu FGTS, isto só pe possível se você dentro de 3 (três) anos não utilizou seu FGTS para esta finalidade. Consulte a Caixa Economica Federal sobre o saldo de seu FGTS antes de fazer uma proposta para quitar antecipado consórcio.

Vantagens e desvantagens na quitação de um consórcio

A grande vantagem em quitar seu consórcio antecipadamente é que você ficará livre do pagamento das parcelas mensais e poderá ter seu bem livre de alienação fiduciária no caso de carros e motos ou de hipoteca no caso de Imóveis.

Importante
No caso de Imóveis lembre-se que o custo com a tranferencia para seu nome envolve despesas cartorárias, por isso é importante antes de tudo consultar o cartório de registro imóveis sobre as taxas que terá que pagar.

Outra vantagem na quitação antecipada é que uma vez quitado não terá incidencia de correções no valor da parcela.

Lembre-se as parcelas do Consórcio não são fixas ou seja elas são corrigidas conforme indíce de correção do bem, ao quitar você paga a correção da parcela atual x parcelas restantes.

Na quitação antecipada no consórcio não existe amortização de juros já que não tem juros no consórcio, o ganho neste caso são as atualizações mensais de acordo com o índice de correção do bem, o que já é muita coisa dependendo do prazo de sua cota de consórcio.

Fundo Comum, taxa de Administração e Fundo de Reserva? Como Calcular

Veremos a seguir como calcular prestação no sistema de consórcio, tomando-se como exemplo um grupo de 60 meses cujo bem ou serviço é de R$ 30.000,00.

Exemplo:
  • Prazo de Duração do Plano: 60 Meses
  • Valor do Bem ou serviço: R$ 30.000,00
  • Percentual de Fundo Comum Contratado: 100% (cobrança linear)
  • Fundo de reserva total: 2%

a) Fundo Comum (FC): É o valor que todo consorciado paga para formar a poupança que será destinada á aquisição do bem ou serviço.

Como a referencia do consórcio é o valor do bem ou serviço indicado no contrato, á contribuição ao fundo comum é a calculada tomando-se por base o respectivo preço vigente no dia da assembleia geral ordinária.

Fique Ligado
Normalmente, a contribuição para o fundo comum é obtida mediante a divisão percentual do preço do bem ou serviço contratado peio numero de meses de duração do grupo (contribuição linear). No entanto. poderá a administradora fixar percentual variável de contribuição ao fundo comum (contribuição não linear) desde que o somatório destas contribuições seja igual à totalidade de fundo comum contratado.

Calculando o Fundo Comum (cobrança linear):

O Calculo do Fundo Comum é bem simples, para lhe ajudar criamos uma calculadora abaixo e formula caso deseje fazer os calculos manualmente.

Fórmula Matemática
Percentual Contratado ÷ Duração do grupo = Percentual Mensal do fundo comum

Valor do Bem ou Serviço x Percentual Mensal do FC = Valor Mensal do FC

b) Taxa de Administração (TA): A taxa de administração. indicadar 10 contrato. é a remuneração da administradora pelos serviços prestados na formação, na organização e na administração do grupo. A taxa de administração não se confunde com os juros cobrados em outras modalidades de acesso a bens e serviços.

No exemplo abaixo, você poderá verificar que a taxa de 15% está diluída nos 60 meses do plano, resultando apenas 0,25% incidente, mensalmente, sobre o valor do bem ou serviço vigente no dia da Assembleia Geral Ordinária.

Calculando a Taxa de Administração (cobrança linear):

O calculo da taxa de administração é importante para conferir o valor de sua parcela, ao aderir a um plano de consórcio as informações de taxa de administração e prazo do grupo são os fatores para calcular a sua parcela, para lhe ajudar abaixo criamos um simulador, nele você poderá calcular seu plano ou projetar sua parcela, igualmente o exemplo acima, vamos disponibilizar também a fórmula matemática:

Fórmula Matemática
Valor do Bem ou Serviço x Percentual Mensal (TA) = Valor mensal da TA

Valor do Bem ou Serviço x Percentual de TA = Valor Mensal da TA

c) Fundo de Reserva (FR): Trata-se de fundo de proteção destinado a garantir o funcionamento do grupo, determinadas situações previstas no contrato. O consorciado estará sujeito ao pagamento deste fundo desde que sua cobrança esteja prevista em Contrato. O raciocínio é o mesmo adotado para a taxa de administração. No exemplo abaixo, o fundo de reserva, também incidente sobre o valor do bem ou serviço contratado, está diluído nos 60 meses. É importante observar que, se houver recursos nesse fundo quando do encerramento do grupo, estes serão devolvidos proporcionalmente aos consorciados

Calculando o Fundo de Reserva

Abaixo estaremos explicando como é realizado o fundo de reserva e para isso criamos um simulador e apresentação da fórmula matemática:

Fórmula Matemática
Percentual Contratado ÷ duração do grupo = Percentual Mensal

Valor do Bem ou Serviço x Percentual Mensal = Valor Mensal do Fundo de Reserva

d) Seguro: Se previsto no contrato, o consorciado estará sujeito, ainda, ao pagamento de prêmios de seguro, nos termos do contrato. Como exemplo, podemos citar seguro de quebra de garantia, seguro de vida e seguro desemprego o seguro de quebra de garantia é contratado em favor do grupo e se destina a cobrir o inadimplemento no pagamento das prestações vincendas dos consorciados contemplados.

O seguro de vida em grupo se destina a pagar as prestações vincendas em caso de falecimento do consorciado. Já o seguro desemprego visa garantir o pagamento de algumas prestações caso o cotista venha a perder o emprego.

Calculando a Parcela do Consórcio

Agora que já sabemos calcular o Fundo Comum, Taxa administrativa e Fundo de Reserva, já podemos calcular a parcela de nosso consórcio, como no nosso exemplo acima mencionado veja como ficaria o valor mensal a pagar:

Caso deseje simular conforme sua necessidade basta informar os parametros nos simuladores acima que terá o valor de sua parcela calculada, mas antes de contratar uma cota de consórcio faça uma pesquisa o Banco central disponibiliza um ranking de operadoras de consórcio que poderá lhe ajudar a encontrar a melhor alternativa em consórcio para você.

Consórcio não tem Juros? Saiba analisar antes de Contratar

Uma das grandes vantagens do consórcio em comparação a outras modalidade de crédito é que o consórcio não tem juros, mas nem tudo são flores, apesar de ser quase 80% mais barato do que qualquer financiamento de veículos ou de imóveis, alguns cuidados são necessários analisar antes de contratar.

Consórcio Não tem Juros?

O Consórcio não tem juros, mas tem taxa administrativa e correções anuais nas parcelas, o índice costuma variar conforme modalidade, por exemplo no consórcio de Imóveis geralmente se utiliza como fator o INCC (Incide Nacional da Construção Civil) que tem no ultimo ano o acumulado de 7,17% nos últimos doze meses conforme apurado pela FGV a taxa de administração também pode variar de empresa para empresa, algumas cobram até 25% podendo chegar até 16% dependendo da modalidade.

Financiamento x Consórcio

Apesar de ter correção anual e taxa de administração você deve estar se perguntando se com tudo isso ainda vale a pena fazer um consórcio, se analisar pelo âmbito “juros” é muito menor que qualquer modalidade de financiamento hoje no mercado.

Um financiamento de veículo chega a elevar o total a prazo em torno de 80% o valor financiado, por exemplo se for financiar um veículo no valor de R$ 30.000,00 com uma taxa de 2% a.m em um prazo de 60 meses o total a prazo chega a R$ 53.508,42, se for comparar um consórcio considerando taxa de administração de 20% + atualizações anuais chegaria a um valor estimado de R$ 38.812,25 a prazo o que lhe proporcionaria em torno de R$ 14.696,17 de economia comparado a um financiamento.

Fique Ligado
Antes de Contratar seja um financiamento ou um consórcio sempre calcule o total a prazo é a melhor forma de saber o quanto vai pagar no final, lembre-se consórcio não tem juros mas tem outras taxas

O Importante é pesquisar bem antes de contratar seja chato, faça perguntas e tire todas as suas dúvidas o consórcio exige certa dose de paciência e só é recomendado se você não tem pressa de obter o bem, lembre-se que são duas opções de obter o bem por mês uma por sorteio e outra por lance.

 

 

Cota Contemplada de Consórcio existe? Fique por Dentro

Muitas pessoas procuram por cota contemplada de consórcio para fugir do tempo de espera que o produto requer, como no consórcio só existe duas opções de obter o bem, sendo uma por sorteio e a outra por lance o tempo de espera para obter o bem é necessário.

Cuidados ao Comprar cota contemplada

Pelo fato do consórcio não ter a incidência de juros a procura pelo produto tem aumentado em tempos onde a taxa de juros estão cada vez maiores para essa modalidade de empréstimo, o problema é que as pessoas tem pressa e acabam caindo em golpes da cota contemplada, pensando nisso estaremos lhe ajudando para que antes de comprar uma cota contemplada considere os seguintes pontos:

 

Verifique
Verifique se o contrato que está sendo transferido é administrado por uma empresa de consórcio devidamente autorizada a operar pelo Banco Central do Brasil.
Confirme
O Termo de transferência do contrato deve estar assinado na sede ou na filial da administradora de consórcios, já que a mesma deverá aprovar a transferência da cota contemplada e o cadastro do novo consorciado.

Analise antes de Comprar

Após confirmado a veracidade da cota contemplada o interessado deverá antes de assinar a transferência solicitar os seguintes documentos:

  • Ata da Assembleia que contemplou o bem a favor da cota a qual está comprando.
  • Cópia do contrato assinado da época da aquisição da cota pelo consorciado que está transferindo.
  • Declaração da Administradora de que o mesmo não foi alterado por assembleia.
  • Cópia da Ata da assembleia que autorizou modificações contratuais.
  • Comprovante de pagamento de prestações pagas, antes e depois da contemplação.
  • Relação de documentos pessoais e das garantias a serem prestadas para a liberação do Bem ao novo cotista.

Antes de comprar uma cota contemplada de consórcio é muito importante levantar todas as situações acima mencionadas, para evitar cair em golpes ou promessas que jamais poderão ser cumpridas, salientamos que a comercialização de uma cota contemplada só é possível entre o cotista e você, se algum corretor  lhe prometer uma cota contemplada suspeite pois essa prática é ilegal e geralmente não existe tal situação.

Sistema de Consórcio Como Funciona?

O sistema de consórcio é uma das modalidades de acesso ao mercado de consumo baseado na união de pessoas, físicas ou jurídicas, cuja finalidade é formar uma poupança comum destinada à aquisição de bens móveis, imóveis e serviços, por meio de autofinanciamento.

O Consórcio funciona da seguinte forma:

ConsorciadosParticipantes
Os consorciados, reunidos em grupo, passam a contribuir por prazo determinado, com uma parcela destinada á formação de um fundo comum.
Todos os participantes do grupo, após contemplação por sorteio ou lance, têm o direito de utilizar parte desse fundo para a aquisição de bens ou serviços. Portanto, consórcio é a arte de poupar em grupo.
Fique Ligado
Se você não precisa imediatamente de um determinado bem ou serviço e pode aplicar parte da sua renda, aquela que não será utilizada como despesa, você tem o perfil de um poupador, logo, de um consorciado.

Como aderir a um sistema de consórcio

Procure uma administradora de consórcios autorizada a funcionar pelo Banco central do Brasil, a administradora de consórcios e a empresa responsável pela organização e administração dos grupos de consórcio.

O Banco Central do Brasil, de acordo com a lei nº 11.795/2008, é a autoridade competente para normatizar e fiscalizar o sistema de consórcios no Brasil.

Para verificar se uma empresa possui autorização do Banco central para vender consórcio acesse o site www.bcb.gov.br ou consulte a ABAC (Associação Brasileira de Administradora de consórcios) por meio do site: www.abac.org.br, do e-mail: [email protected] ou do telefone (11) 3231-5022.

Recomendações antes de Assinar seu Consórcio

Antes de aderir a um sistema de consórcio é de extrema importância que você tome alguns cuidados, aos quais vamos destacar os principais:

Leia
Leia atentamente as cláusulas do contrato
Confirme
Confirme o valor da cota de consórcio
De olho no prazo
Confirme o prazo de duração do grupo
Taxa de administração
Confirme as taxas de administração e demais despesas
Regras de Contemplação
Confirme as regras de contemplação, se será por sorteio e lance ou somente por sorteio
Promessas
Certifique que aquilo que foi prometido pelo vendedor consta em contrato.
Contrato
Exija sua via do contrato ao qual estará assinando

Tomando os devidos cuidados não terá problemas nem surpresa em seu consórcio, por isso é importante observar todos os aspectos antes de fechar negócio.

Contrato de Participação em Grupo de Consórcio

O Contrato de participação em um sistema  de consórcio cria vínculos entre os consorciados e o consórcio e também com a administradora, isto é importante pois todos terão condições iguais na aquisição de bens de consumo, ou seja, não existe prioridade ou vantagem todos podem ser contemplados da mesma forma.

Adesão ao Grupo de Consórcios Como Funciona

Existe duas formas de adesão a um sistema de consórcio, a diferença entre as duas formas é o prazo e urguência que talvez você tenha para adquirir o bem quais iremos destacar abaixo:

Grupo em Formação

O Grupo em formação é a forma mais comum de aderir ao sistema de consórcio, os planos partem do zero e ainda não foi realizada nenhuma assembléia realizada, este tipo de grupo é indicado geralmente para pessoas que não tem pressa de obter o bem ou que necessitem de uma parcela mais baixa e com prazos maiores.

Grupo em Andamento

O Grupo em andamento geralmente se tem um condição de parcelas maior, pelo fato de se aderir a um plano ao qual o restante do grupo já pagou diversas parcelas e ao aderir é necessário ajustar a parcela ao prazo restante. Contudo existem algumas vantagens:

Prazos
Prazo para pagamento é menor
Média
Já existe uma média de lance para contemplação

Para quem quer rápido acesso ao bem a melhor escolha é sempre um grupo em andamento, ao solicitar um estudo de grupos o seu representante poderá analisar qual a média de lances de cada grupo lhe proporcionando assim uma chance matemática maior em ser contemplado.

No sistema de consórcio não existe juros e sim taxa de administração, por isso é fundamental estudar bem o sistema de consórcio que irá participar, existem variações muito grandes entre as empresas que vendem este tipo de produto.

O Portal consignado tem opções de consórcio para você basta clicar aqui.

Aumento da Aposentadoria é Possível? Saiba Como

Poucas pessoas sabem, mas o cidadão que é aposentado pode ter direito a um aumento da aposentadoria em 25% (vinte e cinco por cento). Para ter direito a este aumento o aposentado precisa comprovar, através de perícia médica, que necessita de assistência permanente de outra pessoa para sobreviver. O referido benefício foi previsto, a princípio, apenas para o Aposentado por Invalidez de acordo com o artigo 45 da lei 8.213/91.

A intenção do legislador neste caso foi ajudar o aposentado por invalidez que precisaria arcar com as despesas com a contratação de outra pessoa que irá lhe auxiliar de forma permanente para todas as necessidades da vida.

Condições Específicas para Aumento da Aposentadoria

Ao regulamentar o artigo 45 da Lei 8.213/01 o Decreto n° 3.048/99, em seu Anexo I dispõe as doenças que o aposentado por invalidez terá direito ao aumento da aposentadoria em 25%.

Doenças
Abaixo destacamos as Doenças as quais o artigo se refere:
  • Cegueira total.
  • Perda de nove dedos das mãos ou superior a esta.
  • Paralisia dos dois membros superiores ou inferiores.
  • Perda dos membros inferiores, acima dos pés, quando a prótese for impossível.
  • Perda de uma das mãos e de dois pés, ainda que a prótese seja possível.
  • Perda de um membro superior e outro inferior, quando a prótese for impossível.
  • Alteração das faculdades mentais com grave perturbação da vida orgânica e social.
  • Doença que exija permanência contínua no leito.
  • Incapacidade permanente para as atividades da vida diária.
Importante
Ainda que as doenças acima descritas não são taxativas, isto é, o aposentado por invalidez pode ter direito ao aumento da aposentadoria em 25% desde que comprove que esta incapaz e que depende de outra pessoa para viver, mesmo que sua doença não esteja relacionada no anexo I do Decreto n° 3.148/99.

Direito Estendido

Felizmente recentemente, após grande discussão dos Tribunais de nosso país, o direito de receber o adicional de 25% foi estendido aos Aposentados por Idade.
Diante da nova orientação as agências do INSS cederam e, atualmente, vem concedendo administrativamente este adicional de 25% ao Aposentado por Idade que comprove que ficou inválido após aposentar-se e que venha depender de assistência permanente de outra pessoa.

Ademais, judicialmente, é possível de acordo com a jurisprudência atual, o reconhecimento do direito do acréscimo de 25% para as demais aposentadorias, isto é, Aposentadoria por Tempo de Contribuição e Aposentadoria Especial, desde que fique comprovado a dependência de assistência permanente.

Nessa linha é possível que o aposentado que for acometido de uma doença grave que lhe faça depender exclusivamente de terceiros tenha igualdade de direitos aos aposentados por invalidez, recebendo este adicional.

Resumindo
Isso quer dizer que o aposentado que se encontra incapacitado e que dependa de um terceiro deverá requerer o adicional de 25% perante uma agência INSS que irá submetê-lo a uma perícia médica.

Em caso de negativa perante o INSS o aposentado deverá consultar um advogado especialista em direito previdenciário que irá analisar todos os documentos e ingressará com o pedido do adicional judicialmente do aumento da aposentadoria.

Cartão de Crédito BMG – Dúvidas Frequentes

Após muita espera o Banco BMG junto ao INSS esclarece algumas dúvidas em relação ao Cartão de Crédito BMG, a forma de utilização, se terá ou não saque e até mesmo opções para quem já possuí o Cartão de crédito BMG no modelo antigo baseado na margem dos 10% e gostaria de utilizar os 5% aprovados pela MP 681,  abaixo estaremos apresentando as dúvidas mais comuns, caso tenha mais dúvidas basta comentar este artigo que teremos um imenso prazer em responder.

Cliente inadimplente no cartão será negativado no SPC ou SERASA?

O cliente só fica negativado, quando o mesmo não tem o desconto em folha e não realiza o mesmo através de fatura de seu cartão de crédito BMG, se realizar o pagamento de forma correta ou se entrar em contato com a Central de cartões poderá até mesmo parcelar seu saldo devedor.

Se o cliente pagou toda a fatura, o mínimo será descontado na folha?

Quando o cliente não possui mais saldo no cartão de crédito BMG, não existe desconto a ser realizado na folha de pagamento.

Qual é o Cálculo para liberação do valor do salário?

Para a nova regra de margem de 5% do INSS é de 28x ou seja se a renda do cliente for R$ 1.000,00  sua margem dos 5%  será de R$ 50,00 x 28 = R$ 1.400,00 e este será o limite liberado para o utilização em compras e saques com o cartão de crédito consignado BMG.

Com o Cartão de Crédito BMG CARD, pode-se adicionar dependentes?

Não permite cartão adicional para o INSS, demais convênios devem ser consultado.

Como fica os clientes que já possuem o cartão INSS e que tem 6 empréstimos?

Já está aberto à digitação da margem complementar de 5% para os clientes que já possuem cartão de crédito, podendo assim utilizar os 5% para empréstimo consignado. Contudo somente para os clientes que já possuem o cartão no modelo antigo, ou seja 10% de reserva de margem para cartão de crédito.

O saque poderá ser parcelado?

Após a liberação da operação de saque para INSS, será divulgado o modelo para ser aplicado na modalidade de saque do INSS por enquanto está sendo estudada a melhor forma de realizar este processo interno.

Como conseguir empréstimo consignado sem ter conta?

Você pode contratar no BMG

Se você deseja realizar um empréstimo consignado mais não tem conta em nenhum banco, possui apenas um cartão benefício, não tem problema, o empréstimo consignado é flexível a respeito desta situação. O Banco BMG tem como forma de pagamento para empréstimos consignados a Ordem de Pagamento. Uma ordem de pagamento é um crédito destinado a uma agencia próxima de você de um Banco conveniado ao Banco BMG, que atualmente pode ser Santander ou Itau, dependendo de sua região. Este pagamento vai identificado conforme os dados de seu contrato é para sacar deverá apresentar RG, CPF originais e contrato de seu empréstimo consignado.

Esta situação de poder fazer uma ordem de pagamento só existe para o convênio “Consignado INSS”, para os demais convênios o crédito só pode ser enviado para a conta onde se recebe o salário.

Recomendações

Por se tratar de um saque em agencia bancária, recomendamos que nunca vá sozinho sacar sua ordem de pagamento e solicite ao caixa ser o mais discreto possível em lhe passar os valores. Em caso de utilizar o recurso para pagar contas, leve as contas e já as pague, para que possa sair do Banco com menos valor possível. Outra recomendação em caso de ter que sacar e levar todo o dinheiro é levar uma conta de luz ou telefone e entregar ao caixa solicitando que coloque o dinheiro dentro da conta, evite contar o dinheiro na frente de todo mundo, fique tranquilo em relação a isso, toda agencia tem contador de dinheiro e na pior hipótese um erro será em torno de 1 a 2 notas a mais ou a menos, o que não vale a pena correr o risco, lembre-se que o Banco não se responsabiliza sobre roubos fora da agencia bancária.

Entendemos que muitas vezes o aposentado ou pensionista do INSS por estar numa faze da vida onde deseje simplicaficar as coisas acabe optando por não ter uma conta bancária, mas é muito importante para evitar problemas e transtornos pelo menos manter uma conta poupança. A conta poupança não obriga a você pagar taxas ou fazer depósitos regulares e pode ser uma valiosa ferramenta para que alem de evitar que tenha que sacar seu empréstimo consignado em espécie você também pode solicitar ao INSS que deposite na conta poupança também.

 

LER O que significa ? Faça Valer seu Direito junto ao INSS

A LER nada mais é do que Lesão por Esforços Repetitivos.

Muitas funções sofrem com este mal – o trabalho repetitivo pode causar diversos problemas de saúde.

Diante destes problemas existe em nossa legislação indenizações para o trabalhador portador de doenças causadas por esforços repetitivos.

Quando o trabalhador estiver acometido pela LER e, com isso, não puder mais exercer suas atividades laborativas poderá requerer no INSS os benefício por incapacidade (auxilio doença, auxilio acidente e aposentadoria por invalidez).

Além disto o trabalhador poderá requerer uma indenização no âmbito da Justiça do Trabalho desde que comprove que o local onde era exercida a função não oferecia condições saudáveis de trabalho, causando-lhe o problema.

Outros diretos podem surgir dessas situações: estabilidade no emprego, FGTS, recebimento de seguro privado (individual ou em grupo), isenções tributárias e até quitação de financiamentos.

O maior problema nestes casos é que para se receber a indenização o trabalhador precisa provar que a lesão realmente decorre de um acidente do trabalho, visto que também podem ser causadas por simples atividades domesticas ou da pratica de esportes.

Tenho LER como fazer valer o meu direito?

Encontrando-se o trabalhador incapacitado para o trabalho por conta da LER o mesmo poderá requerer perante o INSS o benefício de auxilio doença, auxilio acidente ou aposentadoria por invalidez.

Para tanto é imprescindível que o trabalhador tenha em mãos laudos médicos e exames que comprovem a doença e a incapacidade para exercer o trabalho.

Caso o INSS entenda que o trabalhador não faz jus ao recebimento do benefício o mesmo deverá procurar um advogado especialista em previdência que irá ingressar com um processo contra o INSS.

No âmbito trabalhista, sem sendo comprovado que a LER é decorrente do acidente de trabalho, também se faz necessário a consulta de um advogado que irá lhe orientar sobre todos os seu direitos

Instrução Normativa 80/2015 – Fique por Dentro

Muito tem se falado da MP 681 e até certo alvoroço foi instalado a respeito, muitas pessoas tem comentado em nosso blog a respeito e por isso decidimos explicar melhor.

Como tem acompanhado a MP 681 altera a margem consignável de 30% para 35% contudo sendo divididos da seguinte maneira, 30% somente para utilizar com empréstimo consignado e 5% para utilizar com cartão de crédito consignado.

Mas a MP é na verdade uma alteração das regras da lei 10.820 que regulamenta de forma genérica toda e qualquer operação de empréstimo consignado, isso independe se é Aposentado do INSS, Servidor Federal, Municipal ou seja todos os convênios.

Então o que é essa Instrução Normativa 80/2015

A instrução normativa 80/2015 se refere ao INSS, internamente todos os órgãos terão de criar regras específicas para seus servidores e beneficiários a fim de se enquadrar a nova regra.

Para exemplificar melhor funciona igual a uma reunião de condomínio, apesar de existir o civil os moradores devem definir regras especificas para a boa convivência e harmonia mas sempre essas regras não podem infligir as leis vigentes, mas para a elaboração dessas regras alem de muito estudo é necessário realizar uma assembléia e votar a aprovação do texto original e talvez surgir mudanças ou até mesmo criar novas possibilidades.

No caso do INSS não foi diferente, apesar da MP 681 ter sido publicada em 10/07/2015 somente em 14/08/2015 o INSS tinha realizado todos os estudos, pautas e condições legais para poder criar sua instrução normativa interna, o que foi rápido por incrível que pareça.

Você pode se manter atualizado acessando o portal do Dataprev caso deseje acessar basta clicar aqui.

O que Mudou?

A instrução normativa do INSS valida a margem dos 35% e defini que poderá ser utilizado para empréstimo consignado 30% e 5% para cartões.

Quem já possui cartão na regra antiga (10% para Cartões e 20% para empréstimos) poderão utilizar o restante dos 35% para empréstimo consignado, ou seja, se você tinha 20% já comprometido para empréstimo e  10% com cartões poderá utilizar mais 5% para empréstimos.

Pelo texto da Instrução normativa 80/2015 fica entendido desta forma mas ainda estamos aguardando as primeiras averbações ocorrerem para poder esclarecer melhor.

As operações estão aguardando questões técnicas para começarem a vigorar, como parametrização da instrução normativa em sistema do Dataprev, o que deve estar finalizado uma vez que o INSS terminar de rodar a folha de pagamento.

Outra questão que não ficou bem clara é com relação ao Saque desse cartão, por enquanto a rede está sendo informada que não haverá saque, mas ainda existem esforços para rever esta regra, portanto podemos afirmar que não haverá saque.

O Banco BMG não cobra nem anuidade muito menos mensalidade por esse cartão, e o juros cobrado pelo rotativo é de apenas 3,06% ao mês e isso faz do BMG o emissor do Cartão mais barato do Brasil.

Quem já solicitou o cartão não precisa se preocupar pois internamente o Banco BMG e outros bancos estarão reenviando todas as proposta uma vez que o Dataprev sinalize que as questões técnicas estejam adequadas a instrução normativa.

Outro detalhe é com relação ao limite, fica estabelecido que será de até duas vezes o valor de seu benefício, por exemplo se seu benefício é de R$ 1.000,00 seu cartão virá com o limite de R$2.000,00 para utilizar em compras.

Ressaltamos que por enquanto este cartão é exclusivo para compras.

Outra questão bastante perguntada é em relação ao Cartão adicional, muitas pessoas tem o hábito de pedir um outro cartão em nome de um filho, marido, esposa enfim de um terceiro de confiança, mas infelizmente permanece a autorização apenas para o Titular do Cartão.

Espero que tenha ajudado a você que ainda tem dúvidas e estamos abertos em poder lhe responder a quaisquer questionamentos a respeito bem como mante-los informados sobre quaisquer mudanças que possam fazer diferença.

 

Auxilio Doença – Alta Programada

Todos os segurados da Previdência Social – empregados, empresários, donas de casa e desempregados que pagam o carnê do INSS – possuem direito ao recebimento do benefício de Auxilio Doença.

O Auxilio Doença é pago para a pessoa que esteja incapaz para o trabalho de forma total e temporária. Isto é, a pessoa não pode exercer sua atividade atualmente por estar doente, mas, em breve, poderá ser curado e voltará ao trabalho normalmente.

Alta programada do Auxilio

Sendo constatada a incapacidade para o trabalho através de uma perícia a ser realizada no INSS o segurado irá receber o Auxilio Doença.

Passados todos os problemas para a concessão do benefício na maioria das vezes o segurado do INSS tem seu benefício de Auxilio Doença cancelado através da chamada “alta programada”.

A alta programa nada mais é do que uma “previsão” que o INSS faz que após um determinado período de tempo de que o segurado já está curado, isto é, não necessita mais receber o Auxilio Doença.

Nestes casos não é realizada qualquer perícia, simplesmente o segurado é informado que receberá o benefício até determinada data.

Se eu continuo doente, o que fazer?

Caso o segurado do INSS ainda esteja acometido de uma incapacidade para o trabalho deverá solicitar um pedido de prorrogação do benefício 15 dias antes da alta programada.

Caso já tenha sido cancelado o benefício o segurado poderá requerer Pedido de Reconsideração até 30 dias após a cessação.

Pedido Judicial

Caso seja negado o pedido de prorrogação ou reconsideração do benefício realizado na Agência do INSS o segurado deve buscar o Poder Judiciário.

Para isto consulte um advogado especialista em Previdência que irá ingressar com um processo judicial para comprovar que a incapacidade para o trabalho permanece e, com isso, será restabelecido o pagamento do benefício.

Fies – Financiamento Estudantil

O Fies é uma modalidade de crédito destinada a estudantes matriculados em cursos superiores em faculdades da rede privada, subsidiado pelo governo tem ajudo a muitos estudantes de baixa renda conseguir concluir um curso superior.

Recentemente o Fies teve uma exposição nacional devido a grandes dificuldades obtidas pelos estudantes em conseguir ter acesso a essa modalidade de financiamento que este ano não passou de 314 mil financiamento contra os mais de 9 milhões de países como os Estados Unidos.

Como Funciona o Fies

Para poder participar do FIES o estudante deve ter participado do processo seletivo do ENEM e ter renda familiar abaixo de 20 salários mínimos e conforme renda familiar poderá ter de 10% a 100% do curso financiado, outro atrativo é a taxa de juros que atualmente está em 3,4% ao ano o que é muito barato considerando que se for levar em conta as taxas de juros convencionais que as instituições cobram atualmente.O portal do Fies tem um Faq bem extenso e poderá ajuda-lo a entender melhor todas as regras para poder participar caso deseje basta clicar aqui e irá ser direcionado para a pagina oficial do Fies.

Dificuldades Enfrentadas x Reflexos Negativos

Muitos estudantes sequer estão conseguindo realizar o cadastro no portal do Fies e tem se tornado um drama nacional vendo o esforço de nossos valiosos jovens que um dia estarão construindo um país melhor realizando uma jornada diária em tentativas em realizar o cadastro. Outra dificuldade é a falta de investimento do governo que informa um plano de investimento na ordem dos 350 mil vagas mas apesar dos avanços da renda da família brasileira na ultima década ainda está bem aquém da real necessidade, um reflexo negativo é a falta de mão de obra qualificada em setores como medicina, engenharia e etc, chegamos ao absurdo em importar médicos de outros países para cobrir a falta de profissionais no Brasil, com a economia abalada a dependência de profissionais para gerir soluções seria fundamental para fomentar uma retomada, um exemplo disso foram os avanços nacionais na produção do etanol, foram graças a grandes cabeças que o projeto saiu do papel e tomou um proporção mundial. Tirar a oportunidade dos estudantes hoje poderá refletir uma dependência ainda maior de importações atrasando o crescimento de nosso país.

Existem Alternativas

Se você é estudante e está tendo dificuldades em ter acesso ao Fies uma boa alternativa é o CIEE, através de um cadastro simples você fica habilitado a participar de processos seletivos com carga horária de apenas 6 horas dia.

Muitas empresas tem buscado jovens estudantes para ocupar vagas de Estagio o que é uma mão de via dupla, para o empregador são menos encargos e a oportunidade de moldar profissionais conforme a política da empresa, visando no futuro estratégico da empresa, já para o estudante é a oportunidade de já ser inserido no mercado de Trabalho atuando em uma área compatível com seu curso, para realizar o cadastro é muito simples basta clicar aqui que será direcionado para a pagina oficial do CIEE e realizar o cadastro ou pegar o endereço e comparecer pessoalmente.

Conforme  Eduardo de Oliveira, superintendente Educacional do CIEE  o programa de estágio é uma excelente oportunidade para as empresas encontrarem novos talentos,  Eduardo enfatiza também o trabalho que o CIEE faz preparando os alunos com cursos de EAD e presenciais, nesses cursos abordam temas desde comportamental, idiomas e até informática, preparando assim o bolsista e enriquecendo seu curriculo proporcionando uma chance maior em ser contratado.

Outro cuidado que o CIEE tem são em relação a carga horária que não ultrapassam a 30 horas semanais o que daria 6 horas diárias de segunda a sexta-feira, e a bolsa geralmente cobre a mensalidade escolar.

O lado positivo quando se consegue um estágio em relação ao Fies é que ao concluir o curso não existe saldo devedor e você já estará inserido no mercado de trabalho na área de seu curso.

Empréstimo Pessoal com Cheque como Funciona?

Uma das mais utilizadas modalidades de crédito é o empréstimo pessoal com cheque e apesar de a anos estar sendo comercializada muitas pessoas ainda tem dúvidas, por isso tomamos a liberdade de explicar de forma bem simples e prática algumas particularidades sobre essa modalidade e te ajudar a evitar a cair em apuros.

Entendendo o Empréstimo Pessoal com Cheque

Como toda modalidade de crédito o empréstimo pessoal com cheque é sujeito a uma analise de crédito, nela é avaliado a capacidade de pagamento, restrições e tempo de conta.

Uma vez o crédito aprovado serão estabelecidos prazos e datas para pagamento das parcelas, condicionados a juros e obedecendo as regras do Banco central.

Taxas de Juros

Pelo empréstimo pessoal com cheque ter um índice de inadimplência mais alto geralmente os bancos compensam isso com um taxa de juros maior, atualmente o índice de devolução de cheques acumulado nos últimos 12 meses é de 6,51% sendo o Sudeste o maior emissor de cheques sem fundo no Brasil, contudo se analisarmos os gráficos dos últimos 12 meses verificamos uma pequena queda, isso se deve a mudança de hábito no comercio em não aceitar mais parcelamentos em cheques nas compras a prazo.

Pesquisar nessa modalidade é fundamental para evitar fazer um empréstimo pessoal com cheques com taxas muito altas, e conforme a tabela do banco central as taxas podem variar de 1% a 2o% ao mês.

Mas não se entusiasme com as taxas de 1% informadas pelo banco central, no mercado quem faz realmente essa modalidade de crédito conforme pesquisa realizada pelo portal consignados, está cobrando acima dos 15% ao mês.

Despesas Adicionais

Essa modalidade de crédito incide algumas taxas e em alguns casos até seguros são adicionados a sua parcela, o que encarece ainda mais, as principais são:

  • TAC (taxa de abertura de crédito)
  • IOF (imposto sobre operações financeiras)
  • Seguros
  • Títulos de capitalização

Cuidado, as despesas com TAC são negociadas e se perceber que o valor da TAC é superior a 5% do valor do seu empréstimo ou maior que R$ 150,00 reclame.

O IOF é um imposto e nesse caso não existe negociação por isso tem que se conformar, agora seguros e títulos de capitalização não fazem parte de seu empréstimo pessoal com cheque, reclame quando for oferecido a você, geralmente a utilidade destes produtos quando atrelados ao seu empréstimo e somente para ajudar o agente de crédito a bater suas metas.

Milagres não existem

Ao longo dos meus 17 anos na área de crédito já vi inúmeras pessoas caindo no golpe do “depósito”, CUIDADO, algumas quadrilhas se aproveitam da ingenuidade das pessoas oferecendo facilidades em aprovação, taxas de juros menores e prazos fora do comum, mas em troca solicitam que seja pago a parte as despesas de IOF e TAC, CUIDADO isso é um golpe, não existe tal liberação e você perderá qualquer valor depositado.

Inflação e Empréstimo Consignado Tenho que me Preocupar

A inflação é um velho conhecido da população e uma grande gerador de preocupação, os que são mais antigos e viveram a fase mais aguda da inflação sabem bem o que estou falando, marcações de preços diário, baixo poder de compra, falta de produtos em supermercados e muitos outros problemas.

Desde 2003 o empréstimo consignado vem sendo um aliado a muitas pessoas que precisam ter acesso a crédito mais barato, com prazos maiores e valores mais expressivos, mas atualmente o fantasma da inflação vem sendo uma preocupação para aqueles que ou pagam uma parcela ou estão em dúvida em contratar, mas calma, vamos entender qual a relação que um tem com o outro.

Inflação x Empréstimo Consignado

O Empréstimo consignado tem uma característica interessante que é a parcela fixa, ou seja ela não altera ao longo do tempo, continua sempre a mesma independente da situação econômica e não está atrelada a nenhum índice financeiro ou algo parecido.

Para exemplificar veja um exemplo prático:

Digamos que você paga hoje uma parcela de R$ 100,00 de um empréstimo consignado onde se comprometeu a pagar durante 72 meses ou seja 6 anos.

Hoje R$ 100,00 vale R$ 100,00 dentro de seu orçamento.

A inflação dos últimos 12 meses foi de 8,89% conforme fonte.

Vamos fazer a seguinte conta, quanto estará valendo esses mesmos R$ 100,00 considerando uma inflação de 8,89% ao ano num prazo de 4 anos?

Os R$ 100,00 estará valendo o mesmo que vale hoje R$ 68,91 uma diferença de 45,12% a menos.

Mas e sua renda será que acompanha esse índice?

Conforme o governo os aposentados que recebem mais que 1 salário mínimo terão um reajuste conforme o índice da inflação ou seja, se o acumulado dos últimos 12 meses se manter nos 8,89% esse será o reajuste que o governo terá que adotar, por exemplo se você recebe R$ 1.000,oo hoje passará a receber R$ 1088,90.

Voltando ao exemplo acima se o índice da inflação continuar o mesmo ficaria assim:

Para uma renda de R$1.000,00 uma parcela de R$100,00 hoje representa 10% da sua renda em 4 anos ficará assim:

Renda de R$ 1405,89 onde a mesma parcela de R$ 100,00 irá presentar 7,11% da sua renda.

O que muda então? Devo me Preocupar?

A inflação sempre é um motivo de preocupação mesmo porque os números informados pelo governo nunca corresponde a realidade, mas em relação ao empréstimo consignado onde as parcelas são fixas e sua renda acompanha o índice de inflação não é motivo de preocupação, muito pelo contrário, pelos exemplos acima mostrados a parcela se mantendo a mesma cada vez menos ela irá presentar em seu comprometimento mensal, por isso não é hora de se preocupar.

Boas Noticias

Atualmente foram definidas as regras para a portabilidade de empréstimo consignado que pode ajudar muito você a trocar seu banco para um banco com taxas de juros menores isso ajuda mais ainda melhorar seu comprometimento de renda mensal e força as instituições financeiras a manter suas taxas de juros baixas sem acompanhar o índice de inflação em novas contratações.

Outra boa noticia é a MP 681 que acaba de liberar uma margem adicional de 5% para cartão de crédito consignado onde o rotativo é mais de 400% menor que um cartão de crédito convencional, isto é importante para você fazer um ajuste no seu orçamento mensal ao optar por pagar menos juros.

Trocar Juros maiores por Juros Menores

Se você atualmente tem dívidas com cheque especial, cartão de crédito, empréstimo pessoal ou similares faça uma reflexão sobre trocar essas dívidas por um empréstimo consignado, além da taxa de juros não ultrapassar a 2% as parcelas são fixas, isso a longo prazo pode ser muito importante para sua recuperação financeira.

 

Empréstimo Crefisa como funciona? Descubra Agora

Quem já não ouviu o bordão “Não fazemos consignado”? Este é o empréstimo Crefisa, mas seria muito importante entender que tipo de modalidade de crédito a Crefisa faz antes de sair contratando não é mesmo.

Modalidade de Crédito

O Empréstimo crefisa é realizado através de débito em conta, ou seja, os valores referente a parcela são debitadas diretamente de sua conta bancária no dia do seu pagamento, através de uma programação de datas e bancos credenciados você assina um termo de responsabilidade aonde permite que seja debitado conforme condições contratuais da Crefisa.

Análise de Crédito do Empréstimo Crefisa

A analise de crédito da crefisa não considera restrições em órgãos de proteção ao crédito, ou seja, pode ter nome sujo para poder contratar, contudo, é realizado uma analise meticulosa em seu extrato bancário, geralmente será solicitado a você os últimos 90 dias de movimentação bancária, o objetivo disso é avaliar sua capacidade de obter um débito em conta, para isso estar com a conta negativa ou já possuir outros débitos automáticos em sua conta que somados ao débito da parcela do empréstimo Crefisa torne seu saldo negativo.

Os valores aprovados são proporcionais a sua renda e geralmente não passam o valor dela, ou seja, se precisa de valores mais expressivos não vai encontrar isso na Crefisa, geralmente os valores emprestados são bem baixos.

Público Atendido

O público atendido são aposentados, pensionistas e servidores públicos, devido a regularidade e estabilidade dos créditos provenientes a salários ou benefícios a Crefisa adotou este público por apresentar menor risco.

Taxa de Juros

As taxas de juros cobrado no empréstimo crefisa são significativamente altos, devido aos elevados níveis de inadimplência na modalidade de crédito as taxas de juros podem chegar até 20% (vinte porcento) conforme tabela de juros informada pelo Banco Central. e seu parcelamento pode chegar até 12 (doze) meses.

Tentamos simular junto a uma loja da Crefisa mas não obtivemos sucesso, durante a tratativa fomos informados que as taxas dependem da ficha do cliente, ou seja, quanto pior a ficha, mais caro vai ficando, e pra ser sincero eu também teria medo de informar ao cliente uma taxa de 20% (vinte porcento) pelo telefone, é alta, muito alta.

Para ajudar a você entender o quanto é caro utilizamos a tabela do Banco Central onde a taxa de juros de 20% (vinte porcento) ao mês para um valor de R$ 1.000,00 ficou assim:

R$ 1.000,00 em 12 parcelas de R$ 225,26 (duzentos e vinte e cinco Reais e vinte e seis centavos) e um total a prazo de R$ 2.703,18 (Dois mil setecentos e três Reais e dezoito centavos) ou seja 170,32% em um ano sobre o valor principal.

Mas nem tudo são espinhos, se você quitar antes terá um bom desconto, o duro é conseguir pagar antes com uma parcela dessas.

Lembre-se a Crefisa não faz empréstimo consignado

Tempo de Liberação

O tempo de liberação de seu empréstimo Crefisa é rápido, no máximo em 24 horas tem seu crédito em conta, mas pode variar conforme analise de crédito ou pendências documentais da parte do cliente no ato da contratação, portanto se deseja realmente contratar vá preparado e munido de extrato bancário, RG, CPF, Comprovante de Residência e Renda.

Conclusão

Apesar de ser alto os juros não podemos condenar ou ridicularizar quem opta por realizar um empréstimo crefisa, ao longo dos meus 17 anos de crédito entendo que para cada situação existe uma remédio, uns mais doce outros mais amargo, contudo, entenda que recorrer a esta modalidade de crédito requer uma pesquisa antes, só utilize se for seu ultimo recurso e se tiver destino certo para o crédito, caso contrário pesquise outras alternativas antes.

 

Empréstimo Consignado Caixa como funciona?

O empréstimo consignado caixa é muito procurado por ter uma das menores taxas de juros do mercado, por isso tomamos a liberdade em explicar como funciona a contratação junto a caixa econômica federal e expor os pró e contra de se ter um empréstimo na caixa.

A Instituição

A Caixa Econômica Federal é um banco de inclusão social, ou seja, todos os programas de crédito do governo começam por lá, como minha casa minha vida, empréstimo consignado, poupança e muitos outros.

As taxas de juros da Caixa são baixos devido ao recurso na maior parte das vezes é subsidiado pelo governo, pra você entender melhor funciona assim : O governo paga parte dos juros e o cliente o resto, ai se a taxa de juros seria 2% (dois porcento) o governo paga 0,5% (meio porcento) e o cliente 1,5% (um e meio porcento).

Mas pode variar de acordo com o recurso destinado pelo governo para determinada carteira de crédito, momento econômico e etc, por isso, compare sempre porque muitas vezes as condições podem mudar e mudam muito.

Vantagens do Empréstimo Consignado Caixa

As vantagens do empréstimo consignado caixa se resumem a taxa de juros, que ja ajuda muito e a liberação também é diferente, uma vez solicitado a caixa deixa o valor vinculado a sua conta corrente ou poupança caixa, o que não muda muito porque até a autorização do INSS ou outro órgão você não pode movimentar o valor, contudo é um diferencial por isso estamos destacando, outra vantagem é a vasta rede de agencias Caixa que você encontra, a acessibilidade ajuda muito.

Desvantagens

Como nem tudo são rosas, o empréstimo consignado caixa também tem alguns fatores que acabam atrapalhando um pouco, um deles é que você precisa ser correntista da caixa para poder contratar e se não for prepare-se para ter uma conta da caixa meu amigo e muito cuidado, é comum ser oferecido a você seguros e taxas de manutenção de conta e isso colega é vitalício ou pelo menos enquanto tiver uma conta caixa, apesar de não ser uma banco que cobre caro pelos seus serviços, pelo amor de Deus né, vai contratar um empréstimo e sai correntista do Banco? Complicado!

Outro fator negativo é o foco, como o empréstimo consignado caixa é um dos milhares produtos da caixa, não espere muita atenção e conhecimento técnico sobre o produto por parte deles, porque não irá ter.

As famosas filas da caixa também são outro desafio para quem vai contratar por eles, por isso vá com tempo, muito tempo mesmo, leve um joguinho, baralho e etc vai precisar de distração para não se aborrecer.

Se deseja refinanciar seu contrato esqueça, vai perceber que nem sistema nem conhecimento para isso vai encontrar lá, ou seja, vai pagar até o final sem poder renegociar sua dívida pelo simples fato de ninguém saber como fazer, e como o refinanciamento é uma condição que o banco pode ou não fazer pra você, não poderá nem reclamar, aliais reclamar com a caixa não tem dado muito resultado ultimamente (Já viu o governo condenar ele mesmo). E cuidado ao reclamar o funcionário da Caixa é um servidor público e desacatar um funcionário público é crime.

 

Boa Sorte

Apesar de alguns pontos negativos, não é de todo ruim o empréstimo consignado caixa, mas se você for correntista da caixa melhor bastante, mas consulte e analise bem, as taxas de juros atualmente não variam muito de banco para banco e considere que vai ficar preso o banco durante o período todo do seu contrato, por isso, refinanciamento é sempre uma possibilidade importante quando não quer aumentar seu comprometimento de renda com mais um parcela.

Recomendamos fortemente que ao se dirigir a uma agencia da caixa não comprem outros produtos que lhe serão oferecidos, ao fazer esse artigo tomamos o cuidado de procurar 3 agencias da caixa econômica e nas três foi oferecido um “produto em reciprocidade”, sai fora! Meu colega você não precisa contratar nada a mais que seu empréstimo consignado caixa para ter seu crédito aprovado e aliais de ser muito bem tratado negócios são negócios não é verdade, e disso eles são bons, muito atenciosos no atendimento.

Contudo as criticas citadas a Caixa Econômica são mais em caractere de advertência do que critica em sim, imagine o sistema financeiro sem a Caixa Econômica? Seria uma catástrofe, ela é uma excelente instituição financeira e como toda tem problemas, mas isso não a desqualifica por isso lhe desejamos boa sorte ao seu empréstimo consignado caixa.

Leasing como Funciona esta Modalidade de Financiamento

Muitas pessoas ficam com a mesma dúvida na hora de fazer um financiamento de veículos, Leasing ou Financiamento? Existe uma grande diferença entre as duas modalidades de financiamento e entende-las pode ser importante para que você possa fazer a escolha certa.

Entendendo o Leasing

O leasing é uma operação de arrendamento Mercantil, ou seja, o Banco ou Financeira tem direitos sobre o bem adquirido, uma espécie de sócio, o termo técnico é “arrendador” e “arrendatário”, nesta modalidade o dono do bem é a instituição financeira até que seja quitado o bem diferente do financiamento convencional onde o proprietário é o cliente e o banco faz apenas uma alienação fiduciária sendo o arrendatário apenas.

Ou seja tá andando no carro do Banco

Particularidades

Por ser uma operação que oferece menos risco geralmente possui taxa de juros menores, contudo existem regras, por exemplo o prazo do financiamento não pode ultrapassar dois anos para bens com vida útil de até cinco anos e de três anos para os demais, por isso aquele contrato de 60 (sessenta meses) para pagar, nem pesar ! mas tem o lado bom o total a prazo também fica bem menor.

Outro fator importante é em relação a quitação tem  que ocorrer dentro do prazo do financiamento, por isso se tiver dificuldades em pagar, lembre que tem que quitar o bem até o prazo final de seu financiamento caso tenha dúvidas acesso a regulamentação  conforme as regras do Banco Central clicando aqui.

Outro fator interessante em relação ao leasing é a não cobrança do IOF o que pode parecer indiferente devido a alíquota ser baixa mais dependendo do prazo muda muita coisa em sua parcela.

Mas como toda boa noticia vem acompanhada de uma má noticia, é que ao invés de pagar o IOF você paga o ISS (Imposto sobre Serviços) o que pode ser pior dependendo da alíquota cobra na época da celebração de seu leasing, outro detalhe são as despesas com documentação e seguro que são geralmente impostas por parte da instituição financeira.

Outro fator que faz muita gente correr do leasing é que em algumas instituições financeiras existem uma correção monetária atrelada ao financiamento, ou seja, se subir você paga mais, e como não estamos na China onde os juros são negativos, abra bem os olhos na hora de optar pelo leasing.

O bom e velho financiamento ainda é uma boa pedida na hora de financiar um veículo bem pense nisso antes de entrar numa fria.

O que é Financiamento | Portal Consignados

Financiamento é uma modalidade de credito onde a instituição financeira fornece recursos financeiros ao vendedor a favor do cliente podendo ser no valor total ou parcial do bem, ficando a cago do cliente o pagamento de parcelas conforme taxa de juros contratada e estabelecida em contrato e ao vendedor fica o compromisso do recebimento do produto a vista por parte da instituição financeira.

Existem várias modalidade de financiamento podendo exigir garantias ou não, atendendo a pessoas juridicas ou fisicas, o que difere o financiamento de operações como empréstimo é que o financiamento sempre está atrelado a compra de um bem em específico já o empréstimo o produto é o dinheiro.

Modalidade de Financiamento

Vamos destacar as principais modalidades de financiamento atualmente comercializadas por instituições financeiras:

  • Financiamento de Veículos
  • Financiamento Leasing
  • Financiamento de Imóveis
  • Financiamento de Material de Construção

Conheçer as modalidades de Financiamento podem ser muito importante na hora de adquirir um bem, escolher a mais adequada pode evitar que você pague juros maiores.

Taxas de Juros

As taxas de juros podem variar de acordo com a politica de crédito, prazo e garantias, financiamentos que ofereçem a garantia do bem adquirido com por exemplo veículos ou imóveis tendem a ser mais baratos que operações de crédito que apenas financiam compra de bens como eletrodomésticos ou materiais de contrução, a regra é sempre a mesma.

Fique atento as despesas do seu financiamento como taxas de abertura de crédito o famoso TAC ou desespesas com documentação ou transferencia do bem que muitas vezes parece uma vantagem mas podem encarecer a operação de crédito.

Antes de realizar pesquise bem as taxas de juros cobradas, se possível se informe antes, o banco central fornece informações atualizadas, caso deseje acessar o Banco Central clique aqui.

Quanto maior o risco maior a taxa de juros

Garantias

As garantias pode ser o próprio bem adquirido ou simplesmente cheques pré datados, o importante é ler atentamente seu contrato e discutir com o agente financeiro todas as condições.

Empréstimo Como Funciona Descubra Agora

O empréstimo é uma modalidade de crédito destinada a pessoas físicas e jurídicas e é intermediada através de instituições financeiras que estabelecem regras e garantias para sua concessão.

Modalidades de Empréstimo

As modalidades de empréstimo são classificadas com situação funcional, política de crédito, prazo e até mesmo garantias, vamos destacar as principais:

  • Empréstimo Pessoal
  • Consignado
  • Débito em conta

Empréstimo Pessoal

O empréstimo pessoal é a modalidade mais comum de empréstimo e mais utilizada também, por estar disponível a todos, ou seja, independente da situação funcional qualquer pessoa física e jurídica pode contratar.

As taxas de juros para empréstimo pessoal costumam ser mais elevadas devido ao risco e como garantia de pagamento as instituições financeiras costuma solicitar cheques pré datados no valor da parcela.

A analise de crédito para o empréstimo pessoal também costuma ser mais rigorosa e pesquisas junto aos órgãos de proteção ao crédito são realizados além de contato com referencias pessoais e comprovação de renda também são necessários.

Consignado

O consignado se destaca por sua facilidade, flexibilidade, taxa de juros baixa e prazos maiores, mas infelizmente não é pra todos, para poder contratar um  consignado ou o órgão ou sua empresa precisa além de aprovado em assembleia ou lei ter se cadastrado a alguma instituição financeira para pode fazer.

Os convênios mais comuns são:

  • Instituto Nacional da Seguridade Nacional (INSS)
  • Federal (Servidores Federais da Ativa, aposentados ou Pensionistas)
  • Municipal (Servidores Municipais)
  • Estadual (Servidores Estaduais)

Mas atenção os convênios municipais e Estaduais dependem a adesão do seu Estado ou Prefeitura para que possa haver disponível o empréstimo consignado para você.

As taxas de juros também são um grande atrativo para quem pode contratar um consignado, elas podem variar de 1,6% a.m a 2,6% a.m dependendo do convênio que você se enquadra.

O prazo para pagamento é muito flexível e pode chegar até 96 (noventa e seis) meses para pagar, potencializando assim os valores liberados que podem chegar até 10 (dez) vezes a renda apurada.

A forma de pagamento é com desconto em folha o que ajuda muito na manutenção do produto evitando inadimplência, contudo, antecipação de parcelas, por exemplo pagar duas parcelas de uma vez não é possível devido a ser desconto em folha, mas a quitação total do contrato pode ser realizado a qualquer momento do empréstimo conforme regra do Banco Central.

A política de crédito é mais branda, ou seja, restrições no nome, cheques sem fundo ou quaisquer apontamentos não são considerados devido a garantia ser o desconto em folha, mas confirmações, referencias pessoais e bancárias são analisadas para evitar fraudes, ou seja, o mais importante no empréstimo consignado é que o contratante seja ele mesmo e que esteja ciente de todas as condições de seu empréstimo.

Débito em Conta

Esta modalidade de crédito particularmente é que menos me agrada, devido a sua taxa de juros alta que pode variar de 12% a.m até 25% a.m.

Muitas vezes pode se mascarar em um crédito fácil para quem contrata mas sair é extremamente difícil, a anos no mercado temos visto muitas pessoas contratando este tipo de empréstimo e renegociando para conseguir ficar em dia, outro fator importante a ser considerado é que os valores emprestados geralmente são baixos e muitas vezes além de não resolver ainda gera mais endividamento para quem contrata.

Infelizmente não podemos descartar as possibilidade para quem necessita de um crédito, mas evitar o débito em conta é muito importante, e caso não tenha opção pesquise bastante antes de sair contratando, de preferência ao banco aonde você tem conta, e fuja das financeiras que prometem facilidades, atrás dessa facilidade vem uma taxa de juros brutal.

É muito importante entender bem qual modalidade de crédito mais se adapta a você.

Detalhamento de empréstimo consignado como acessar?

O Detalhamento de empréstimo consignado é nada mais que um resumo de seu empréstimo consignado, muitas pessoas tem essa dúvida devido ao empréstimo consignado ter suas parcelas pagas através de desconto em folha, e apesar desta forma de pagamento simplificar e facilitar sua vida, muitas vezes você pode ficar perdido e se perguntar, “quantas parcelas já paguei?” ou “quantas parcelas faltam para pagar?”, não se sinta sozinho nesta dúvida, é comum e rotineiro respondermos estas questões diariamente.

Identificando seu Convênio

O convênio é a instituição a qual você pertence e tem cadastro junto ao banco ou instituição financeira a qual você paga seu empréstimo consignado, as principais são:

  • Instituto de Seguridade Social (Aposentados e Pensionistas do INSS)
  • Governo Federal (Servidores Federais)
  • Governo Estadual (Servidores Estaduais)
  • Prefeitura Municipal (Servidores Municipais)


Saber corretamente qual convênio você pertence ajuda muito em localizar a informação correta de seu detalhamento de empréstimo consignado,cada convênio ter um procedimento especifico.

Detalhamento de empréstimo consignado INSS

Existem apenas duas formas de ter acesso ao seu detalhamento de empréstimo consignado INSS e infelizmente nenhuma delas é on-line ou simplesmente acessando um site ou sistema.

A forma mais fácil é ir diretamente a um posto do INSS e solicitar um documento chamado HISCON, este documento é nada mais que o histórico de consignações, nele você encontrará informações como número de contrato, banco ao qual fez o empréstimo consignado, data inicial e final de cada empréstimo, bem como todas as operações já encerradas e em andamento dos últimos 5 (cinco) anos.

Outra forma de conseguir o detalhamento de empréstimo consignado é se dirigir até o banco aonde contratou seu(s) empréstimo consignado e solicitar o detalhamento, mas esta forma só lhe trará as informações referentes a contratos em andamento e somente as informações do Banco onde foi solicitar, por isso caso tenha mais empréstimos em outros bancos terá de repetir este procedimento em cada um dos bancos que possui empréstimos.


Se seu objetivo for especifico a um contrato e a um banco em especial até justifica se dirigir ao banco para solicitar o detalhamento de empréstimo consignado, mas mesmo assim, recomendamos que procure o INSS.

Detalhamento de empréstimo consignado Governo Federal

Seria muito importante lembrar que todo servidor federal está ligado a uma secretaria, empresa pública ou seja, existe um órgão por traz e é este órgão que faz a gestão da folha de pagamento do servidor federal, assim sendo, para obter seu detalhamento de empréstimo consignado federal, deverá procurar seu órgão para ter acesso ao portal siapenet que utilizando seu usuário e senha poderá acessar facilmente todas as informações pertinentes aos seus empréstimos em andamento, bem como informações de prazos, taxas e datas de início e fim de seus empréstimos, caso já possua o acesso basta acessar a seção “consignações” que se encontra do lado esquerdo da tela no menu Servidor.

Detalhamento de empréstimo consignado Governo Estadual

Nós do portal consignados operamos apenas com o Governo do Estado de São Paulo, por isso os procedimentos abaixo se referem ao apenas para servidores do Estado de São Paulo.

Para ter acesso ao detalhamento de empréstimo consignado os servidores do estado de São Paulo deverão acessar o portal do consignado através de seu login e senha cadastrado junto a sua secretaria para ter acesso as informações referente a contratos em andamento, parcelas pagas e datas de início e fim de empréstimos em andamento.

Detalhamento de empréstimo consignado Prefeitura de São Paulo

Os Servidores da Prefeitura de São Paulo são divididos em dois grupos:

  • Ativos
  • Aposentados e Pensionistas

Porque é importante saber esta divisão? por que dependendo da situação funcional do servidor o acesso é diferente, por exemplo:

  • Servidores ativos acessam suas informações de consignação através do portal do Servidor
  • Servidores aposentados ou Pensionistas acessam suas informações sobre consignação através do portal do IPREM

O IPREM funciona como um fundo de pensão do servidor municipal, ao invés de contribuir apenas para o INSS o servidor opta por contribuir ou apenas para IPREM ou para os dois, no caso IPREM e INSS, assim garantindo sua aposentadoria com valores equivalentes ao que recebia enquanto trabalhava

 

Acesso via portal do Servidor

Para acessar o detalhamento de empréstimo consignado através do Portal do Servidor basta acessar com seu login e senha,caso não possua ainda um login e senha clique aqui e cadastre a sua, uma vez dentro do sistema do é muito simples basta acessar a opção “empréstimos”, através desta opção terá acesso a todas informações referente aos seus contratos em andamento.

Acesso Iprem

Os servidores aposentados continuam acessando o portal do servidor,conforme acima informado, já os pensionistas deverão solicitar seu detalhamento de empréstimo consignado através da secretaria ao qual o originador(Servidor falecido) estava ligado, e entrar em contato para ter acesso, caso esteja com dificuldades em identificar o local correto para criar seu login e senha clique aqui para acessar o site da prefeitura de São Paulo e ter acesso aos telefones e endereços das URHs que prestam este tipo de informação.

Este material é dinâmico e conta com a colaboração de todos os usuários do portal consignados, caso tenha alguma dificuldade em ter acesso ao seu detalhamento de empréstimo consignado, nos informe que estamos abertos em entender sua dificuldade e adicionar a solução de seu problema, adicionando mais detalhes conforme for surgindo a necessidade de nossos usuários, por isso nos ajude comentando esta matéria

 

Simulação de Empréstimo Consignado BMG – Como Consultar?

Aprovação de sua Simulação em até 15 minutos

Se você fez apenas uma simulação de empréstimo o tempo médio de resposta é de 5 a 15 minutos aqui pelo site www.consignados.com.br, como correspondentes autorizados do Banco BMG, possuímos uma equipe de analistas que estão de prontidão em analisar sua capacidade de crédito, no setor de crédito consignado chamamos esta pesquisa de consulta de margem. Cada convenio tem uma forma de consulta, uns são manual outros via sistema, independentemente se é consulta manual ou via sistema, dependemos de fatores externos para realizar sua consulta de margem, como o site do INSS estar acessível, por isso pedimos sua compreensão em aguardar de 5 a 15 minutos.

O que pode reprovar minha consulta?

Alguns casos onde o regime de contratação seja temporário, engajado, CLT ou benefícios de caráter especial como amparos e auxílios não são permitidos. Outro fator que possa reprovar sua solicitação é o fator idade, se o solicitante estiver acima dos 81 anos e 11 meses não conseguimos atender a sua simulação. Um fator muito comum que acaba inviabilizando sua solicitação é quando existe uma representação legal, guarda ou incapacidade intelectual, nesses casos onde não existe a possibilidade de compreensão das cláusulas de um contrato de empréstimo consignado, ou a desqualificação civil também pode ser negado seu empréstimo.

Em caso de não haver margem acabou minhas possibilidades?

Existem possibilidades sim! como correspondentes autorizados do Banco BMG podemos fazer uma simulação de refinanciamento de seus contratos de empréstimo consignado.

Fale Agora mesmo conosco

Para maiores informações sobre o assunto entre em contato em nossa central de atendimento (11) 2626-6000 ou acesse o site do Banco BMG clicando aqui. Nossa equipe está preparada para fazer sua simulação de empréstimo consignado com você na linha, lhe prestando todo o suporte, orientação e tirando suas dúvidas sobre seus contratos de empréstimo consignado.

Todos os nossos consultores são certificados pela ANEPS e estão aptos para fazer uma simulação para você.

Recebo Salário Mínimo Consigo empréstimo consignado?

Se você recebe um salário mínimo e está preocupado se pode ou não fazer um empréstimo consignado fique tranquilo, por que você pode sim fazer seu empréstimo consignado sem problemas, o fato de você receber um salário mínimo ou mais não influencia no seu empréstimo, existem outras questões as quais iremos tratar que são determinantes para você contratar seu empréstimo, as quais iremos destacar as principais:

  • Margem Consignável
  • Convênio
  • Regime de Contratação ou tipo de benefício
  • Idade

Lembrando que na lei 10.820 que regulamenta o empréstimo consignado não existe nenhuma restrição para você que recebe um salário mínimo.

Margem Consignável

A margem consignável é o limite máximo da sua renda que você pode comprometer, geralmente não pode ultrapassar a 30% da sua renda, podendo em alguns casos estar dividida em 20% para empréstimos e 10% para cartões de crédito.

Convênio

O Convênio é firmado entre a sua empresa, órgão ou entidade ao qual você está ligado e possuí legislação vigente e aprovada para empréstimo consignado, atualmente atendemos:

  • Aposentados e Pensionistas do INSS
  • Servidores Federais
  • Servidores Municipais da prefeitura de São Paulo
  • Servidores Estaduais do Estado de São Paulo

Os casos acima podem realizar empréstimo consignado através do portal consignados independentemente se recebem ou não um salário mínimo.

Regime de Contratação ou tipo de benefício

Infelizmente os servidores federais e Estaduais em regime de contratação CLT e Temporário não podem contratar empréstimo consignado, os servidores municipais em regime de CLT, Temporário ou cargo de confiança também não podem, já os beneficiários do INSS que recebem através de auxilio doença, amparo social também estão fora. caso deseje mais informação do seu convenio clique nas paginas do produto conforme sua situação:

Idade

A idade é outro fator que pode atrapalhar sua liberação de empréstimo consignado fica como regra geral independente do convênio devido a ser uma política de crédito adotada por 99% das instituições financeiras a idade mínima de 21 anos e máxima de até 80 anos e 11 meses, independente se você recebe um salário mínimo ou mais.

Salário Mínimo X Empréstimo Consignado

Apesar de não existe relação entre salário mínimo e empréstimo consignado, ou seja, basta atender aos requisitos acima citados e já se pode contratar, é importante salientar que empréstimo consignado apesar de muito mais barato que qualquer operação de crédito ainda sim incide juros, e tomar cuidados antes de contratar é vital para evitar o super endividamento pessoal.

Os limites de margem são definidos pelo convênio como referência e evitar abusos e para ressalvar o próprio cliente, contudo fazer uma reflexão sobre qual é a margem consignável ideal para você é uma boa saída para quem deseja fazer um empréstimo consignado.

Juros de Empréstimo consignado Qual o Menor?

O juros de empréstimo consignado pode variar mais pouco, atualmente a maioria das instituições financeiras tem aplicado taxas de juros bem parecidas, por isso a recomendação é procurar o melhor custo benefício.

Muitas vezes você pode ficar seduzido por juros de empréstimo consignado com diferenças de 0,02%, mas muito cuidado, o barato as vezes sai caro, alguns aspectos na hora de contratar devem ser analisados antes do juros de empréstimo consignado, vamos destacar os principais:

  • Acessibilidade
  • Instituição Financeira
  • Relacionamento
  • Juros de Empréstimo Consignado

Acessibilidade

Sempre procure um instituição financeira que você tenha acesso fácil, lembre-se que terá um relacionamento a médio prazo, muitas vezes necessitará de informações como saldo devedor, parcelas pagas e etc. Lembre-se que o juros de empréstimo consignado pode ser amortizado em uma quitação antecipada, por isso diferenças pequenas como atualmente existem, podem ser muito significantes neste caso.

Instituição Financeira

Existe uma diferença muito grande entre Bancos, Financeiras, Seguradoras e grupos financeiros, os bancos respondem para o CMN (Conselho Monetário Nacional), Banco Central entre outros, já Financeiras e seguradoras respondem apenas para o Banco Central, e Seguradoras e grupos financeiros nem isso, mas pode estar se perguntando o que muda então? Quanto mais fiscalizada é a instituição melhor será a prestação de serviço ao consumidor, devido a uma série de exigencia que devem ser atendidas para que o cliente tenha todos os seus direitos defendidos.

Um exemplo classico disso é que só existe portabilidade entre bancos, já em seguradoras e financeiras ou grupos financeiros, para transferir sua dívida deverá passar por uma maratona para conseguir um boleto de quitação.

Relacionamento

Relacionamento é outro aspecto muito importante na hora de fazer a escolha do seu banco para fazer um empréstimo consignado, a proximidade com seu banco facilita bastante as coisas, o relacionamento faz com que as escolhas sejam baseadas em confiança mútua e liberdade em expor suas opniões de forma mais transparente, muitos clientes do portal consignados tem essa liberadade de questionar se é viável ou não um empréstimo consignado, muitas vezes o juros do empréstimo consignado é levado em conta, mas operações como refinanciamento ou portabilidade devem ser cuidadosamente estudadas e ter confiança em quem lhe passa a informação é fundamental.

Juros de Empréstimo Consignados

Os juros de empréstimo consignado podem variar de 1,9% a.m a 2,4% a.m dependendo do prazo e instituição financeira, contudo, calcular juros não é uma obrigação sua, mas explicar como o cálculo foi feito é uma obrigação da instituição financeira que lhe atendeu, atualmente o banco central obriga as instituições financeiras ao celebrar o contrato apresentar o chamado “CET” Custo Efetivo Total, neste campo terá todas as informações de tarifas, total a prazo e juros de empréstimo consignado.

Caso você receba um contrato de empréstimo consignado sem estas informações não assine.

 

Refinanciamento como funciona? Descubra Como

O refinanciamento de empréstimo consignado é uma forma de você conseguir crédito sem a necessidade de adquirir mais uma parcela, por exemplo:

Atualmente você tem um contrato junto ao banco BMG no valor de R$ 1.000,00 ao qual já pagou 10 (dez) parcelas, a medida que você vai pagando seu empréstimo o saldo devedor vai diminuindo, automaticamente seu limite para empréstimo vai aumentando, ao refazer seu empréstimo ou seja ao fazer um refinanciamento você quita seu saldo devedor atual e fica com a diferença, conforme abaixo:

Valor do Empréstimo : R$ 1.000,00

Saldo devedor Atual: R$ 800,00

ao Refazer o empréstimo no valor de R$ 1.000,00

você fica com a diferença no valor de R$ 200,00

Parece pouco né? mas imagine um contrato que você ja pagou 24 parcelas ou 36 parcelas, o valor será bem superior, contudo, nossa experiência de 17 anos neste mercado demonstra que muitas vezes se contrata um valor maior do que se realmente precisa.

Vantagens do Refinanciamento

O refinanciamento é a melhor forma de você não aumentar seu comprometimento mensal, e muitos clientes quando se deparam com uma situação de necessitar de um empréstimo muitas vezes acabam assumindo mais uma parcela, já no refinanciamento isso não acontece, pois você utiliza a mesma parcela que já está pagando.

Um dos maiores problemas que acabam acarretando o super endividamento é justamente a soma de todas as parcelas e dívidas pagas, é comum você achar que uma parcela a mais no valor de R$ 100,00 por exemplo, não vai te atrapalhar com seus demais compromissos, mas esses R$ 100,00 + todas as outras dívidas pode acabar ficando pesado e gerando a chamada “bola de neve”, por isso o refinanciamento é tão interessante.

Pode estar se perguntando, mas vou aumentar o prazo do meu empréstimo? vai sim, ao refinanciar você volta seu contrato para o início, mas lembre-se que o prazo muitas vezes não é o problema uma vez que você pode quitar seu empréstimo a qualquer momento, e na quitação você ainda tem desconto dos juros futuros.

O Refinanciamento de Empréstimo consignado atende as mesmas regras do empréstimo consignado convencional, para ter acesso a regra na integra basta ler a lei 10.820 que regulamenta o empréstimo consignado.

 

 

 

Como consultar empréstimo consignado BMG?

Se você deseja consultar um empréstimo consignado BMG existem duas formas que você poderá ter acesso aos seu(s) contrato:

  • Central de Relacionamento
  • Correspondente Bancário

Central de Relacionamento

A central de relacionamento do Banco BMG é o principal canal aonde você deve se dirigir, na central terá as informações sobre todos os seus empréstimos, bem como data inicial e final, você pode acessar a central de relacionamento atravé do telefone do SAC 0800 979 7050, ou se desejar acessando o site do banco BMG clicando aqui.

Correspondente Bancário

O correspondente bancário é o elo entre você e o banco, muitas vezes a demanda de atendimento é tão grande que ficaria dificil atender a todos na mesma velocidade que talvez deseje, mas o correspondente aonde você contratou seu empréstimo consignado pode ser de bastante ajuda nestes casos, mas muita atenção, o correspondente bancário BMG só tem acesso aos contratos que foram originados por ele, por isso, não adianta ligar ou cobrar a informação de qualquer correspondente, só podera te ajudar o correspondente ao qual fez seu empréstimo consignado BMG, os demais por questões de sigilo da informação não conseguirão lhe ajudar em seu empréstimo consignado BMG.

Informações sobre meu Empréstimo Consignado BMG

As informações que poderá obter via telefone são data inicial e data final de seus contratos, já informações como saldo devedor e numero de contrato , para sua própria segurança somente pessoalmente em uma das unidades do Banco BMG, caso deseje saber aonde encontrar a unidade do Banco BMG mais próxima de você  basta acessar o site do Banco BMG.

Informações sobre andamento de propostas

Se seu contato for por para saber o andamento de sua proposta tenha como o principal contato o lugar aonde você solicitou seu empréstimo, lá você poderá obter detalhes sobre a situação do seu empréstimo consignado, na central de relacionamento no telefone 0800 979 7050 também poderá obter está informação mas de forma eletrônica, ao digitar a opção desejada e seu CPF terá a informação pela URA do banco BMG.

 

 

Como calcular meus débitos no Banco BMG?

[one_fourth_last]

O Banco BMG tem com seus clientes uma grande preocupação e se dedica ao máximo em fornecer noções que lhe auxiliem em suas questões, e, pensando nisso, foi criada uma Central de Atendimento ao Cliente. Lá você poderá solicitar todas as informações que necessite! Com seu CPF e RG em mãos, entre em contato no telefone fácil: 0800 979 7050.

calcular débitos BMG
Calcular débitos BMG

Você provavelmente deve ter um empréstimo consignado, e por padrão os débitos são lançados em seu contra cheque ou detalhamento de crédito é por lá que você deverá consultar seus débitos, mas caso tenha dúvidas pode entrar em contato com a central de relacionamento.

Como Calcular meu Total a Prazo

O valor total a prazo de seus empréstimos é a soma das parcelas contratadas ou restantes, o calculo é muito simples, basta pegar o valor da parcela e multiplicar pelo prazo de seu empréstimo consignado, por exemplo:

Valor da parcela: R$ 100,00

Prazo do Empréstimo: 36 X

Total a prazo = R$ 100,00 x 36 = R$ 3.600,00

Como identificar se é débito do BMG

Existe duas formas de você saber de qual banco é o débito da parcela descontada, a maneira mais prática é entrando em contato com seu RH, lembrando que em alguns convênios o nome da instituição estão discriminadas no seu contra cheque, mas no caso do INSS é necessário procurar uma unidade do INSS para buscar a informação, mas para lhe ajudar caso seja aposentado ou pensionista do INSS  basta clicar aqui para localizar a unidade mais próxima de você.

Quitação Antecipada

A quitação antecipada é permitida no caso do empréstimo consignado, o que não é permitido são pagamentos parciais, como por exemplo, pagar duas parcelas de uma só vez, por isso é importante saber como calcular seus débitos para saber qual o melhor momento para fazer isso.

Amortização do saldo devedor

Cada parcela paga de seu empréstimo consignado amortiza de seu saldo devedor, portanto mês a mês sua dívida vai diminuindo, uma forma bem imparcial de você obter a informação sobre seu saldo devedor é utilizar a calculadora do Banco central, para isso basta clicar aqui.

 

BGN ou BMG qual a Diferença? Não se Confunda

Muitas pessoas se confundem entre BGN e BMG devido as siglas serem parecidas, mas na verdade são dois bancos distintos que não tem nenhuma relação entre si, apesar dos dois bancos trabalharem com empréstimo consignado são instituições financeiras totalmente diferentes uma da outra.

Banco BGN

O banco BGN é o Banco tem como seu principal produto o empréstimo consignado e atualmente passou  a ser comandado pela Cetelem se deseja falar com o BGN basta ligar no SAC 0800 724 5904, para maiores informações sobre o BGN basta acessar o site clicando aqui.

Banco BMG

O banco BMG foi fundado a mais de 80 anos, pela família Guimarães e atualmente todas as operações de empréstimo consignado são realizadas pelo Itaú que em 2013 comprou 70% do BMG, o que deu ainda mais força para o líder de empréstimo consignado no Brasil, ao lado do Banco Itaú que já era o maior banco da América latina e um dos maiores do mundo, o produto ganhou mais força e sua equipe de vendas mais profissionalismo.

Não Confunda

O banco BGN não tem nada haver com o Banco BMG, são bancos diferentes, com operações de crédito voltadas ao empréstimo consignado mas de forma distintas. O BGN tem como foco o funcionalismo público, entre servidores federais, municipais e estaduais, já o BMG com a fusão com o Itaú é um banco mais completo com carteiras de crédito e serviços diversificadas, dando maior segurança aos seus clientes por ser uma instituição mais completa.

BMG ou BGN ambas são boas instituição para você realizar seu empréstimo consignado, nosso objetivo não é exaltar uma e desprezar a outra, muito pelo contrário, a decisão cabe ao cliente e não a nós, ambas estão aptas para lhe oferecer boas linhas de crédito, mas é importante destacar que não são a mesma instituição, já as vantagens e desvantagens vai de acordo com a sua necessidade, por ser bancos distintos e apesar de trabalhar com o mesmo produto que é empréstimo consignado, cada um tem um nicho de mercado diferenciado.

 

Calcular juros de empréstimo consignado saiba como

Muitas pessoas ao realizar seu empréstimo consignado se perguntam como calcular juros de empréstimo consignado, está dúvida é bastante comum, e muito importante, algumas operações de crédito incidem taxas adicionais que carregam o total a prazo de seu empréstimo consignado ou empréstimo pessoal.

Taxas adicionais cobradas

Conforme a modalidade de empréstimo ou financiamento existem taxas adicionais embutidas, é muito importante entender quais taxas são essas, para lhe auxiliar vamos destacar algumas modalidades de empréstimo:

Empréstimo Consignado

No empréstimo consignado a única taxa embutida em seu empréstimo é o IOF.

  • Taxa de Juros
  • IOF (Imposto sobre operações financeiras)

Empréstimo Pessoal

A modalidade de empréstimo pessoal tem adicionada a TAC e IOF

  • Taxa de Juros
  • TAC (Taxa de Abertura de Crédito)
  • IOF (Imposto sobre operações financeiras)

Em algumas financeiras é oferecido o seguro presta-mista que é opcional e não pode ser condicionado ou obrigado o cliente a contratar, este tipo de produto quando embutido no seu empréstimo acaba interferindo no total a prazo e consequentemente subindo o valor da taxa de juros.

Aprendendo a Calcular juros de Empréstimo

Existem várias formas de calcular o juros de empréstimo, neste artigo vamos apresentar 2 (duas) formas de você calcular.

  • HP12C
  • Excell

Como exemplo vamos simular um empréstimo consignado no valor de R$ 1.000,00 onde seu plano de financiamento ficou em 60 parcelas de R$ 31,17

Calcular juros de Empréstimo pela HP12C

Primeiro passo: Digite o valor Financiado e aperte a tecla “CHS”+”PV”

Segundo Passo: Digite o prazo e aperte a tecla “n”

Terceiro Passo: Digite o valor da parcela e aperte a tecla “PMT”

Quarto Passo: Digite a tecla “i”

A calculadora irá calcular o resultado e lhe trará a taxa de juros

Entendendo as teclas digitadas

  • CHS (inverter operação, por exemplo de positivo para negativo)
  • PV (Valor Presente)
  • n (Prazo)
  • PMT (Parcela)
  • i (juros)

Calcular juros de Empréstimo pelo Excel

Com o Excel é muito simples calcular juros de empréstimo, no passo a passo abaixo iremos lhe ajudar a criar a sua.

Crie os seguintes dados:

  • Valor do Empréstimo
  • Prazo
  • Parcela
  • Juros

Sua planilha deve estar parecida conforme imagem abaixo:

Para exemplificar vamos simular um empréstimo consignado no valor de R$ 1.000,00 onde o prazo para pagar é de 60 meses e a parcela ficou R$ 31,17. Utilizando os campos já criados vamos começar a criar nossa planilha inserindo os dados conforme exemplo acima

Com os dados inseridos vamos colocar a nossa formula  na linha G5:

=TAXA(F6;-G6;E6;0;0)

Pronto! já conseguimos calcular juros de empréstimo. Caso deseje baixar nosso simulador de exemplo clique aqui .

Ter uma planilha para calcular juros de empréstimo seja ele consignado ou seja qualquer outro tipo de financiamento é muito importante para que você possa fazer a melhor escolha e tenha a real noção do que está pagando de juros.

O banco central do Brasil disponibiliza uma calculadora on-line para que o cidadão possa calcular o juros de seu financiamento sem a necessidade de fazer contas complicadas ou criar planilhas, basta clicar aqui caso deseje acessar agora.

 

Calcular IOF Saiba Como

O IOF é um imposto sobre operações financeiras , além da cobrança do IOF sobre empréstimos, o imposto também é aplicado em operações de Cambio, seguros, cartões de crédito, títulos e valores Mobiliários.

Entender como calcular IOF pode interferir em seus empréstimos pode ser muito importante na hora de tomar decisões, portanto saber calcular IOF pode ser muito útil.

O IOF é cobrado sobre o saldo devedor diário, atualmente a alíquota está em 0,00137% ao dia conforme divulgado no Banco Central do Brasil, para calcular IOF  é necessário criar uma tabela considerando a amortização de juros ocorrida a cada pagamento de parcela de seu empréstimo.

Para exemplificar iremos utilizar um empréstimo consignado com as seguintes características:

  • Valor do empréstimo: R$ 1.000,00
  • Prazo do empréstimo: 72 meses
  • taxa de juros: 2,22% a.m

Conforme exemplo abaixo irá verificar que o IOF cobrado foi de R$ 19,25.

Caso deseje baixar a planilha utilizada neste artigo basta clicar aqui.

 

Analisando o exemplo utilizado para Calcular IOF

O IOF apesar de representar pouco em no custo efetivo total (CET) deve ser analisado com cuidado, o intuito de nosso artigo é lhe ajudar a entender uma das taxas embutidas em seu empréstimo. Atualmente o Banco Central determinou que fica obrigado as instituições financeiras a informar ao cliente sobre todas as taxas bem como valores e condições em contrato, caso tenha recentemente contratado um empréstimo ou feito um financiamento confira em seu contrato o campo (CET) lá você terá a descrição de todas as despesas de seu empréstimo ou financiamento.

Calcular IOF de seu financiamento pode parecer um pouco complicado devido a forma de cálculo, mas antes de calcular confira a taxa atual, por se tratar de um imposto pode sofrer alterações.

Nós do portal consignados recomendamos que compare, consulte e avalie bem antes de contratar um empréstimo ou financiamento, e sempre que não compreender alguma taxa embutida em seu financiamento ou empréstimo questione e solicite informações a respeito. O consumidor deve ter todas as suas dúvidas esclarecidas pela instituição financeira ou Banco. Nossa equipe esta preparada para receber suas dúvidas e esclarecer de forma prática e rápida, portanto fique a vontade em questionar.

 

Como contratar empréstimo consignado INSS?

Para contratar empréstimo consignado INSS e muito simples, contudo devemos analisar algumas informações muito importantes, como margem consignável, modalidade de empréstimo consignado, tipo de benefícios consignáveis e fundamentos legais que podem impedir uma contratação.

Margem consignável

Margem consignável é o limite máximo que se pode comprometer da sua renda em empréstimos, que no caso do INSS é 30% para empréstimos e 10% para cartões de crédito, por exemplo, se você recebe R$ 1.000,00 pode comprometer sua renda com parcelas de até R$ 300,00 e comprometer mais R$ 100,00 com parcelamentos no cartão de crédito.

Mas o importante é entender dentro do seu orçamento familiar qual a sua margem consignável, ou seja, pra muitas pessoas 30% é muito, talvez 20% é o ideal, por isso antes de contratar um empréstimo consignável é importante analisar qual parcela cabe melhor no seu bolso.

Aonde Contratar empréstimo consignado INSS

Existem muitas instituições financeiras, seguradoras e até lojas credenciadas a lhe oferecer empréstimo consignado, contudo, cada setor tem regras especificas, o que pode confundir o cliente, por exemplo, algumas seguradoras vendem empréstimo consignado mas devido a serem apenas seguradoras as regras para quitação antecipada e portabilidade são bem diferentes, por isso recomendamos que contrate seu empréstimo consignado em Instituições Financeiras, devido a grau de exigência em tais instituições o cliente sai ganhando, as instituições financeiras e Bancos não se limitam a responder apenas o código de defesa do consumidor, mas existem regras do Conselho monetário nacional, Banco Central e o próprio INSS que acabam blindando o cliente para que a gestão e manutenção do seu empréstimo possa ser seguro, não que uma seguradora irá agir contra o cliente, longe disto, mas algumas particularidades como Refinanciamento, Portabilidade e até mesmo quitação antecipada ficam mais amarradas e dificultadas devido as regras serem diferentes para elas, por isso recomendamos que sempre pesquise além de taxas o tipo de instituição que você vai contratar empréstimo consignado.

Benefícios consignáveis

Os chamados benefícios consignáveis são aqueles que permitem  contratar empréstimo consignado, para exemplificar melhor vamos abaixo detalhar todos os benefícios que podem fazer empréstimo consignado.

 

  • 1 Pensão por morte trabalhador rural
  • 2 Pensão por morte acidente do trabalho do trabalhador rural
  • 3 Pensão por morte do empregador rural
  • 4 Aposentadoria por invalidez do trabalhador rural
  • 5 Aposentadoria por invalidez por acidente do trabalho do trabalhador rural
  • 6 Aposentadoria por invalidez do empregador rural
  • 7 Aposentadoria por idade do trabalhador rural
  • 8 Aposentadoria por idade do empregador rural
  • 19 Pensão de Estudante (Lei 7.004/82)
  • 20 Pensão por morte de ex-diplomata
  • 21 Pensão por morte previdenciária (LOPS)
  • 22 Pensão por morte estatutária
  • 23 Pensão por morte de ex-combatente
  • 24 Pensão Especial (Ato Institucional)
  • 26 Pensão Especial (Lei nº 593/48)
  • 27 Pensão por morte do servidor público federal com dupla aposentadoria
  • 28 Pensão por morte do Regime Geral (Decreto nº 20.465/31)
  • 29 Pensão por morte de ex-combatente marítimo (Lei nº 1.756/52)
  • 32 Aposentadoria por invalidez previdenciária (LOPS)
  • 33 Aposentadoria por invalidez de aeronauta
  • 34 Aposentadoria por invalidez de ex-combatente marítimo (Lei nº 1756/52)
  • 37 Aposentadoria de extranumerário da União
  • 38 Aposentadoria da extinta CAPIN
  • 41 Aposentadoria por idade (LOPS)
  • 42 Aposentadoria por tempo de contribuição
  • 43 Aposentadoria por tempo de serviço de ex-combatente
  • 44 Aposentadoria por tempo de serviço de aeronauta
  • 45 Aposentadoria por tempo de serviço de jornalista profissional
  • 46 Aposentadoria especial
  • 49 Aposentadoria por tempo de serviço ordinária
  • 51 Aposentadoria por invalidez (Extinto Plano Básico)
  • 52 Aposentadoria por idade (Extinto Plano Básico)
  • 54 Pensão Especial Vitalícia (Lei nº 9.793/99)
  • 55 Pensão por morte (Extinto Plano Básico)
  • 56 Pensão mensal vitalícia por síndrome de talidomida (Lei nº 7.070/82)
  • 57 Aposentadoria por tempo de serviço de professor (Emenda Constitucional nº 18/81)
  • 58 Aposentadoria excepcional do anistiado (Lei nº 6.683/79, EC nº 26/85 e art. 8º do ADCT)
  • 59 Pensão por morte excepcional do anistiado (Lei nº 6.683/79, EC nº 26/85 e art. 8º do ADCT)
  • 60 Pensão especial mensal vitalícia (Lei nº 10.923/04)
  • 72 Aposentadoria por tempo de serviço de ex-combatente marítimo (Lei nº 1.756/52)
  • 78 Aposentadoria por idade de ex-combatente marítimo (Lei nº 1.756/52)
  • 81 Aposentadoria por idade compulsória (Ex-SASSE)
  • 82 Aposentadoria por tempo de serviço (Ex-SASSE)
  • 83 Aposentadoria por invalidez (Ex-SASSE)
  • 84 Pensão por morte (Ex-SASSE)
  • 89 Pensão especial aos dependentes de vítimas fatais por contaminação na hemodiálise ± Caruaru ±PE
  • 92 Aposentadoria por invalidez por acidente de trabalho93 Pensão por morte por acidente do trabalho

Benefícios não consignáveis

Os benefícios não consignáveis são aqueles que não é permitido contratar empréstimo consignado, abaixo iremos detalhar os chamados não consignáveis:

  • 03 – Pensão por morte do empregador rural
  • 10 – Auxílio-doença por acidente do trabalho do trabalhador rural
  • 11 – Renda mensal vitalícia por invalidez do trabalhador rural (Lei 6179/74)
  • 12 – Renda mensal vitalícia por idade do trabalhador rural (Lei 6179/74)
  • 13 – Auxílio-doença do trabalhador rural
  • 15 – Auxílio-reclusão do trabalhador rural
  • 25 – Auxílio-reclusão (LOPS)
  • 30 – Renda mensal vitalícia por invalidez (Lei 6179/74)
  • 31 – Auxílio-doença previdenciário (LOPS)
  • 36 – Auxílio-acidente
  • 40 – Renda mensal vitalícia por idade (Lei 6179/74)
  • 47 – Abono de permanência em serviço 25%
  • 48 – Abono de permanência em serviço 20%
  • 50 – Auxílio-doença (extinto plano básico)
  • 54 – Pensão especial vitalícia (Lei 9793/99) (EPU)
  • 56 – Pensão mensal vitalícia por síndrome de talidomida (Lei 7070/82)
  • 76 – Salário-família estatutário da RFFSA (Lei 956/69) (EPU)
  • 79 – Abono de servidor aposentado pela autarquia empregadora (Lei 1756/52)
  • 80 – Salário maternidade
  • 87 – Amparo Assistencial ao portador de deficiência (LOAS)
  • 88 – Amparo Assistencial ao idoso (LOAS)
  • 89 – Pensão especial aos dependentes de vítimas fatais por contaminação na hemodiálise (EPU)
  • 91 – Auxílio-doença por acidente do trabalho
  • 94 – Auxílio-doença por acidente do trabalho
  • 95 – Auxílio-suplementar por acidente do trabalho

Fundamento legal

Antes de contratar empréstimo consignado é muito importante entender que se trata de uma modalidade de empréstimo regulamentado através da lei 10.820 de 17 de Dezembro de 2003, que estabelece a relação entre consumidor, banco e consignatário, por isso recomendamos que antes de contratar empréstimo consignado faça a leitura da lei 10.820 e tire suas dúvidas através de nosso canal fale conosco, nosso equipe de especialista estará preparada a lhe ajudar.
 

Portabilidade de empréstimo consignado INSS

Para fazer portabilidade de empréstimo consignado é bastante simples, basta informar o número do contrato e solicitar um cálculo de viabilidade junto ao banco que deseja portar.

A portabilidade só é recomendada em casos onde você estará trocando juros maiores por juros menores

Como Funciona a Portabilidade de empréstimo consignado

Apesar de simples a portabilidade de empréstimo consignado deve seguir alguns cuidados aos quais é importante detalhar:

  • Calcule a viabilidade Financeira, ou seja, compare os juros
  • Estude bem pra quem irá portar sua dívida
  • Compreenda os Prazos

Calculando a Portabilidade de empréstimo consignado

uma forma bem simples de calcular se você está fazendo a troca certa é calcular o total a prazo

Para entender melhor vamos exemplificar que você paga uma parcela de R$ 100,00 por mês atualmente e fez seu financiamento em 60 vezes

A conta fica assim:

R$ 100,00 x 60 = R$ 6.000,00

Você já pagou 10 parcelas e recebeu um proposta de portabilidade aonde o Banco ao qual deseja transferir sua dívida lhe oferece mais R$500,00 e seu contrato voltaria para 60 meses

A conta fica assim:

R$ 100,00 x 60 = R$ 6.000,00

R$ 100,00 x 10 = R$ 1.000,00 (As parcelas que você já pagou)

R$ 500,00 é a diferença que o Banco está te dando

Total a prazo com a portabilidade de empréstimo consignado seria de R$ 7.000,00 – R$ 500,00 que está recebendo pela portabilidade, totalizando o valor de R$ 6.500,00

Neste exemplo a portabilidade não é viável, pois mesmo recebendo o valor de R$ 500,00 o total a prazo sobe de R$ 6.000,00 para R$ 6.500,00

Como o exemplo acima mostrou é muito importante tomar cuidado e fazer bem as contas antes de realizar sua portabilidade de empréstimo consignado, para que sua dívida não vire uma bola de neve e seu financiamento nunca acabe.

Prazos de Liberação

O prazo máximo para realizar a portabilidade é de até 15 dias, devido a algumas etapas que devem ser percorridas ao solicitar a portabilidade de empréstimo consignado, o Conselho Monetário Nacional que regulamentou a portabilidade estabelece:

  • O Banco tem até 5 (Cinco) dias para tentar fazer uma contraproposta
  • O Banco tem até 15 (Quinze) dias para liberar a portabilidade
  • O Banco não pode cobrar taxas do cliente na portabilidade

Você pode ler a resolução do Conselho Monetário Nacional na integra clicando aqui, e ter acesso a todos os detalhes, caso tenha mais dúvidas poderá escrever para nós teremos um imenso prazer em lhe ajudar.

Vantagens x Desvantagens

A portabilidade de empréstimo consignado tem muitas vantagens, mas se feito de forma errada ou no momento errado pode ser uma péssima ideia, por isso antes de iniciar um processo de portabilidade é importante considerar se é o momento certo e se está realmente trocando juros maiores por juros menores.

 Vantagens na Portabilidade de empréstimo consignado

  • Pode trocar de Banco (Em casos onde o relacionamento não vai bem)
  • Na portabilidade você troca juros maiores por juros menores
  • Pode utilizar sua amortização para pegar mais dinheiro
  • Força uma renegociação com seu Banco por condições melhores na retenção

Muitas vezes apesar do total a prazo aumentar, mas devido a necessidade da ocasião ainda sim é melhor realizar a portabilidade do que realizar um empréstimo novo, mesmo porque tenha a consciência que tanto na portabilidade quando no refinanciamento este tipo de operação financeira não lhe gera mais uma parcela para pagar e sim continua pagando a mesma parcela só que pra outro banco.

Desvantagens da Portabilidade de empréstimo consignado

  • Aumenta seu total a prazo
  • Perde relacionamento com seu banco atual
  • Pode acabar pagando juros maiores se não prestar atenção
  • Volta seu empréstimo consignado para o início

Antes de concretizar sua portabilidade de empréstimo consignado analise os prós e contra desta operação, tente antes optar por um refinanciamento, a não ser que a taxa de juros do banco pra qual irá transferir sua dívida seja expressivamente melhor, mas infelizmente neste mercado não existe milagres, a maioria das instituições financeiras operam com taxas similares.

Nós do portal consignados sempre recomendamos o uso consciente do crédito, por isso, caso tenha dúvidas ou necessite de cálculos mais complexos pode nos contactar e solicitar ajuda, estamos aqui para lhe ajudar.

 

Detalhamento de crédito INSS como acessar

O detalhamento de crédito INSS pode ser facilmente acessado através do site do Dataprev, para ter acesso a suas informações é necessário informar alguns dados básicos como:

  • Número de Benefício
  • Data de Nascimento
  • Número de Benefício
  • CPF

Após informar os dados acima informados terá acesso ao seu detalhamento de crédito, mas seria muito importante entender o conteúdo das informações que terá acesso e por isso, resolvemos explicar melhor, por isso lhe convido a continuar lendo nosso artigo.

Entendendo seu Detalhamento de Crédito INSS

Vamos detalhar linha a linha de seu detalhamento de crédito INSS podendo assim lhe ajudar como identificar de forma fácil e rápida suas informações.

Dados Pessoais

Na primeira linha temos as seguintes informações:

  • Número de benefício
  • Nome do Segurado

O número do benefício é composto por 10 dígitos, podendo ser iniciado por “0”, já o nome do segurado pode estar abreviado, mas atenção em muitos casos há erros de grafia, se for seu caso se dirija a uma unidade do INSS portando seus documentos pessoais e corrija o quanto antes, pois erros de grafia podem lhe causar sérios problemas futuros.

Competência do Pagamento

Na segunda linha temos as seguintes informações:

Competência

A competência se refere ao mês de apuração  de seu detalhamento de crédito INSS.

Período a que se refere o crédito

Existem alguns casos que o período de apuração pode ser parcial, isto ocorre geralmente em benefícios recentes, tendo como data padrão o inicio da concessão até o final do mesmo mês, mas geralmente é o período ao qual foi contabilizado todos os débitos e créditos que ocorreram entre estas datas.

Pagamento através de:

  • Cartão Magnético
  • Conta Corrente

Ao receber sua carta de concessão do INSS é perguntado ao segurado qual a forma que ele deseja receber seu pagamento, então, o segurado ou informa uma conta bancária de sua titularidade ou simplesmente opta por receber através de um banco credenciado junto ao INSS  ao qual irá receber um cartão de saques, mas que porém, a única funcionalidade deste cartão é sacar o valor integral do seu benefício uma vez por mês.

Desvantagens do Cartão Magnético

  • As grandes desvantagens de quem receber através do chamado “Cartão Magnético” são muitas, mas vamos destacar as principais:
  • O cartão magnético oferece a mínima segurança possível ficando passível a clonagem facilmente
  • O cartão magnético obriga o segurado a sacar o valor de sua aposentadoria na boca do caixa ou através de terminais de caixa eletrônico, o que facilita a chamada “saidinha de banco”, expondo ao segurado a assaltos.
  • Praticamente 99,99% dos casos de fraude são realizados em segurados que recebem por cartão magnético uma vez que ao realizar um empréstimo consignado ou solicitar um cartão de crédito, não fica vinculado uma conta oficial e os estelionatários sabem disso e se aproveitam desta situação.

Um dos crivos de analise do INSS é confrontar os dados do segurado inclusive a conta bancária, informando a conta errada o crédito é negado pelo próprio INSS.

Espécie de seu beneficio do INSS

O tipo de benefício é o motivo pelo qual você foi aposentado, recebe sua pensão ou condição especial que o levou a receber seu pagamento.

Em seu detalhamento de crédito INSS vai observar que antes da descrição existe um código, por exemplo 32, 42 e etc, este código é um contro interno do INSS para determinar alguns fatores importantes como concessão de direitos como “Complemento acompanhante”, que é um valor adicional ao seu pagamento de até 30% para custeio de um cuidador em casos onde o segurado necessite de alguém para cuidar dele, geralmente quem recebe através da espécie 32 (Aposentadoria Invalidez Previdenciária) tem maiores chances de conseguir tal benefício adicional devido a natureza de sua aposentadoria já por si só apontar alguma doença que impossibilitou de trabalhar consequentemente foi aposentado.

Dados Bancários do Segurado INSS

Os dados bancário informados em seu detalhamento de crédito INSS, podem parecer dados sem muita importância, mas é muito importante conferir estes dados, existem casos onde pessoas se passando pelo segurado conseguem alterar estes dados e sacar o valor de sua aposentadoria ou pensão, o que gera muita dor de cabeça ao segurado, o recomendável é pelo menos uma vez por mês acessar seu detalhamento e conferir seus dados um a um.

Detalhamento de Débitos e Créditos

No quadro de créditos e débitos de seu detalhamento de crédito INSS, você terá todas as informações sobre o que foi pago e descontado de seu benefício, este item é um dos mais importantes a ser observado, por ali poderá rapidamente constatar que teve um desconto indevido, ou recebeu o tão esperado reajuste salarial.

As descrições utilizadas pelo INSS são divididas em dois grupos, as rubricas de Crédito e rubricas de débito, abaixo estaremos listando algumas delas:

Rubricas de Crédito

  • Mens. Reajustada
  • Compl. da M.R.
  • Salario familia
  • Grat. ex-Comb.
  • RFFSA nao trib.
  • Compl. acompan.
  • Outras Vantagens
  • Plansfer RFFSA
  • Dupla Atividade
  • Grat.Produt. ECT
  • Adic. Talidomida

Rubricas de Débito

  • IR Retido na Fonte
  • Débito pensão alimentícia
  • Decisão Judicial
  • Consignação (Diferente de Empréstimo)
  • IR no exterior
  • Debito diferença. IR
  • Desconto INSS
  • Contrib. COBAP
  • Contrib. CONTAG
  • Contrib. STFERJ
  • Contrib. ASTRE
  • Contrib. FORCA SIND
  • Contrib. CUT
  • Contrib. UNIDAS
  • Contrib. CGT
  • Contrib. SINDAPB
  • Contrib. ASBAPI
  • Pagamento de Benefício além do Devido
  • Outros débitos

O acesso ao detalhamento de crédito INSS deve ser realizado somente por você ou pessoas autorizadas a realizar tal pesquisa, bancos, financeiras e correspondentes bancários, apesar do acesso ser público orientamos que somente informe seu número de benefício para empresas que realmente confie, atualmente os profissionais de crédito são certificados, exija que lhe informe o seu registro junto ao Banco Central antes de passar informações.

Empréstimo consignado INSS com funciona?

Empréstimo consignado INSS é uma modalidade de crédito que se destina a beneficiários do INSS, e para ter direito a este tipo de empréstimo consignado é necessário ter um benefício junto ao INSS de carácter definitivo, sem maior de 21 anos e não ter mais de 81 anos.

Existem regras que definem esta modalidade de empréstimo consignado bem como os tipos de benefícios junto ao INSS que permitem o empréstimo consignado.

Modalidades de Empréstimo Consignado INSS

O empréstimo consignado INSS tem algumas modalidades e cada uma tem sua particularidade e finalidade específica :

  • Empréstimo Novo
  • Refinanciamento
  • Portabilidade
  • Compra de Dívida

Empréstimo Consignado INSS Novo

Classificamos como empréstimo consignado INSS novo quando se trata de um novo empréstimo, seja ele contratado pela primeira vez ou contratado mesmo já possuindo outros.

Refinanciamento de Empréstimo Consignado INSS

O Refinanciamento é quando utilizado um contrato em andamento ao qual fá foram pagas algumas parcelas e retornando este contrato ao início o cliente fica com a diferença.

O empréstimo consignado INSS utiliza a tabela PRICE de amortização, ou seja, a cada parcela paga, o saldo devedor vai sendo amortizado, por exemplo:

Valor do Empréstimo: R$ 1.000,00
Prazo do Empréstimo: 60 Meses
Parcelas Pagas: 10
Valor de Parcela: R$ 31,27

Considerando as parcelas pagas que no exemplo acima são 10 (dez) o saldo devedor deste contrato atual é de R$ 750,00, ao refinanciar o contrato é refeito o empréstimo no valor de R$ 1.000,00, considerando a mesma parcela de R$ 31,27, liberando uma diferença R$ 250,00 para o cliente.

A grande vantagem no caso do Refinanciamento é que ao refinanciar seu empréstimo consignado INSS, não se contrai uma nova parcela, mantendo seu comprometimento de renda como estava antes.

Muitas pessoas já comprometeram seu limite de empréstimo e por isso optam pelo refinanciamento, está é outra vantagem do Refinanciamento.

Portabilidade de Empréstimo Consignado INSS

A portabilidade de empréstimo consignado INSS é quando se transfere sua dívida para outra instituição financeira, contudo este contrato só pode ser transferido com as mesmas condições originais, ou seja, valor de parcela e saldo devedor permanecerão o mesmo.

Compra de Dívida

Atualmente a compra de dívida de empréstimo consignado INSS só ocorre quando seu contrato ser de origem de Financeiras, seguradoras e etc, pois tais instituições não participam do CMN (Conselho Monetário Nacional), neste caso a portabilidade não pode ser realizada pois precisa haver comunicação entre as instituições.

Margem Consignável

A margem consignável é o limite que se pode utilizar da renda para empréstimo consignado INSS, atualmente a margem consignável está limitada:

  • 30% para Empréstimos
  • 10% para Cartões de Crédito

Politica de Crédito

As instituições financeiras geralmente operam com clientes entre 21 a 81 anos de idade, e que estejam aptos economicamente a contratar empréstimos, pessoas com deficiência intelectual ou incapazes de tomar decisões por si próprias ou as chamadas “Especiais” que são aquelas que atentam contra seu próprio patrimônio, não pode contratar.

 

 

O que é ordem de pagamento?

Ordem de pagamento é uma forma de crédito que permite ao cliente ao invés de receber através de uma conta bancária ou cheque, receber seu crédito na boca do caixa em espécie.

Motivos

A ordem de pagamento é o ultimo recurso utilizado pelo banco ou instituição financeira para efetuar o crédito referente a empréstimo consignado, além de ser muito perigoso atualmente sacar dinheiro em agencias, só é feito a ordem de pagamento em casos onde o cliente não possuí uma conta bancária.

Funcionamento da Ordem de Pagamento

O banco informa ao cliente algumas opções de Bancos para saque conforme sua disponibilidade, ao acordar o banco é verificado a agencia mais próxima da residencia do cliente.

O banco faz o crédito na conta da agencia escolhida, informando a origem que no caso é os dados pessoais do cliente como:

  • Nome Completo
  • RG
  • CPF
  • Filiação
  • Número de Contrato

A agencia que recebe o crédito faz a conciliação bancária e deixa disponível por até 7(sete) dias o valor a favor do cliente.

Prazo para saque da Ordem de Pagamento

O prazo para saque da ordem de pagamento após é de 48 horas, geralmente isso ocorre devido ao prazo de compensação bancário.

Existe rotinas e atualizações junto ao banco de dados do Banco e agencia que recebe o crédito, bem como o prazo de conciliação, estes prazos são muito importante para que todo o sistema esteja alimentado com as informações corretas do cliente para que possa sacar a ordem de pagamento tranquilamente.

Documentos necessários para Saque

Os documentos necessários para sacar a ordem de pagamento podem varia de banco pra banco e agencia para agencia, contudo aconselhamos que leve todos os documentos listados abaixo para evitar perder viagem, segue os documentos:

  • RG (Original)
  • CPF (Original)
  • Contrato Assinado

Recomendações Importantes

Em se tratar de ordem de pagamento onde o valor é sacado na boca do caixa, nunca é demais recomendar cuidados, vale lembrar que geralmente os valores sacados são provenientes a empréstimos consignados ou seja, os valores geralmente são superiores a R$ 1.000,00  e na grande maioria das vezes o cliente tem perfil de mais idade pois tal tipo de pagamento está associado ao convenio de empréstimo consignado INSS, por isso recomendamos:

  • Nunca vá sozinho
  • Escolha sempre a agencia onde você recebe
  • Evite falar o motivo que o leva a agencia bancária
  • Leve algumas contas e as pague na agencia
  • Peça para o caixa entregar discretamente o dinheiro
  • Haja normalmente dentro da agencia
  • Vá direto para casa

O INSS através de uma instrução normativa de nº 28 de 16 de Maio de 2008 através do artigo 23 regulamentou para seus segurados a ordem de pagamento como forma válida para receber seus créditos provenientes a empréstimos.

Cuidados nunca são demais, mas se  tiver uma conta mesmo que poupança opte por receber seus crédito através dela, a ordem de pagamento deve ser a ultima alternativa para você receber seus créditos.

 

Sem Margem para Empréstimo Consignado?

Se você está sem margem para empréstimo consignado e mesmo assim necessita contratar, não entre em pânico. Mesmo sem margem você pode contratar seu empréstimo consignado sem problemas, contudo as opções são:

  • Refinanciamento de Empréstimo Consignado
  • Portabilidade de Empréstimo Consignado
  • Compra de dívida de Empréstimo consignado

Ter ou não margem não são fatores indispensáveis para que você possa conseguir um empréstimo, basta ter um contrato em andamento com mais de 10% pago que poderá negociar seu saldo em um refinanciamento, portabilidade ou até mesmo compra de dívida.

Entendendo sua Margem consignável

A Margem consignável é o limite que lhe atribuído para contratar empréstimos, geralmente estes limites não ultrapassam 30% da sua renda, ou seja, se você recebe R$ 1.000,00 pode contratar um empréstimo que sua parcela não ultrapasse R$ 300,00.

Alguns convênios estabelecem alguns critérios diferenciados além da margem consignável aos quais iremos destacar:

  • Empréstimo Consignado INSS

Pode ter até 6 contratos ou 30% de comprometimento de renda para empréstimos e 10% de comprometimento de renda para cartões.

  • Empréstimo Consignado Federal

Pode ter até 6 empréstimos por Banco e 30% de comprometimento de renda.

  • Empréstimo Consignado Municipal

Pode ter até 3 empréstimos e 30% de comprometimento de renda.

  • Empréstimo Consignado Estadual

Pode ter até 6 empréstimo e 30% de comprometimento de renda.

Como pode constatar além da margem é necessário atender os critérios de acordo com seu convênio.

Sem Margem x Refinanciamento

No caso de refinanciamento não existe a necessidade de margem uma vez que será utilizado a parcela que você já paga, basta ter pago no mínimo 10% de seu contrato ou seja se fez seu empréstimo em 60 vezes basta pagar 6 parcelas que já pode refinanciar.

Sem Margem x Portabilidade

Na portabilidade também mesmo sem margem você pode contratar, contudo, é necessário ter pago no mínimo 30% de seu contrato para poder realizar a portabilidade, devido a portabilidade ter características diferentes quando portado com menos de 30% de parcelas pagas o saldo a receber por parte do cliente é muito baixa.

 

Crédito Consciente

É muito importante entender que não é porque você pode fazer um empréstimo consignado mesmo sem margem através de um refinanciamento ou portabilidade que você deva fazer, só faça um empréstimo caso realmente necessite, use seu crédito de forma consciente. A Febraban tem procurado orientar os consumidores a ter um comportamento mais consciente, um exemplo disso é o portal meubolsoemdia.com.br, é um site muito interessante e vale a pena dar uma olhada.

 

 

Empréstimo Consignado com Restrição

O Empréstimo consignado com restrição no nome é possível sim, apesar de ser uma dúvida bem comum o empréstimo consignado tem como um grande diferencial a possibilidade do cliente mesmo possuindo restrições junto ao SPC e Serasa não influenciar em nada na contratação de um empréstimo consignado.

Pago mais caro quanto faço um empréstimo consignado com restrição?

No empréstimo consignado não existe este tipo de separação, mesmo porque as instituições financeiras não consultam restrições, a não ser que seja uma restrição justamente no Banco aonde você está contratando seu empréstimo consignado, portanto, você não paga mais caro quando faz um empréstimo consignado com restrição no nome.

Que tipo de analise é feita?

Mesmo não fazendo consulta junto aos órgãos de proteção ou permitindo que você faça empréstimo consignado com restrição no nome, não significa que o banco não analisa nada, é um erro pensar assim, a segurança neste setor é um fator primordial, por isso o banco geralmente analisa os seguintes critérios:

  • Confirmação de dados com o cliente
  • Margem consignável
  • Telefone procedente
  • Dados cadastrais atualizados
  • Assinatura em Contrato
  • Documentação Legível e sem rasuras
  • Dados Bancários
  • Endereço
  • Telefones de referencia

As confirmações e analise realizadas em seu empréstimo consignado são realizadas para garantir a você maior segurança na contratação.

Posso utilizar meu empréstimo consignado para regularizar meu nome?

A utilização do crédito é livre ou seja você pode fazer o que desejar com o valor recebido através de seu empréstimo, inclusive regularizar seu nome, apesar ter contratar um empréstimo consignado com restrição no nome isto não lhe obriga a pagar suas dívidas, o recomendado é que o faça, mas se não for essencial para você neste momento, ou caso você tenha outras prioridades, faça conforme suas prioridades.

Regulamentação

Caso tenha alguma dúvida relacionada a este assunto, pode se expressar em nosso site ou comentando este artigo, teremos um imenso prazer em lhe responder todas as suas dúvidas, mas se desejar ler na integra a lei que regulamenta o empréstimo consignado, por favor acesse a lei 10.820 clicando aqui.

 

Procurador pode fazer Consignado?

Infelizmente quem é procurador não pode fazer empréstimo consignado! Mas calma, vamos explicar melhor este assunto, mesmo porque “não”, não é resposta.

Entendendo porque existe um procurador

Procurador é aquele que representa alguém, ou seja, toma decisões, movimenta contas bancárias, decide assuntos pessoas. Através de uma procuração lavrada em cartório as condições desta representação são definidas de forma bastante clara e objetiva conforme o código civil brasileiro no artigo 654.

Só existe procurador em situações especiais as quais vamos destacar algumas:

  • Incapacidade Intelectual
  • Incapacidade Motora
  • Idade Avançada
  • Comodidade

Portanto só existe um procurador para que terceiros possam tomar decisões por motivos de força maior, por exemplo, imagine uma pessoa que tenha sofrido um acidente ao qual o impossibilitou de se locomover, neste caso, um procurador poderá auxilia-lo o representando em bancos, órgãos públicos e etc, possibilitando que mesmo impossibilitado tem alguém cuidando de seus direitos e deveres.

Se minha procuração é válida porque não posso contratar empréstimo consignado?

O empréstimo consignado tem regras específicas por parte do convênio e por parte do Banco, a politica de crédito é determinado pelo banco, e apesar da procuração lhe dar poder para contratar, muitas instituições financeiras optam por não aceitar procuradores, alguns motivos são:

  • Incapacidade do cliente
  • Dolo Familiar
  • Contratação não consensual
  • Brecha Legal
  • Risco da Operação

Incapacidade do cliente

Muitas vezes o que leva o cliente a ter um procurador é a incapacidade por motivos motores ou intelectuais aos quais o levaram a ter uma pessoa que a represente, nestes casos o segurado não possuí condições de decidir sobre o certo e errado, se é necessário ou não fazer um empréstimo consignado, por mais que seja necessário o cliente não pode decidir.

Dolo Familiar

Quando existe a figura de um procurador existe uma questão familiar, ou seja, o procurador geralmente é alguém de grau de parentesco mais próximo, isto não significa que em um futuro próximo essa procuração que tem prazo de validade não mude, e seu novo procurador conteste as condições do empréstimo alegando que o cliente foi enganado ou até mesmo roubado, por esse motivo o risco aumenta em muito.

Contratação não consensual

Mesmo o procurador tomando a frente da negociação o cliente deve estar plenamente ciente do que se passa, e muitas vezes não é o que acontece, abrindo a chance de contestação referente ao empréstimo.

Brecha Legal

Legalmente só pode contratar um empréstimo quando o cliente possuí ciência dos fatos, que esteja apto intelectualmente para entender as condições de um empréstimo sendo ou não representado por alguém.

Risco da Operação

Todos os fatores acima citados elevam em muito o risco para o banco em liberar crédito através de procuração, o que leva a muitas instituições financeiras a optarem a não liberar para procurador.

 

Empréstimo Consignado Negado? Saiba Porque

O empréstimo consignado pela facilidade e por não haver a necessidade de ter nome limpo, muitas vezes passa a impressão que não é realizada nenhuma consulta ou analise seja ela feita pelo banco ou até mesmo pela instituição ou empresa a qual o convenio de empréstimo consignado foi estabelecido. Infelizmente muitas vezes ao se deparar com seu empréstimo consignado negado o cliente questiona o Banco ou instituição financeira o motivo, e recebe como informação “Infelizmente seu empréstimo não passou pelo critérios do Banco ou convênio.”

Alguns fatores pode levar ao seu empréstimo consignado negado, mas como cada convenio tem uma politica de crédito diferente e muitas vezes condições especiais iremos detalhar os fatore conforme os convênios abaixo:

  • Instituto de Seguridade Social
  • Governo Federal
  • Governo do Estado de São Paulo
  • Prefeitura Municipal de São Paulo

Instituto de Seguridade Social – Consignado INSS

Iremos destacar os principais motivos que levam o empréstimo consignado negado no INSS ou na Instituição Financeira:

  • Dados Cadastrais
  • Margem consignada
  • Bloqueio para empréstimo
  • Dados Bancários
  • Tipo de Benefício
  • Inconsistência
  • Documentação Irregular

Dados Cadastrais

Alguns dados cadastrais pode atrapalhar sua concessão de empréstimo, e é muito comum nomes com grafia errada, CPF do conjugue falecido, entre outros, para não ter seu empréstimo consignado negado recomendamos que sempre que possível atualize seus dados junto ao INSS, inclusive números de telefone.

Margem consignada

A margem consignável está estabelecida da seguinte forma, 30% para empréstimos e 10% para cartões de crédito, para conferir se sua margem está dentro da regra basta calcular da seguinte forma:

Mensalidade Reajustada – Débitos Fixos (IRPF, Contribuição Sindical, Pensão) x 30% – empréstimos consignados

A prioridade do INSS é Saúde e Família, por este motivo se ocorrer débitos desta natureza sua margem poderá ser comprometida, um exemplo comum é a pensão alimentícia. Se teve seu empréstimo consignado negado e foi por margem mas tem dificuldade de calcular, solicite que seu agente de crédito lhe explique detalhadamente, ou acesse o nosso fale conosco que teremos um imenso prazer em lhe ajudar.

Bloqueio para empréstimo

Muitos segurados ao receber sua pensão ou aposentadoria e por medida de cautela e segurança solicitam um bloqueio em seus benefícios para empréstimos, e posteriormente se esquecem deste fato, caso desejem contratar um empréstimo é bastante simples, basta solicitar o desbloqueio do seu benefício.

Dados Bancários

De acordo com a instrução normativa  INSS/Pres nº 28 de 16 de Maio de 2008, é possível realizar a troca de banco para recebimento de seu beneficio, contudo, o INSS leva até 60 dias para atualizar seus dados bancários o que acaba impossibilitando o empréstimo consignado neste período uma vez que deve ser informado para efeito de pagamento do empréstimo a conta onde se recebe seu benefício. Esta postura do INSS tem com prioridade a sua segurança, devido a fatos relacionados e terceiros a quadrilhas que mudavam a conta de recebimento do segurado para realizar empréstimos e saques a revelia, o INSS resolveu bloquear o benefício para empréstimo durante 60 dias.

Tipo de Benefício

Nem todos os beneficiários do INSS podem realizar empréstimo consignado, os benefícios de caráter social,  e temporário não podem fazer empréstimo consignado, os de caráter social devido a concessão ser realizada para exclusivamente a manutenção do segurando, e benefícios temporários são concedidos a segurados, ou seja, toda pessoa que contribui ao INSS é um segurado, já quem recebe uma pensão ou Aposentadoria é um beneficiário. Caso deseje maiores informações em nossa pagina de empréstimo consignado INSS, detalhamos todos os benefícios consignáveis e os não consignáveis, para acessar basta clicar aqui.

Inconsistência

Apesar de não realizar consulta junto a órgão de proteção ao crédito as instituições financeiras adotaram como medida de segurança a confirmação de dados, e muitas vezes o beneficiário não confirma por medo, ou por insegurança ou até mesmo porque não gosta de falar ao telefone, a instituição financeira por sua vez, entende que não confirmado, valor emprestado, plano de financiamento, prazo e alguns dados pessoais, terá seu empréstimo consignado negado.

Documentação Irregular

Por mais incrível que pareça, muita vezes se deparamos com beneficiários sem documentos como RG ou CNH, e quando possui CNH ela está vencida, entendendo que se tratando de um empréstimo e deve ser celebrado em contrato a única forma de comparar a assinatura do contrato é um documento com foto válido em todo território nacional, recentemente o INSS adotou uma medida de segurança abolindo a carteira de trabalho como documento aceitável para comprovação. Por isso recomendamos que sempre ao realizar um empréstimo consignado tenha seus documentos válidos e atuais.

Governo Federal

Os servidores federais podem ter seu empréstimo consignado negado por alguns motivos, vamos destacar os principais:

  • Margem Excedida
  • Margem Negativa
  • Convenio Inoperante

Margem Excedida

Muitos servidores federais ao receber seu contra-cheque de deparam com a informação de margem dos 30%, essa informação remete ao período ao qual foi apurado e por se tratar de um recebimento o período apurado sempre será do mês anterior, o que no ato da contratação pode estar diferente, alguns fatos como férias, faltas ou débitos de empresas conveniadas podem reduzir a margem consignada, por isso mesmo tendo o contra-cheque em mãos acusando margem é necessário consultar novamente através do portal consig  a margem atual.

Margem Negativa

Infelizmente a margem pode sim estar negativa, por motivos conforme mencionados acima, ou até mesmo, por mudança de função com remuneração menor, o que impossibilita até mesmo de fazer um refinanciamento ou portabilidade.

Convenio Inoperante

Os servidores federais estão alocados em órgãos, institutos, secretarias entre outras, com controle sobre a folha de forma independente, ou seja, se por exemplo um órgão tiver algum problema relacionado ao repasse das parcelas de empréstimo para o Banco, a instituição poderá suspender aos operações de empréstimo para aquele determinado órgão. neste caso fatalmente terá seu empréstimo consignado negado.

Governo do Estado de São Paulo

O empréstimo consignado do estado de São Paulo é um produto que recentemente foi implantado junto ao Banco BMG ao qual representamos, mas o que temos notado como principal motivo para ter seu empréstimo consignado negado é falta de margem e exercer uma função ou pertencer a uma categoria não atendida pelo Banco, atualmente o Banco BMG trabalha com os seguintes servidores estaduais:

  • Servidores públicos militares ativos.
  • SPPREV – (Servidores públicos, civis e militares, inativos, reformados e pensionistas da administração direta e autárquica)
  • SEFAZ – (Servidores públicos civis ativos, inativos e pensionistas da administração direta e autárquica).

Prefeitura Municipal de São Paulo

Se você é servidor municipal e teve seu empréstimo consignado negado, atente aos seguintes fatores:

  • Margem consignável excedida
  • Regime de Contratação
  • Convênio

Margem consignável excedida

Para não ter seu empréstimo consignado negado é importante antes de tudo conferir a margem atual, fatores como férias e faltas podem interferir em sua margem, solicite ao seu agente que antes de tudo confirme no e-consig a margem atual.

Regime de Contratação

Muitos servidores da prefeitura de São Paulo estão em regime de contratação não atendida pelas instituições financeiras, como por exemplo o regime CLT, Cargo de confiança,Contratados e temporários. Estão aptos a contratar empréstimo consignado os seguintes servidores:

  • Servidores Municipais da Ativa
  • Servidores Municipais Aposentados
  • Servidores Municipais Pensionistas
  • Beneficiários do IPREM

Meu empréstimo consignado negado e está tudo certo

Conferiu todas as possibilidade e continua tendo seu empréstimo consignado negado ? Nestes casos pode ser alguma restrição interna no Banco aonde você está tentando contratar seu empréstimo, é comum quando o cliente tem algum financiamento ou empréstimo ao qual não foi pago criar uma restrição interna para futuras contratações, e em alguns casos até mesmo processos judiciais podem acarretar em restrição interna, neste caso, a unica saída e solicitar seu empréstimo em outro banco para que não tenha um empréstimo consignado negado.

 

Idade Máxima para Contratar Empréstimo Consignado

Muitas instituições financeiras adotam uma política de crédito limitando a idade máxima para contratar empréstimo consignado, essa medida é adotada baseada em questões de risco operacional, muitos clientes se sentem desconfortáveis em relação ao limite de idade, contudo vamos entender os motivos primeiro.

Idade Máxima para Contratar Empréstimo Consignado

A idade máxima para contratar empréstimo consignado é de até 80 anos e 11 meses, contudo, nesta idade existem algumas restrições em relação ao prazo e valores liberados, após 79 anos e 11 meses terá algumas restrições. Geralmente o prazo máximo que se pode financiar após os 79 anos pode mudar de acordo com a política de crédito adotada na época, atualmente a regra é exemplificada conforme abaixo

  • 79 anos e 11 Meses – Pode Financiar em até 72 parcelas – valor máximo de R$ 80.000,00
  • 80 anos e 11 Meses – Pode Financiar em até 36 parcelas – valor máximo de R$ 30.000,00

Mas o que diz a lei

A lei que regula o empréstimo consignado é a lei 10.820, contudo não existe nenhuma observação sobre a idade máxima ou mínima, contudo a política de crédito adotada é de responsabilidade da instituição financeira para garantir a manutenção da taxa de juros, mantendo a operação de empréstimo consignado sadia, um exemplo pratico disso é que quanto mais seguro é o empréstimo consignado, mais barato ele fica, modalidades de crédito como empréstimo pessoal, tem sua taxa de juros elevada devido ao risco da operação ser maior.

Outro critério que condiciona a idade máxima para contratar empréstimo consignado é a legislação vigente que determina que após os 70 anos o cidadão se torna inimputável.

 

Margem de Empréstimo Consignado INSS

Aprenda em apenas 5 minutos a fazer o calculo de Margem de Empréstimo consignado assista o vídeo e leia o artigo

Para calcular sua margem de empréstimo consignado INSS é muito simples, mas fique tranquilo, você não está sozinho nesta dúvida, muitas pessoas buscam entender como calcular sua margem de empréstimo consignado.

  • O primeiro passo é entender como buscar a informação, e no caso do INSS a informação é pública.
  • O segundo passo é compreender seu detalhamento de crédito, e compreender sua competência.
  • O terceiro passo é estar atualizado em relação a política de margem vigente.

Mãos a Obra – Calculando a Margem de Empréstimo Consignado INSS

Para acessar seu detalhamento de crédito basta acessar o site do Dataprev, mas para facilitar pode clicar aqui! vai visualizar um detalhamento parecido com a figura abaixo:

A primeira informação que deve ser analisada é a “Competência”, nela terá o período ao qual foi gerado a informação, isto é importante porque no caso do INSS temos uma defasagem de quase 30 dias, ou seja, caso tenha realizado algum empréstimo após o fechamento da folha que geralmente ocorre entre a segunda ou terceira semana do mês, pode não conseguir visualizar a parcela contratada e calcular errado, por isso recomendamos que se for seu caso, calcule considerando a parcela, mesmo que ela não esteja aparecendo em seu detalhamento.

Algumas modalidades de empréstimo quando associadas ao seu benefício podem não estar aparecendo em seu detalhamento, mas o fato de terem sido informadas ao INSS deverão ser calculadas, chamamos de “Parcela Oculta”, geralmente empréstimos em caixa eletrônicos ou em bancos como Itaú e Bradesco, estes tipos de empréstimos podem interferir em sua margem de empréstimo consignado.

Calculando sua Margem de Empréstimo Consignado

A equação utilizada para calcular sua margem é bem simples, abaixo estaremos apresentando:

Margem = ((Mensalidade Reajustada) + (créditos a serem somados) – (Débitos Fixos)) * 30% = Margem bruta

Margem = (Margem bruta) – (Empréstimos Consignados)

Complicou? Vamos explicar melhor:

Mensalidade reajustada é o valor que você recebe de seu benefício, no exemplo acima seria o valor de R$ 884,88 e apesar do detalhamento apresentar um adicional (Arredondamento) de R$ 0,38 não se soma este adicional a sua renda.

Existem casos aonde existem crédito de Complemento Acompanhante, nestes casos é somado a Mensalidade Reajustada.

Não confunda “Consignação” com “Consig. Emprest.”, consignação é  um débito que ocorre geralmente quando é pago algo a mais e o INSS desconta de seu benefício. Para lhe auxiliar abaixo estaremos destacando o que pode considerar como débito fixo e o que pode considerar como crédito a ser somado a sua renda.

Crédito a serem Debitados

  • I.R. ret. Fonte
  • Deb. pens. alim.
  • Consignacao
  • I.R. no exterior
  • Debito dif. I.R.
  • Desconto INSS
  • Contrib. COBAP
  • Contrib. CONTAG
  • Contrib. STFERJ
  • Contrib. ASTRE
  • Contrib. FORCA SIND
  • Contrib. CUT
  • Contrib. UNIDAS
  • Contrib. CGT
  • Contrib. SINDAPB
  • Contrib. ASBAPI

Crédito a serem Somados

  • Mens. Reajustada
  • Compl. da M.R.
  • Salario familia
  • Grat. ex-Comb.
  • RFFSA nao trib.
  • Compl. acompan.
  • Outras Vantagens
  • Plansfer RFFSA
  • Dupla Atividade
  • Grat.Produt. ECT
  • Adic. Talidomida

Passando a Limpo

Complicou? para lhe ajudar criamos um simulador para lhe ajudar a calcular sua margem consignável, e agora que você já sabe como inserir os dados basta preencher os formulário corretamente e terá sua margem de Empréstimo Consignado calculada.

Alternativas

Calculo sua margem de empréstimo consignado e o valor ficou abaixo do mínimo permitido? Não se preocupe nosso consultores estão preparados para encontrar uma alternativa para você basta solicitar uma analise de Crédito.

Caso você não tenha margem para empréstimo consignado podemos analisar outras alternativas como por exemplo o Refinanciamento ou Portabilidade

Outra solução é utilizar os 5% de reserva de margem para cartão de crédito, e isso agora é possível, conforme a nova regra, agora você pode utilizar 30% para empréstimos e 5% para cartão de crédito, apesar de não ser um empréstimo, o Banco BMG disponibiliza para você um valor de saque emergencial, como o limite de cartão pode chegar até duas vezes o valor da sua renda, muitas vezes o saque mesmo que sendo 30% do seu limite muitas vezes pode ajudar muito.

Outro fator muito importante é que você pode utilizar seu limite do cartão de crédito para pagar contas e no caso do Banco BMG quanto mais você utiliza seu cartão de crédito mais você tem Vantagens, milhas e ainda pode trocar por produtos.

Quantos Empréstimos Consignados Posso Fazer?

Muitos de nossos clientes se esbarram com esta mesma questão, “Quantos empréstimos consignados posso fazer?”, apesar da margem consignável esta é outra questão a que se deve considerar, como esta pergunta varia de convênio para convênio, vamos explicar os principais:

  • Empréstimo Consignado INSS
  • Consignado Federal
  • Consignado Municipal
  • Consignado Estadual

Caso seu convênio for diferente ao informado acima, comente este artigo ou entre contato conosco, estaremos adicionando sua resposta.

Quantos Empréstimos Consignados pode Fazer – Consignado INSS

Este convênio destina-se a aposentados e pensionistas do INSS e seu limite de empréstimos consignados é de até 6 (seis) por benefício, a regra diz que o que vir primeiro, ou 30% de comprometimento de renda ou 6 (seis) contratos de empréstimos consignados. Por isso saber quantos empréstimos consignados você já possuí é muito importante.
Existe uma instrução normativa que regulamenta o empréstimo consignado INSS, caso deseje verificar na íntegra, pode clicar aqui, e ter acesso.

Quantos Empréstimos Consignados pode Fazer – Consignado Federal

Este convênio destina-se a servidores federais da ativa ou aposentados, e seus servidores podem ter quantos contratos quiser, não existe uma quantidade máximas de contrato para este convênio.

Quantos Empréstimos Consignados pode Fazer – Consignado Municipal

Este convênio destina-se a servidores públicos da prefeitura de São Paulo, pode ter até 3 (três) contratos.

Quantos Empréstimos Consignados pode Fazer – Consignado Estadual SP

Este convênio destina-se a servidores públicos do Estado de São Paulo,  e seus servidores não tem um limite de contratos máximos permitidos.

Já estourei minha quantidade máxima de Contratos

Caso já tenha contratado sua quantidade máxima de contratos de empréstimo consignado você ainda tem opções de crédito, produtos como refinanciamento ou portabilidade são opções para você, devido a não precisar adicionar mais uma parcela, a única exigência é a quantidade de parcelas pagas que não podem ser inferior a 10% do prazo de seu empréstimo.

Vantagens e Desvantagens

Ter vários contratos não é um problema dentro de um contexto de saúde financeira desde que tenham sido realizados por questões de necessidade, nem uma desvantagem ter 3 (três) ou 1 (um) contrato, apesar de você ter um limite de margem que pode comprometer da sua renda que geralmente está em torno de 30% isso não significa que deva comprometer os 30%, muito pelo contrário, a reflexão sobre se os 30% é muito ou ideal é sempre sua, muitas pessoas apesar de ter a possibilidade de comprometer os 30% optam por comprometer apenas 20% por entender que os 30% poderia desencadear um descontrole com os demais compromissos financeiros, ou não, portanto, o primeiro passo é fazer essa reflexão e poder decidir de forma mais consciência em optar ao fazer um novo empréstimo ou refinanciar um contrato.

 

Juros no Empréstimo Consignado INSS – Descubra Qual

O juros no Empréstimo consignado INSS pode variar de instituição pra instituição financeira, atualmente o Banco BMG tem juros a partir de 1,9% a.m podendo chegar até 2,4% a.m, dependendo do prazo de seu empréstimo consignado a taxa e juros pode variar.

Como identificar qual o juros no empréstimo consignado INSS

É muito importante comparar taxas para poder tomar a melhor decisão na hora de contratar seu empréstimo consignado INSS, apesar de atualmente a diferença de instituição por instituição seja pequena, ela existe e neste artigo gostaríamos de lhe ajudar a calcular sozinho, mas para isso existem algumas formas para realizar este cálculo, poderíamos lhe explicar uma fórmula matemática ou até mesmo como utilizar uma HP12C para isso, mas acreditamos que necessite desta informação bem rapidamente e para isso existe um simulador de taxa de juros que foi desenvolvido pelo Banco Central que poderá lhe ajudar com apenas algumas informações a ter a resposta a sua pergunta, caso deseje simular basta clicar aqui.

Ao acessar o simulador informe valor financiado, prazo e valor de parcela, e clique em calcular e pronto, terá sua taxa de juros.

Taxa de Juros x Politica de Crédito

Muita atenção na hora de escolher o banco pelo juros no empréstimo consignado, se atende na instituição como um todo, muitas vezes a taxa de juros é bem similar, e por diferença minima, você acaba optando pelo Banco errado, lembre-se que os prazos de empréstimo consignado INSS podem chegar até 72 meses, ou seja, terá um relacionamento com o Banco durante este período, seja para obter informações ou para até mesmo quitar seu empréstimo, por isso escolha bancos que consiga ter acessibilidade, ou seja, que tenham alguma expressão nacional e que possam lhe atender próximo de você, imagine você tendo que se deslocar mais de 3oo km para fazer uma quitação ou resolver um problema, ou tentando refinanciar seu empréstimo e a politica de crédito do banco não possuí essa modalidade, ai a expressão “O barato sai caro”, se aplicará totalmente a você, por isso se a diferença for pequena opte pela acessibilidade.

 

 

 

Prazo na liberação de empréstimo consignado INSS?

Um dos convênios onde o prazo na liberação de empréstimo consignado é maior, devido a sua extrutura e seu grande volume de solicitações, podendo levar até 5(cinco) dias uteis para a liberação.

Para explicar melhor vamos primeiro entender como funciona passo a passo:

  • Transmissão de dados
  • Conferencia
  • Averbação
  • Desaverbação
  • confirmação

Tramissão de dados

Toda proposta de empréstimo consignado INSS é transmitida via sistema para o Dataprev, esta transmissão pode ocorrêr um vez por dia ou várias vezes por dia dependendo da extrutura do Banco ou instituição financeira que estiver solicitando seu empréstimo, contudo a conferencia destes dados é realizada por ordem de chegada, ou seja, não importa quem transmita, vai ficar numa chamada “fila de espera”, onde será analisada uma a uma pelos funcionários da Dataprev.

Conferencia

Ao ser recepcionada a proposta passa por um processo de conferencia, neste processo são analisados todos os crétérios estabelecidos pelo INSS através da portaria de Nº 28, devendo atender a todos o requistos estabelecidos nela.

Margem consignável também é um fator analisado nesta fase, ou seja, o beneficiário deve ter contratar um valor de parcela compatível a sua margem.

Dados bancários é outro fator analisado, e pela regra só pode ser depositado o crédito na mesma conta aonde o cliente recebe seu benefício, salvo quando o cliente recebe através de “Cartão Magnético” que é nos casos onde o cliente não possuí uma conta e através de um convênio firmado entre o INSS e alguns Bancos, o cliente recebe um cartão de saque, aonde ele só pode sacar seu benefício, nestes casos pode ser informado uma outra conta, ou o banco indicar uma agencia para saque do valor emprestado.

Os dados pessoais também são confrontados, não podendo haver erros de grafia ou dados de documentos.

Averbação

Feita a conferencia é realizada o que chamamos de averbação, a averbação nada mais é que a reserva do valor da parcela a favor do banco e a programação do débito para o mês seguinte na folha de pagamento do beneficiário do INSS.

Este processo apesar de rápido exige cuidados, é nele onde são estabelecidos, prazo, número de contrato e programação de débito, e é totalmente dependente de sistema, ou seja, não é em qualquer momento que se pode fazer este procedimento, em casos onde o INSS está transmitindo dados para a rede bancária este processo para, e só é retomado quando a transmissão acaba, é o chamado período de corte, isto ocorrê uma vez por mês e geralmente entre a segunda ou terceira semana do mês, podendo durar até 5(cinco) dias.

Desaverbação

Este processo ocorrê em casos de portabilidade e de refinanciamento, onde o contrato anterior é baixado ou liquidado e substituido por outro, costuma atrazar em 1(dia) em relação ao processo normal, mas é extremamente comum atualmente este tipo de procedimento dentro do INSS devido ao grande número de benefíciários que não possuem mais margem para um empréstimo novo, ou em casos onde não se deseja pagar mais uma parcela, por isso, vale a pena esperar.

Confirmação

A confirmação é a parte onde o banco devolve o arquivo enviado pelo banco, com a aprovação ou a negativa com suas justificativas, nesta fase internamente no Banco já se tem todo o processo resolvido e quando a confirmação é positiva o pagamento em conta é praticamente automático, é a parte mais rápida do processo.

Prazo na liberação de empréstimo consignado x  Vantagens

Apesar de parecer demorado, todo o processo visa a segurança do cliente, os cuidados tomados tanto pelo banco quanto pelo INSS vem sendo aprimorados ano a ano, e isto tem ajudado muito a manter o produto sadio e disponível a todos como é atualmente, por isso, não se aborreça e a boa noticia é que ano a ano o prazo na liberação de empréstimo consignado INSS vem melhorando.

 

Refinanciar Empréstimo Consignado – Quando?

Se deseja refinanciar empréstimo consignado mas ainda tem dúvidas qual o melhor momento de fazer isso, então recomendo que leia atentamente este artigo, mas não se sinta sózinho nesta questão, ela é bem comum.

Nós do portal consignados acreditamos que o melhor produto de empréstimo consignado atualmente é o Refinanciamento, por isso, parabéns pela sua preferencia, mas é bom tomar alguns cuidados como de costume. O refinanciamento é muito indicado para pessoas que possuem ou um comprometimento alto e não deseja pagar mais uma parcela ou que já tem toda sua margem utilizada em empréstimos.

O momento certo de você refinanciar seu empréstimo consignado não existe, tendo mais de 10% de seu contrato pago você já pode refinanciar mas os valores liberados serão sempre proporcionais o quanto você já pagou de seu empréstimo atual, por isso é muito importante você entender antes de tudo como funciona a amortização de seu empréstimo consignado em andamento, e para isso vamos lhe ajudar.

Refinanciar empréstimo consignado – Faça uma projeção

Lembre-se o valor liberado no refinanciamento é sempre a diferença entre o valor do seu contrato – saldo devedor, para exemplificar melhor criamos um simulador, e nele parametrizamos um valor de contrato de R$ 1.000,00 com taxa de juros anual de 29% em um prazo de 5 anos, basta pegar os mesmos R$1.000,00 e analisar em que momento seria mais interessante refinanciar seu contrato subtraindo o campo “saldo“. Caso tenha interesse pode mudar os valores conforme sua realidade, ou até mesmo pedir nossa ajuda.


Lembrando que para simular um refinanciamento BMG você precisa solicitar uma pesquisa para nossa equipe, a projeção acima é apenas referência, e para solicitar uma pesquisa de refinanciamento basta clicar aqui.

Recomendações sobre Refinanciar Empréstimo Consignado

Nunca faça um empréstimo ou refinanciamento sem necessidade, apesar de estar sempre a sua disposição, o empréstimo consignado só deve ser utilizado quando tiver real necessidade, evite fazer em momentos onde não está realmente precisando, pois como pode observar em nosso simulador, quanto mais pagar, mais crédito terá.

Recomendamos que antes de refinanciar empréstimo consignado leia o manual do crédito consciente, ele é gratuito e está disponivel através do site da febraban, mas se deseja baixar a cartilha agora basta clicar aqui.

 

Quando Acaba meu empréstimo consignado?

Por ter suas parcelas em desconto em folha muitas pessoas perdem o controle de quantas parcelas já foram pagas e quando acaba seu empréstimo consignado, mas isso é mais comum do que você pode imaginar, contudo, neste artigo iremos lhe ajudar a como encontrar esta informação de forma bem simples e rápida.

Uma forma de obter esta informação é entrando em contato com o banco aonde você tem seu empréstimo consignado, mas muitas vezes isso pode se transformar em um pesadelo, horas e horas ligando e esperando ser atendido e depois sendo transferido pra outro atendente até a ligação cair. Desta forma fica bem complicado descobrir quando acaba seu empréstimo consignado não é verdade, mas existem alternativas.

Não se esqueça que se trata de um empréstimo consignado, ou seja, ou sua empresa, órgão, prefeitura e etc, é quem administra os pagamentos para o banco, independente se você é um servidor público ou um aposentado existe um “RH” que cuida dos lançamentos em seu pagamento, por isso, entenda que eles lhe devem prestar toda e qualquer informação relacionada ao seu pagamento.

Como em muitos órgãos o desconto em folha vem indentificando o número de parcelas, como por exemplo “12/60”, ou seja, 12 (doze) parcelas pagas de 60(sessenta) o que indicaria que ainda lhe resta 48(quarenta e oito) a pagar, vamos nos concentrar em quem não tema informação de quando acaba seu empréstimo consignado em seu contra-cheque, aos quais vamos destacar:

  • Aposentados e Pensionistas do INSS
  • Servidores Federais

Aposentados e Pensionistas do INSS

Quem recebe seu benefício pelo INSS deve entrar em contato através do telefone 135, neste número você poderá solicitar quando acaba seu empréstimo consignado, mas vai depender muito da boa vontade de quem está do outro lado da linha, por isso recomendamos que se dirija a uma das unidades do INSS mais próximas da sua casa e solicite um extrato chamado HISCON (Histórico de Consignações) neste extrato terá os demonstrativos de cada contrato que você paga dos ultimos 5 anos, com data inicial, data final, numero de contrato e valor de parcela, é o documento mais detalhado e com as informações mais precisas que você pode encontrar, alem de ser um documento oficial, inclusive para fins de contestações judiciais.

Para lhe ajudar a encontrar um local mais próximo da sua casa basta clicar aqui.

Servidores Federais

Todo servidor federal está ligado a um órgão ou entidade, as chamadas unidades pagadoras elas são responsáveis pelos lançamentos de débito e crédito em seu pagamento, traduzindo é o seu RH, para ter acesso ao telefone e endereço da sua basta acessar seu portal siapenet, o mesmo aonde você pega seu holerite eletrônico, após colocar seu login e senha, basta clicar na opção “Unidades pagadoras” em “Consultas”, lá terá as informações de endereço, telefone, fax e em alguns casos até mesmo e-mail.

Caso tenha alguma dificuldade foi criado o Alô-SEGEP é um número de telefone para lhe prestar suporte caso tenha alguma novidade basta ligar 0800 978 2328, informar sua matricula siape e ter as informações, mas antes de ligar tenha seus dados em mãos, eles poderão lhe informar quando acaba seu empréstimo consignado.

Porque é importante saber quando acaba meu empréstimo consignado?

Um dos principais motivos pelos quais é importante estar atento a quando acaba seu empréstimo consignado é pelo seu comprometimento de renda, mesmo que você tenha passado ao longo do tempo por atualizações salariais isso não significa que você não precise mais do valor da parcela paga ao banco.

Outro fator importante é que quanto mais você paga, mais seu crédito vai voltando também, ou seja, quanto mais próximo do fim seu empréstimo consignado estiver, mais dinheiro você poderá emprestar e se você está pensando em quitar alguma dívida ou fazer aquela reforma é bom saber com quanto você poderá contar em um futuro próximo.

Em relação a quando acaba seu empréstimo consignado, fique despreocupado, o término é automatico, no ato da contratação já é informado e a programação de débitos não vai alem do que você assinou em contrato, no caso de empréstimo consignado não existe renovação automática.

Mas muita atenção, caso tenha refinanciado ou portado seu empréstimo ele volta pro prazo inicial e começa tudo de novo, por isso é muito importante sempre ficar com uma via de seu contrato de empréstimo consignado, solicite que seja enviado uma cópia sempre pro seu email, é a forma mais prática de não perder o controle.

Seu Correspondente Pode te Ajudar

Caso tenha contratado seu empréstimo através de um correspondente autorizado, lembre-se que ele é seu amigo e sua relação com ele é bem diferente do que com um banco ou até mesmo com seu RH, o correspondente por natureza tem o hábito de acompanhar todos os seus contratos, ou seja, ele tem acesso, nós do portal consignados somos um correspondente autorizado do Banco BMG e temos acesso quando acaba um empréstimo consignado e nossos clientes muitas vezes nos perguntam e nossa motivação e escrever está matéria foi justamente para ajudar as pessoas que não são nossos clientes, pois devido a questões de segurança da informação só temos acesso aos contratos de origem nossa, caso contrário teríamos criado um canal exclusivo para você, mas não custa perguntar, e se tiver dúvidas acesse o nosso fale conosco e deixe um recado, nossos consultores terão um imenso prazer em lhe atender.
 

Quem pode fazer empréstimo consignado?

Atualmente muitas pessoas procuram por empréstimo consignado devido a ser uma modalidade de crédito mais barata e com prazos maiores. Mas infelizmente não são todas as pessoas que podem contratar.
Para poder contratar  existe a necessidade de um convênio com a instituição financeira e legislação interna para o desconto em folha.

Como Funciona

A empresa, órgão público, fundos de pensão e etc, devem ter uma legislação especifica para estabelecer algumas regras, tais regras devem atender a lei 10.820 que define o empréstimo consignado, as regras devem ser aprovadas em conselho e estabelecer os seguintes critérios:

  • Limite de Crédito
  • Politica de Concessão
  • Margem consignável

Limite de Crédito

Os limites de crédito serão definidos conforme analise do banco e entidade, visando a saúde e manutenção do produto, geralmente em casos de empresa privada estabelece um limite que não ultrapasse seu saldo decisório, já em casos onde é um servidor público ou até mesmo no INSS o limite de crédito fica a cargo da instituição financeira.

Politica de Concessão

A politica de concessão geralmente estabelece quais funcionários, servidores ou beneficiários podem fazer empréstimo consignado, por exemplo, em uma empresa privada quem está no período de experiência não pode contratar, ou um servidor público cujo regime de contratação seja cargo de confiança ou CLT.

Margem Consignável

A margem consignável é o limite máximo que se pode comprometer da renda, o limite máximo é 30%, mas o calculo para chegar nestes 30% devem ser bem definidos, por exemplo, alguns servidores municipais recebem adicionais em seu salário, mas para efeito de calculo não somamos a renda para chegar nos 30%.

Quem Pode Fazer Empréstimo Consignado Atualmente

Atualmente estamos atendendo os seguintes convênios para empréstimo consignado:

  • Empréstimo consignado INSS
  • Empréstimo Consignado Federal
  • Empréstimo Consignado Municipal
  • Empréstimo Consignado Estadual SP

Empréstimo Consignado INSS

Destinado a aposentados e pensionistas do INSS, podendo parcelar em até 72 meses.

Empréstimo Consignado Federal

Destinado a Servidores Federais da ativa, aposentados e pensionistas SIAPE, podendo parcelar em até 96 meses.

Empréstimo consignado Municipal

Destinado a servidores da prefeitura de São Paulo, podendo parcelar em até 96 meses.

Empréstimo Consignado Estadual SP

Destinado a servidores do estado de SP, podendo parcelar em até 60 meses.

 

 

Recebo Amparo Social Posso Fazer Empréstimo Consignado?

Quem recebe amparo social não pode fazer empréstimo consignado. Apesar de ser um benefício vitalício é vetada a concessão de empréstimo consignado para quem recebe este tipo de benefício, mas para explicar melhor vamos entender o porque se recebe amparo social.

Amparo Social

Somente pessoas portadoras de deficiência ou idosos com 67 anos ou mais, que comprovem não ter condições de manter sua própria manutenção e nem de obter ajuda de sua família estão habilitados a receber um benefício do INSS por amparo social.

Baseado na constituição Federal de 1988  no artigo 203 o INSS juntamente com o governo visando assegurar o direito a saúde, previdência e assistência social proporciona ao beneficiário uma forma de existência digna, lhe dando a oportunidade de um renda que possa arcar com as suas necessidades básicas.

O INSS através da lei 8.742, de 03 de Dezembro de 1993, se baseando na constituição estabeleceu regras para a concessão a chamada LOAS (Lei Orgânica da assistência Social), estabelece uma renda de 1 (um) salário mínimo, e o segurado deve comprovar que a soma da renda familiar (caso more com mais pessoas) seja inferior a 1/4 de 1 (um) salário mínimo.

Vale ressaltar que ao solicitar o Amparo Social, o beneficiário se declara incapaz economicamente e a natureza deste benefício o desqualifica para quaisquer operações financeiras.

Apesar de muitas vezes o segurado após receber seu benefício passa a ter uma inclusão social e retomar sua economia pessoal, os proventos recebidos através do “Amparo Social”, não podem ser dados como garantia em uma operação de empréstimo consignado por ser intocável.

Muitos segurados que recebem o amparo social tem como alternativa operações de crédito que não vinculem seu benefício como por exemplo crédito pessoal, cartão de crédito ou até mesmo débito em conta, mas deve se tomar cuidado com tais modalidades de empréstimo devido a sua taxa de juros ser mais elevada e seus prazos para pagar menores, o que gera em um curto prazo, grande endividamento ao realiza-lo.

Apesar de acreditar que o empréstimo consignado deveria ser para todos, entendemos que em casos onde não existem alternativas e são amparadas por leis devemos respeita-las.

 

Recebo Auxilio Doença Posso Fazer Empréstimo Consignado?

Quem recebe auxilio doença NÃO pode fazer empréstimo consignado. Quem recebe através de auxilio doença não é beneficiário do INSS e sim segurado, existe uma grande diferença entre os dois, mas vamos lhe explicar.

Segurado do INSS

O segurado do INSS é toda pessoa que contribui mensalmente, seja com desconto em folha ou pagando diretamente, é um segurado do INSS, vale lembrar que o INSS é um fundo de pensão oficial que foi criada em 1990 substituindo o INPS mas permanecendo os direitos aos trabalhadores.

Um dos grandes benefícios de se contribuir junto ao INSS é ter assistência em casos de doença que o impossibilite trabalhar, nestes casos até que o segurado se recupere ele passa a receber o chamado “auxilio doença”, caso a perícia do INSS constate que a doença que impossibilitou o segurado a trabalhar é irreversível o benefício passa para “Aposentadoria por invalidez previdenciária”, no caso de aposentadoria por invalidez previdenciária é permitido empréstimo consignado.

Beneficiário do INSS

O beneficiário do INSS é aquele cuja concessão foi lhe dada em caracter definitivo e amparado nas regras do INSS bem como nas condições previstas em lei.

Auxilio doença x Empréstimo

Por se tratar de um benefício temporário o empréstimo consignado não é possível, mas modalidades como empréstimo pessoal e débito em conta podem ser contratadas, desde que a comprovação de renda não esteja vinculada ao benefício, mas muito cuidado com a modalidade de empréstimo que você estiver escolhendo, em caso de empréstimo pessoal a diferença de taxa é muito grande, como não existe um teto máximo, cada instituição financeira cobra o que quer, diferente do empréstimo consignado que existe um teto máximo a ser cobrado de juros.

Quem optar por débito em conta, muito mais muito cuidado mesmo, a taxa de juros pode chegar até 23% a.m, é um absurdo de caro, por isso, a primeira opção deve sempre ser o banco aonde você recebe seu benefício, geralmente só pelo fato de ser correntista você terá uma linha de crédito disponível com condições infinitamente melhores do que uma financeira.

 

Tutelado pode fazer empréstimo consignado?

Tutelado não pode realizar empréstimo consignado, a resposta é simples, mas gostaríamos de explicar melhor, mas pra isso o primeiro passo é entender melhor o que é tutela, e porque o tutelado não pode realizar empréstimo consignado, para isso, continue lendo.

Definição de tutelado

Tutelado é um representante do segurado do INSS que por motivos de força maior não pode tomar decisões sozinho, abaixo iremos listar alguns casos onde a tutela é concedida no INSS:

  • Portador de deficiência física
  • Portador de deficiência mental
  • Menores de 18 anos

Nos casos acima citados, o beneficiário não tem condições de se representar, por isso estabelece um tutor, que geralmente é um parente de maior grau, como pai, mães ou irmãos maiores de 18 anos.
Nestes casos o tutor através de documentos comprobatórios e decisão judicial passa a receber em seu nome o beneficio do segurado, contudo com a exclusiva finalidade de cuidar dos interesses cívicos do tutelado, aos quais a própria constituição determina como direitos básicos a moradia, saúde, educação e etc.

Fonte Legal

Através do decreto de  Nº 7.617, de 17 de Novembro de 2011, foi estabelecido as regras bem como os direitos e deveres dos tutelados e seus representantes.

Qual Alternativa para os Tutelados

Entendemos que em muitos casos o empréstimo consignado nestes casos é justamente para atender a necessidade especial do beneficiário, contudo existe um regulamento interno bem como portarias e leis que impedem o banco conceder crédito. A alternativa seria procurar o Banco aonde se recebe o beneficio e solicitar um crédito pessoal ou empréstimo com débito em conta, mas o contratante será o tutor uma vez que o tutelado não está qualificado legalmente para contratar empréstimos, ter conta em banco ou fazer financiamentos.

Em alguns casos o beneficiário pode utilizar alguns programas do governo para aquisição de bens, vamos destacar abaixo alguns exemplos:

Automóveis

uma das exigências para ter acesso ao desconto é que o representante não poderá ter dívidas com a receita federal, para ter direito ao desconto deverá comparecer a uma das unidades da receita federal e apresentar os seguintes documentos:

  • Laudo médico que comprova o tipo de deficiência
  • Comprovação de disponibilidade financeira ou patrimonial para fazer frente aos gastos com a aquisição e a manutenção do veículo a ser adquirido
  • Cópia autenticada da Carteira Nacional de Habilitação (CNH)
  • Comprovante de residência
  • Cópia da CNH de todos os condutores autorizados (no máximo três)
  • Documento que comprove a representação legal, se for o caso

Remédios

O governo juntamente com o ministério da Saúde criaram o programa Farmácia Popular que estendeu a redes privadas, com alguns remédios a preços bem baixos e alguns medicamentos sem custo ao consumidor, este programa está voltado a pacientes com diabetes ou hipertensos, mas alguns laboratórios aderiram a ideia e com apenas um cadastro via telefone é possível ter descontos de até 80% em alguns medicamentos.

Se programe bem antes:

  • faça uma lista de medicamentos utilizados
  • acesse o portal da farmácia popular
  • Realize seu cadastro
  • Pesquise outros laboratórios
  • Não se esqueça dos genéricos

Reflita

Muitas vezes a melhor forma de resolver um problema financeiro é fazer uma reflexão muito sincera de seu orçamento familiar, o que inclui pesquisar preços, ajustar contas e buscar novas alternativas, mas sabemos que nem sempre é possível, caso este seja o caso, as opções de crédito pessoal e debito em conta talvez seja a alternativa.